terça-feira, 21 de agosto de 2007

Sono indietro!

Ciao!

Já cá estou, mas os meus pés precisam de férias.

Em Veneza andei para lá, andei para cá, andei para o lado... andei à roda.
Nem com as Birkenstock, o topo de gama das xanatas, me safei. Esqueçam havaianas para horas a andar.

Fui ver a cidade dos guias turísticos, mas depois desisti, porque me fartei de estar em filas com dezenas de turistas chatos à espera de ver igrejas... e passei para a Veneza escondida de Corto Maltese, a andar por ruas e ruelas, a ouvir a música na rua, sentar-me à beira da água nos canais.

Cumprimentei todos os cães que encontrei pelo caminho... os cães andam por todo o lado. Nas lojas, nos barcos. E até fiquei a fazer festas à cadelinha da polícia!

Esmigalhei bolachas e dei aos pombinhos.
Comi os copinhos de fruta do mercado, gelado e pizza todos os dias, massa e muita massa. Tomatinhos e mozzarella. Saladas de Gambas.

Japoneses, americanos e espanhóis por todos os lados. Muita muita muita gente... e tudo muito caro.
Um café podia custar 1.50 euros! Um bilhete para o Vaporetto, seis euros para uma viagem de uma hora.
Uma viagem de Gondola... 120 euros, o mesmo preço de um par de sapatos em saldo.

Porta sim porta não era uma loja de máscaras e de vidros de Murano (ou imitações!).

Os locais são uma simpatia! Falam com toda a gente e em várias línguas. E eu que queria treinar o meu italiano... iam-me ensinando.

AH... mais tarde mostro mais fotos, porque ainda estou a ondular dos Vaporettos. Fiquei muito zonza com os barquinhos dos venezianos.

Bjs
Ziggy

PS: Agora vou pá prainha!

Sem comentários: