segunda-feira, 18 de junho de 2007

Pinturas!

Aí… Estou cansado… Lol… Muito! Isto é horrível de dizer, mas comecei a semana já cansado. Acordei às 09h15 quando deveria ter acordado às 08h20. E culpa é toda da peregrina ideia que tive.

Quando fui viver para a minha actual casa pintei 3 paredes de 3 divisões com cores diferentes. No hall azul escuro. Na sala vermelho escuro. No quarto verde escuro. Por motivos que hei-de explicar aqui mais tarde, tive de as pintar de branco. Coloca-las na sua cor original. Juro, que enquanto me lembrar do que passei nestes dois dias não volto a pintar qualquer parede com outra cor que não seja branco, ou branco sujo ou aquelas cores com nomes muito estranhos tipo pérola, casca de ovo…

Tudo começou no sábado de manhã depois de ter ido cortar o cabelo. Cheguei a casa perto das 11h. Preparar paredes, limpa-las, colar fitas, arranjar pincéis e rolos, espalhar folhas de jornais, afastar móveis e sofá, arrancar pregos, etc, etc, etc.

A primeira pincelada é dada perto do meio-dia. E pronto. Assim foi o meu dia até perto da meia-noite. Sei que pelo meio houve muita música, visitas de amigos, conversas, disparates, cervejas, vodkas, pizzas, sumos, alguns apontamentos…

Sei que me deitei completamente frustrado com o resultado. Aquilo tinha sempre cor por mais vezes que as pintasse. No domingo acordei e fiquei mais animado. Estavam brancas. Mas ainda assim foram precisas mais duas pintadelas. O drama mesmo era a secagem. Não era pintar, porque na prática eram só 3 paredes e eram pintadas num instante.

E para todos aqueles que nesta altura estão a dizer: “Aí que escolheste uns dias muito maus por causa da chuva”, vos respondo: “Pois diz que com dias destes também não havia nada melhor para fazer e assim sendo não perdi nenhum dia de praia”. Além de tudo 4 horas para secar são sempre 4 horas. E lá está… Seriam sempre precisas 5 pinturas. Com ou sem calor. E não me venham com balelas de primários e outros truques, porque cada um tem o seu…

Resultado: Paredes brancas virgens.

O reverso da medalha? Não reconheço a minha casa. Sinto que alterei uma parte fundamental da magia desta casa, que eu gosto muito. Vamos lá ver se me habituo. Mas tinha mesmo de ser.

E muito me lembrei eu do dia em que as pintei. Foi eu a Mipo. Nós os dois pintámos a casa toda. Mais as paredes de cor. Acabámos às 5 da manhã. E todos com uma bebedeira. Entretanto apareceram lá uns amigos também… Foi há 3 anos atrás. Mipo: muitas saudades.

Ass: Gattaca

PS - E estava-me a esquecer. No domingo entre duas pinturas ainda tive tempo de ir ajudar um amigo meu numa mudança. lol... Também consegui fazer a habilidade de cair na escadas, porque a puta da mulher das limpezas encheu aquilo de água e detergente. Hoje tenho um andar diferente (e não começem com os comentários porcos ;-P)

Sem comentários: