segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Uma noite a não esquecer...

Sei que pode ser exagerado, mas: nunca mais me vou esquecer da passada noite de sexta-feira.
Sem nada fazer prever foi das melhores noites dos últimos meses, e que entrou para aquela gaveta das memórias que nunca mais se esquecem.

Os principais culpados? O AstroBoy, a M., o A., o Maceo Plex, o Rui Vargas, os CockTail D’Amore (Boris e a dupla Discodromo), o Cócó e o D.
Claro que muitos outros ajudaram à festa. Aliás, essa foi uma das surpresas da noite: encontrar tantas, mas tantas caras conhecidas. E todas com um sorriso no rosto. O lado negativo da noite foi o excesso de pessoas na pista do Lux. Eram mesmo muitas. De tal forma, que a determinada altura da noite fomos para o Bar de cima para conseguir descansar um bocado de tanto empurrão, pisadela, cotovelada e afins. Mesmo assim a dança não parou. O Bar também estava imparável.

Em ambos os pisos a música estava mais que especial, estava absurdamente boa. Todas as passagens perfeitas, todos os silêncios essenciais, todas as batidas certas, todas as chapadas cósmicas na altura correta.

Resultado: sair do Lux às 7h45, seguir para casa, adormecer perto das 10h. No dia seguinte acordar às 16h30 com uma dor de cabeça monstra, mas feliz. Muito!

Para os preocupados: nessa noite o Tao dormiu na avó.

Ass: Gattaca


P.S. – Certo é que hoje ainda estou a sair da “magia” de sexta-feira. Tenho TANTO sono… Só quero ir dormir.

2 comentários:

um coelho disse...

São essas noites e esses momentos que contam. Já não vou ao Lux há montes, e gosto imenso do Rui Vargas.

Junta-te ao clube disse...

Então é não deixar passar muito mais tempo!!

Ass: Gattaca