quinta-feira, 14 de setembro de 2006

Amesterdão # 4

Felizmente os azares acabaram no primeiro dia em Amesterdão. Até com o tempo tive sorte. Apenas chuviscou no dia em que cheguei. Nos restantes o céu esteve nublado ou limpo… LOL

Depois foram dias inteiros a visitar museus, a passear nas ruas, a ver algumas lojas, a procurar sítios para comer, a visitar algumas coffeshops, a tirar fotografias, a tentar orientar-me na cidade e mais todas aquelas coisas que as pessoas fazem quando estão a visitar uma cidade estrangeira.

Só que o azar não me largou de todo. É que não houve um único museu visitado que não estivesse em obras. Nenhum deles tinha todas as salas disponíveis para visitar. É normal quando vamos ao estrangeiro encontrar-mos alguma coisa em obras, mas neste caso foram os museus todos. E para compensar os visitantes eles tinham exposições temporárias e pequenas amostras das colecções permanentes.
No caso da Casa do Rembrant estava mesmo fechada, assim como o Palácio Real. É depois as obras dos senhores duram mais de 2 anos… Resultado, fiquei com vários museus por ver…

Algo que me espantou foi a má qualidade das lojas dos museus. Confesso que sou um viciado em todo o tipo de recordações que se possam comprar nas lojas dos museus, mas em Amesterdão as lojas eram de uma miséria franciscana e o que existia não tinha qualquer interesse. Nunca pensei. O mesmo já não me aconteceu em Londres, Nova Iorque, Madrid, Curacão. Segóvia, Barcelona, Bilbao ou mesmo nas Maldivas

De resto não fiquei grande fã de Amesterdão. Não entrou no meu Top5. Achei uma cidade confusa, muito suja e cheia de obras. O mais giro é que já lá tinha ido à 3 anos atrás e já estava em obras. E realmente os canais são giros mas algo monótonos. Quanto aos locais já são uma grande mistura de raças. Acredito que Amesterdão possa ser muito interessante quando guiados por alguém que more por lá, porque de outra forma estamos constantemente a procurar sítios, a tentar orientarmo-nos e por aí fora.

Quanto à questão das drogas, realmente encontra-se de tudo. Só que depois pouco podemos fazer com elas, porque não se pode consumir nada na rua. Além disso, e aqui a responsabilidade já não é da cidade, posso não ter ido com as pessoas mais indicadas para grandes cavalgadas. Quem sabe um dia. Ficaram os cogumelos no goto…

Em suma gostei da cidade mas não me encheu as medidas. ..


(continua)

Ass: Gattaca

Sem comentários: