quarta-feira, 4 de maio de 2011

Queer As Folk

Diz que o Natal de 2010 foi um dos mais gays que tive. E isto porquê? Porque recebi como presentes um filme porno gay muuuuiiiitttooo mau e as 5 temporadas do “Queer As Folk”. Acho que ainda recebi um terceiro presente gay, mas agora não me consigo lembrar. (entretanto lembrei-me: a primeira temporada do “Dante’s Cove”).

Tudo isto para dizer que ontem acabei de ver todos os DVDs da série. No total são 83 episódios vistos nos últimos três meses.

E gostei, Foi uma série que marcou uma época. E quer se goste dela ou não, foi importante para abrir o caminho a tantas outras séries e afins. E até estava muito bem feita.

E há muito tempo que não me acontecia o seguinte: chorei algumas lágrimas nos três últimos episódios. Eu sei, sou muito estúpido, mas que querem. Alguns momentos tocaram-me.



E mais uma vez fica provado que nada é eterno. E que a vida muda e MUITO.

Ass: Gattaca

PS – E sim, gosto muito muito muito de lasers e luzes coloridas…
PS 2 – E o nunca entendi porque escolheram o actor Randy Harrison para dar vida ao Justin.

2 comentários:

João Mateus disse...

Que pena nunca vi .. :(
Pena nunca ter passado nas tv´s, passou a versão original britânica mas não tem nada a ver, ainda tive esse versão em DVD mas acabei por vender...
Mas porque é que todas as series gay´s so mostram corpos perfeitos?
será que sou o único feiote e gordo?
como diria um amigo meu " ninguém merece"... :O(

Blog Liker disse...

A última série já me pareceu um pouco a martelo, mas as intermédias são as mais bem conseguidas... Claro que há ali muito exagero, mas ficção é ficção... :):)