quinta-feira, 31 de agosto de 2006

Allo allo, allo allo!

Allo allo, allo allo
Allo allo maman, j'vais rentrer à la maison
Allo allo papa, j'vais rentrer à la maison


Está de chuva lá fora... e eu ainda de férias.
O Sol só gosta de aparecer quando eu tenho de estar em Lisboa e nunca quando quero ir à praia.
Não é justo.

Pois que as minhas férias estão a acabar... e que é que eu fiz de três semanas?
Rien de rien!
É aquela altura em que devia fazer todas aquelas coisa que não tenho tempo de fazer no resto do ano. Mas não me apeteceu. Só fiz o que me apeteceu, além de cumprir algumas tarefas obrigatórias.

O que não fiz...

Não fiz a cama...
Não me levantei cedo...
Não tomei pequeno almoço...
Não lavei a loiça durante um dia...
Não acabei de ler nenhum livro...
Não dei contas a ninguém...

...

O que fiz, além de me arrastar até à praia (quando o Sol apareceu)...

Aprimorei a minha técnica de jogar sudoku.

Vi a primeira temporada da "Anatomia de Grey", que gostei muito, e acabei de ver a sexta temporada das "Gilmore Girls", que enjoam um bocado.

Aprendi a letra da canção da Floribella... e já consigo identificar três ou quatro personagens.

Um copinho de vinho ao jantar, faz sempre bem.

Aprendi o caminho de regresso a Lisboa, pela A8 via Sacavém, sem as placas que dizem Expo 98... complicado, porque várias dizem "Centro"!

Reciclar o lixo... dividir tudo em saquinhos e ir distribuir pelos vários contentores.

o que tive de fazer, mesmo sem vontade nenhuma

Regressar ao Sítio do Picapau Cinzento na segunda, terça e quarta-feira, por causa de reuniões onde era absolutamente necessária a minha presença.
OK, vou baldar-me a uma, que é na sexta-feira.


as grandes chatices

Ainda tive de voltar algumas vezes a Lisboa por causa dos tios-velhos-avós. O meu part-time de "enfermeira-chefe" não encerra para férias.

Acompanhar a Petzi, a minha cadela mais velha, que foi operada a uns tumores e ficou num estado lastimável... a casa parecia o cenário de um homicídio. Agora já está bem melhor!

Uma bela gastroenterite, como a do Gattaca, por causa de um único mexilhão. Senhores, que dias infernais com dores de estômago.

Os meus vizinhos.

As havaianas não me servem nos pés... ou são pequenas, ou são grandes... não há um meio termo. Tive de mudar de marca. Merda.

Partiu-se-me o cartão multibanco... nada simpático. Mas da conta continuaram a voar euros... como? não sei! Magia.

as conclusões a que cheguei neste Verão 2006

Os anos pesam amigos... para o ano preciso de um gajo que me ajude a trazer os sacos das compras, porque sozinha não consigo fazer tudo. É um quarto andar sem elevador... mas tem vista para o mar... claro!

Para o ano, não vou alugar um toldo. Caguei. É um metro e meio de praia para ouvir as conversas das tias do lado. Nem pensar.
Isto é uma decisão muito importante, porque aquele toldo é meu, provavelmente, desde que nasci.


Pronto.
E agora é fazer a mala e voltar para a cidade.
Avizinha-se uma semana cheia de reuniões, a começar às 09:30 até às 19:00, e com certeza alguns 1000 problemas que me arranjaram para resolver.

Beijos
Ziggy

Sem comentários: