segunda-feira, 16 de março de 2009

Desabafo confuso e caótico…

2009 não tem sido fácil. Sempre achei que iria ser assim e até ao momento não parece que tenha errado muito.

Só que se por um lado tem sido complicado, por outro tem sido muito bom… Embora esse muito bom seja apenas num ou outro aspecto. Não quero parecer mal agradecido porque não é mesmo por aí…

De qualquer forma acho que tem sido um ano exigente. Muito. Em termos pessoais então tem sido muito complicado de gerir e de viver. Felizmente sou um gajo que gosta de acordar todos os dias a pensar que o futuro vai ser risonho. E que estamos todos a batalhar por algo de bom e bonito. Só que às vezes é difícil. Muito. E as confusões são para enfrentar e tentar resolver o melhor que pode e se sabe..l.

No meio de tudo isto:

Tenho lido pouco…
Ando mais distraído que o habitual…
Cansado mentalmente…
Sem qualquer paciência para o emprego… Farto de grande parte dos meus colegas… Farto das hipocrisias deles… Farto das falta de profissionalismo deles… Farto de serem uns incompetentes e só darem problemas…
Farto de não ter dinheiro…
A pensar em voltar a ter um segundo emprego…
A querer uma casa nova e espaçosa…
Não tenho conseguido meditar...
Tenho a minha casa num caos...
Tenho dado pouca atenção a quem devo ter muita...
Tenho tido menos paciência com quem devo ter muita...

No entanto o mais giro no meio de tudo isto, é que as relações entre as pessoas mudaram radicalmente. Acho que muito dificilmente as coisas voltem a ser como antigamente. E quem pensar o contrário engana-se. Só que são muitos o que pensam que sim. E pior ainda são as pessoas com memória curta. Mesmo muito curta. E depois ainda têm a lata de exigir e cobrar. E desses há tantos… Só assim de repente só capaz de me lembrar de 2 ou 3 casos.

E sei que também falho. Se sei. Só que depois não gosto que me venham cobrar quando têm telhados de vidro. É que não aceito mesmo!!!

Uma coisa boa sei que tenho: enfrento a merda que faço e que crio. Isso não fujo. Estou lá sempre para o que der e vier. E não, não quero qualquer medalha por causa disto.

E não há nenhum culpado no meio de tudo isto a não ser eu. Isso eu tenho certeza!!
Peço demais de tudo… Quero demais… Quero muita coisa… E acredito que sou capaz de muita coisa que depois não sou…

Isto está confuso né? Só que não me apetece dar algum sentido a isto.

Ass: Gattaca

Sem comentários: