quinta-feira, 21 de dezembro de 2006

Mini-Natal

E cada um tem o Natal... que tem paciência para fazer.
Esta é a minha árvore. Pequenina e de transporte fácil.
Uma vez que parte do Natal é em casa dos pais e a outra parte em minha casa... e ainda outra parte no Sítio do Picapau Cinzento (sim, porque vou trabalhar das 16:00 às 23:00 nos dias 23, 24 e 25!) tive de arranjar uma árvore de fácil transporte de uma casa para a outra.

Tem sido uma época muito difícil, por razões já conhecidas.
Os velhos estão todos pior e eu ando a fazer de Pai Natal e Rena ao mesmo tempo para o meu pai e para a minha mãe... sozinha!
É nestas alturas que sabia bem ter um gajo musculado e cheio de força para levar as cinco caixas do AKI com presentes para o meu pai.
E pois que, tal como me sugerem, não se pode dizer... adeus fui à minha vidinha.

A noite de Natal vai ser engraçada... já que estou a trabalhar. Não sei se fiz de propósito. Se calhar inconscientemente fiz. Mas alguém tem de trabalhar e não me importo de ser eu!
Os médicos, os motoristas, os senhores das bombas de gasolina e das portagens, todos têm de trabalhar... e também têm os jornalistas.

Assim como assim, a convivência não é grande, o espírito é nenhum. Depois de jantar aqui no Sítio do Picapau Cinzento, que eles oferecem... vou para casa abrir os presentinhos!
E puff já passou!


Beijos.
Ziggy.

Sem comentários: