segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Sair de casa...

Cada vez mais me convenço que se não tivesse saído de casa da minha mãe tão cedo poderia ter feito muito mais na vida.

Tudo bem que saí de casa aos 20 anos, e nunca mais voltei. Mas esse também é o motivo pelo qual viajei tão pouco, pelo qual deixei de fazer tanta coisa…

E às vezes gostava que as coisas tivessem sido diferentes. Noutra altura não. Como sempre acontece comigo: depende dos dias.

De qualquer forma acho que o mais importante é mesmo chegar a esta fase da vida, colocar tudo na balança e perceber qual o resultado.

Agora o que me irrita é a actual geração que quer tudo e mais alguma coisa e acha que consegue tudo sem qualquer esforço. E ainda se queixa. Mas isso é outra conversa.

Ass: Gattaca

3 comentários:

faa disse...

Eu saí de casa dos pais aos 21, ou seja, há 2 anos, e não me vejo mesmo a voltar, não porque não estou bem em casa dos pais, mas sim porque gosto muito da minha vida numa grande cidade, para alem da independência.

iLoveMyShoes disse...

Eu saí aos 18... e não me arrependo. Muito do que sou hoje se deve a isso. :)

um coelho disse...

Eu também saí aos 18, e foi das melhores coisas que fiz na vida. Ao contrário de ti, se não tivesse saído de casa não teria viajado tanto, não teria estudado tanto e coisas tão diferentes, e certamente não teria conhecido a pessoa que me completa.