quarta-feira, 11 de julho de 2007

Cansado...

Hoje foi um dia muito estranho… Mesmo… Não em termos de acontecimentos mas fisicamente. Estou de rastos… Estranho… Tonto… E tudo desde o almoço. Terá sido alguma coisa que comi? Não me parece. O almoço foi uma quiche de soja, arroz branco, salada de frutas e café. Ainda para mais devia estar feliz e contente porque hoje não tive de atender chamadas, já que no call-center estive em formação.

Chegado à rádio as tonturas começam… Fico com uma vontade doida de chorar e gritar. Juro que tive de me conter para não desatar num pranto. Tenho-me estado a agarrar às minhas forças para não me afundar. E o mais estranho é que não entendo este estado. Nos últimos tempos tenho-me portado lindamente. Sem apontamentos, álcool, excessos ou afins… Logo não serão depressões derivadas de ressacas.

A única coisa que mudou foi a rotina. Não tem sido muito certa… Pode ser apenas cansaço. Só que o pior é que isto surgiu do nada. As coisas têm corrido relativamente bem. De qualquer forma sei que estou cheio de preocupações. Por todos os lados. As coisas na rádio estão super estranhas, confusas, stressantes e má onda. A vida pessoal em muitos aspectos cheios de dúvidas, problemas e preocupações. São muitas decisões para tomar na mesma altura. E parece que não tenho qualquer controlo na minha vida. Por mais que o queira.

Tenho o cérebro completamente parado… Sem acção…

Precisava mesmo das minhas duas semanas de férias e só vou ter uma. Melhor que nada claro, mas merda merecia mesmo 15 dias parado,

No fundo no fundo, tudo isto para dizer que acho que estou a pagar caro demais por uma atitude e decisão tomada em nome de um amor. Continuo a afirmar que não sou um gajo que goste de jogar sujo, mas tive de o jogar. Foram-me ditas coisas que me levaram a agir de certa forma, pensado a 90% que era o mais correcto. O tempo veio-me a provar que não. Antes pelo contrário. E de repente estou metido num filme que não queria. Que não sou eu. Claro que em última análise a responsabilidade também foi minha… E é este pensamento que não me sai da cabeça. Talvez seja um sentimento de culpa. E mesmo não querendo isto está-me a consumir. Muito. E estou com muito medo…Não sei se devia escrever isto aqui ou não… Está feito!

E talvez no meio de tudo isto que precise mesmo é de descanso… Parar…

Ass: Gattaca

Sem comentários: