quarta-feira, 16 de janeiro de 2008

Stresses

E depois ainda fico admirado por não ser um gajo normal.

Basicamente tinha combinado com a minha mãe ir hoje de manhã ter com ela a Linda-a-Velha para irmos tratar de umas coisas lá na zona. Por isso aproveitei e marquei hora para ir cortar o cabelo no sítio do costume, perto da casa dela. Seria matar dois coelhos com uma cajadada só .

Ontem deitei-me perto das 3h. Lá estou eu com os horários ao contrário.
Ponho o despertador para as 09h30, mas apenas levanto-me da cama às 09h50. Isto com um grande salto. Tinha marcado hora para cortar o cabelo às 10h30. E não é que cheguei a horas? E fiz tudo (banho tomado, dentes lavados, blá, blá blá), menos tomar o pequeno-almoço e beber café.

Quando estou quase a chegar ao destino, lembro-me que tinha combinado com a minha mãe ir buscá-la ao hospital (em Lisboa) às 10h30. PÂNICO! Ligo para ela que me diz automaticamente:

- “Esqueci-me de te avisar”.
- Pergunto eu “o quê?”
- Resposta: “é que não vale a pena ires para Linda-a-Velha porque hoje tenho de estar às 13h na Basílica da Estrela.”
- “Mãe são 10h30 da manhã!”
- “Pois é que quero estar lá um bocado antes para fazer companhia à M.”
- Respondo: “Ok. Pena é só me disseres agora que já estou à porta de casa.”

Conclusão dormi apenas 6 horas sem qualquer motivo. Não resolvi as coisas com a minha mãe. Fui a Linda-a-Velha sem grande motivo (podia cortar o cabelo noutro dia qualquer) e pronto. É nisto que dá ter uma mãe esquecida. Eu também podia ter ligado na véspera a confirmar, mas não fiz. Lição aprendida.

De resto cortei o cabelo, voltei para casa, arrumei roupa, fiz uma máquina, lavei louça, mudei a areia das gatas, almocei, vi umas cenas na net e rádio.

Ass: Gattaca

Sem comentários: