sexta-feira, 24 de agosto de 2007

a ver em Veneza

(a pedido do ilovemyshoes)

É fundamental levar: Sapatos confortáveis, água e protector solar.

Recomendo que fujas dos turistas, porque demoras horas para ver qualquer coisa e pagas balúrdios.
Se queres mesmo ir à Catedral de São Marcos, vai logo às 9 da manhã, que as filas ainda são pequenas... depois é o dia inteiro de filas de horas e horas.

Vai andar pelas ruas, arranja um livro de histórias diferentes sobre Veneza... há vários, eu escolhi o Corto Maltese.

Se começares a andar a partir da Praça de São Marcos ou do Rialto, vais encontrar vários pontos de interesse e conhecer a arquitectura interna da cidade.
De Vaporetto vês o resto, como as fachadas dos prédios, que têm as janelas em arco, as decorações, as flores, etc.

Vai comer fruta ao Rialto, nos copinhos de plástico. Ai por trás tens o mercado onde podes beber "una birra".
Para almoços e jantares escolhe os restaurantes das ruas de dentro... são mais em conta. E o café também.
Podes comprar pizza e comer à beira dos canais... para que conste Veneza não cheira mal. Isso é um mito.
Come gelados! E mais gelados. São tão bons!

Podes comer à vontade, porque andas tanto, sobes e desces tantas escadas (das 170 pontes, todas diferentes) que não há problemas com a dieta!

Perde algum tempo a ouvir os artistas de rua.

Compra bilhetes de vários dias para os Vaporetto... não compres um, que é uma fortuna.

Vai ao bairro dos judeus, ver as sinagogas, que são muito bonitas. Por 8 euros fazem-te uma visita completa ao bairro.

Vai ao Lido, onde é o festival de Cinema, e lá apanha o autocarro 11 para Pellestrina, onde é a praia.

Vai a Burano, um bairro de pescadores, engraçadissimo com casinhas de várias cores.

Vai a Murano, se te interessar saber como se faz vidro. Se o teu hotel tiver uma visita para lá, aproveita, que o táxi é à borla e recebem-te bem.

E por fim, se quiseres, anda de Gôndola. É um passeio caro sim, mas vale a pena, porque vês ainda outra parte da cidade, que só se vê dos barcos pequenos. Os antigos canais que serviam as portas dos prédios e por onde se entrava.
Os "gondoleiros" sabem as histórias todas e contam o que estamos a ver. Onde viveu o Mozart, o Vivaldi, o Napoleão.

E acho que basicamente é isto... não tenho muito mais a acrescentar.
Aqui ficam as fotos:


Bjs
Ziggy

Sem comentários: