segunda-feira, 21 de janeiro de 2008

Fim-de-semana # 15

E pronto… Mais um fim-de-semana…

Sábado o esquema do costume: Attack às 12h15. Depois almoço no Go Natural do Saldanha Residence. Seguimos para o Atrium Saldanha para ir à Fnac levantar a edição de coleccionador do “Blade Runner”. Sim, é verdade, depois de alguma dificuldade lá consegui arranjar um exemplar. Pois que tem 5 DVDs, uns quantos postais, um mini-filme enfiado num cartão e mais umas coisitas. ADORO!

Depois foi tratar da decoração da mesa do jantar dessa noite. Andei por várias lojas à procura de decoração certa para a mesa. O serviço era preto com uns desenhos (em branco) algo étnicos, logo tinha de andar em torno disso. A toalha era branca.

Zara Home - sem nada de jeito;
Gato Preto - consegui encontrar uns castiçais transparentes pequenos muito simpáticos
Area – encontrei o que queria. Dois castiçais pretos e umas merdas sem qualquer utilidade (lolol) mas bastante decorativas.

Sigo para casa onde fico a aguardar pelo resto da pandilha. Íamos seguir para Alcochete e eles não sabiam o caminho. Às 19h15 lá está a comitiva de partida. Passados uns 30 minutos chegamos e começa a confusão.

Cumprimentos, mostrar casa, arrumar as coisas, começar a preparar outras, conversas, pôr a mesa, arranjar a sala (para ficar mais acolhedora), tratar da comida, dividir tarefas e pronto.

Como sempre o Dudu foi o responsável pelo cocktail da noite. Desta vez o escolhido foi Flirtini (champagne, sumo de ananás e vodka). É que não imaginam como aquilo sobe à cabeça. Com 3 copos bebidos foi a alegria. E ainda faltava o vinho tinto do jantar, propriamente dito.

No final foi mais um serão onde o álcool, boa disposição, boa companhia e boa comida imperou. Foi fondue. Sobrou carne que foi um disparate... Já os molhos, frutas e as batatas fritas voaram.

No dia seguinte acordei com uma dor de cabeça doida... Não via nada à frente. Tomei uma porcaria qualquer que o Jota me deu e voltei a deitar-me. Acordei perto das 13h30. Tinha combinado ir almoçar a casa da minha mãe. Envio uma sms a perguntar se ainda tinha comida. Foi tomar banho, arrumar as coisas para seguir para Lisboa. Quando chego à rua pego no tlm e vejo a sms de resposta. Dizia qualquer coisa do género: “não tenho mas arranja-se qualquer coisa”. Ligo à minha mãe que me diz não ter nada em casa a não ser alheira (que odeio). Volto a ligar ao Jota para perguntar se tem comida. Ele diz que sim. Volto para trás e almoço com ele. Depois sigo para Lisboa. E agora sim chego ao destino pretendido…

Chego a Linda-a-Velha e vejo que o ambiente em casa não é dos melhores. Pego na minha mãe e no meu sobrinho e vamos todos para Alcochete. Aproveitar para “devolver” os dois peixes do Jota que estavam em casa da minha mãe para colocar no aquário dele. Portanto vim de Alcochete, e a Alcochete voltei.

O resto do dia foi bastante simpático. Fomos à praia, comprar dois peixes de água fria para o meu sobrinho, passear um bocado... Regressamos perto das 20h e fico para jantar em casa da minha mãe.

Às 23h vou para casa e pronto… Ainda deu para arrumar umas coisas e começar a ver o DVD do “Blade Runner”. Gostei!

Ass: Gattaca

Sem comentários: