terça-feira, 27 de novembro de 2007

Fim-de-semana # 14

E parece que estes textos sobre os meus fins-de-semana fazem sucesso... E por isso cá está:

Sexta-feira saio da rádio perto das 24h30 e sigo para casa da Ziggy onde estava a decorrer o seu jantar de aniversário. Quando chego dou de caras com uma mesa cheia de comida, mas mesmo muita comida, e algumas garrafas de vinho. Comece a festa!
Como o presente foi comprado a 3 e as outras duas pessoas já lá estavam a urgência foi dar o presente. E eu só queria beber. É que a transição rádio/festa foi muito rápida e ainda não tinha tempo para esquecer o trabalho.

Presente dado, vamos beber... E lá vieram os cosmopolitans e como seria de esperar ois brindes!... Portanto feitas as contas foram 4 cosmo e garrafa e meia de vinho. Tudo isto misturado com muitas fotografias, body combat (ora não fosse a Ziggy uma fanática da modalidade), cadela a ladrar, comida, amendoins (muuuiiittttooos), músicas (até direito houve a Rafaela Cara), pinturas (porque havia uma tela para pintar no hall), conversa, anedotas, danças, idas à casa-de-banho (porra esqueci-me de fotografar), idas à cozinhas... Em suma: asneiradas. O mais giro de tudo isto é que eu não me sentia minimamente alcoolizado e por isso fui bebendo.

05h30: Todos para casa. E lá venho eu... Chego a minha casa perto das 06h. Sei disto porque, sabe-se lá porquê, tenho uma foto no meu telemóvel do conta-quilómetros do carro e apanha o relógio.
E aqui começa a festa. Pois se em casa da Ziggy estava muito bem, não sei que aconteceu na minha mas comecei a ficar muito mal disposto. Ai tão mal disposto... Pois acho que vou vomitar... Ah pois vou. E lá fui eu. Remédio santo. E desta vez o assunto ficou arrumado em apenas uma ida à casa-de-banho. Normalmente são duas ou três. Devo estar a ficar mais adulto... lol

Sábado acordo perto das 12h, mas só começo a dar sinais de vida mental depois das 14h. Recebo uma sms do PM a perguntar se queria ir a Step. Enviou outra a perguntar as horas da aula. Ele diz que é por volta das 18h. Não sei que voltas dei nos entretantos mas sei que acabamos a falar ao telemóvel. Eu sem saber muito bem que fazer ou combinar. Sabia apenas que estava super agoniado e que só de pensar em vinho ficava bêbado outra vez. Pior ficava quando me lembrava que ia ter um jantar nessa noite.

Roupa a lavar e pouco mais consigo fazer em casa nessa tarde. Acho que ainda arrumei umas coisitas. Ligo ao Dudu para saber se ele queria ir comigo à Fnac para trocar a máquina fotográfica que tinha comprado. Combino com ele perto das 16h. Quando estava a entrar na banheira liga-me o Fred e o Xrl8. Vinham cá a casa um bocado. Disse que sim, mas que estava com pressa. O objectivo deles era convencer-me a ir ao Lux nessa noite. Ia pensar...
Como seria de esperar saí de casa já passavam 15m das 16h. Ligo ao Dudu, por ele tudo bem

Chego à casa dele, perto das 16h45, que é na outra ponta da cidade. Vamos verificar se estava tudo na caixa. E não estava! Lá voltamos a minha casa procurar o que faltava. Carro mal estacionado e venho a correr escadas acima.. A aula de step ficou mesmo esquecida. Não havia tempo. Envio sms ao PM a dizer.
Tinha uma vaga noção que o cartão de memória estaria na mesa de cabeceira. Não estava. Num momento de génio arrastei a cama, não fossem as gatas terem feito merda. E lá estava ele.

Corro para o carro. E lá vamos nós rumo ao Chiado. O trânsito um caos. Curiosamente consigo estacionar o carro à primeira, perto dos Storytaillors. Bem... Resumindo, máquina trocada e tal, vamos beber um chá rápido com a Carla que trabalha ao lado da Fnac. Eu começo a ficar com fome. Até perto das 18h só tinha conseguido comer duas torradas e um chá. 18h20 vamos em direcção ao carro.

Dudu em casa, ligo à Mipo com quem ia jantar. “Queres que te apanhe em casa?”. Sim, respondeu ela. Lá vou eu. Alguns minutos depois Mipo no carro. “Como é? Jantamos em casa ou na rua?”... Casa é uma resposta arrancada a ferros. Vamos ao Lidl comprar comida. No Lidl pergunto, porque não íamos jantar fora. Ficamos novamente na dúvida. Casa é a resposta. Compras feitas, vimos para minha casa. Compras arrumada, pergunto novamente, “é mesmo para jantar em casa?”. O grande problema no meio disto tudo é que não queria uma grande noitada porque estava super cansado e algo desfeito da véspera, de qualquer forma não jantava fora de casa há muito tempo. É que a bebedeira da véspera não estava nada nos planos e veio baralhar esta cabeça já confusa por nascença.

21h30 estamos sentado à mesa do Mamma Rosa. Carpaccio, Pizza de Atum (que não sei dizer isto em italiano), uma massa qualquer para a Mipo, dois jarros de sangria tinta e 4 café. É isto que surge na conta. O mais curioso é que não me sentia nada incomodado com o álcool, embora ainda tenha dito que não ia tocar no segundo jarro. Sou tão ingénuo.

Saímos e vamos para as primas jogar matraquilhos e beber cervejas. Ao terceiro jogo tínhamos dois gajos a meterem-se connosco por causa da Mipo. A moça fez sucesso. Quando acabam os jogos pensava eu que me ia ver livre dos gajos. Enganei-me. A Mipo também gostou de um deles. E lá fomos com eles para um bar manhoso qualquer. Aí começam a dizer que queriam ir ao Jamaica. Eu achava que era um mau dia, que gosto do Jamaica à quarta ou quinta. Mas lá fui eu...Lá dentro acontece algo que nunca pensei ver, mas gostei! Mesmo! Lol... E ainda me ri um bom bocado, dancei e bebi mais umas 3 cervejas.

03h30 vou ter com a Mipo e digo-lhe que vou para o Lux. E assim foi. Sozinho. Tinha lá a tribo à espera.
E é nesta altura que acontece o melhor da noite. Carro estacionado vou para a entrada. Ligo à Carla que me diz para me dirigir ao lado direito da entrada e dizer o meu nome ao porteiro. Disse-lhe que estava doida. De qualquer forma como estava alegre lá fui eu. Estando a mão ao senhor, digo o meu nome e como resposta ouço “Como vai? Realmente estão à sua espera”. E deixa-me passar. Juro que se tivesse sóbrio lhe ia perguntar: “Mas está bom da cabeça? À minha espera??” Como a alegria era muita agradeci e entrei todo contente. Foi uma galhofa a noite toda com este episódio.

O resto fica para amanhã porque o texto já está enorme. Boa? Isto já é tarde. Tenho de ir dormir porque tenho de colocar o carro na oficina por volta das 09h30. Nem vou rever o texto. As minhas desculpas pelos possíveis erros.

Ass: Gattaca

Sem comentários: