quinta-feira, 31 de agosto de 2006

Allo allo, allo allo!

Allo allo, allo allo
Allo allo maman, j'vais rentrer à la maison
Allo allo papa, j'vais rentrer à la maison


Está de chuva lá fora... e eu ainda de férias.
O Sol só gosta de aparecer quando eu tenho de estar em Lisboa e nunca quando quero ir à praia.
Não é justo.

Pois que as minhas férias estão a acabar... e que é que eu fiz de três semanas?
Rien de rien!
É aquela altura em que devia fazer todas aquelas coisa que não tenho tempo de fazer no resto do ano. Mas não me apeteceu. Só fiz o que me apeteceu, além de cumprir algumas tarefas obrigatórias.

O que não fiz...

Não fiz a cama...
Não me levantei cedo...
Não tomei pequeno almoço...
Não lavei a loiça durante um dia...
Não acabei de ler nenhum livro...
Não dei contas a ninguém...

...

O que fiz, além de me arrastar até à praia (quando o Sol apareceu)...

Aprimorei a minha técnica de jogar sudoku.

Vi a primeira temporada da "Anatomia de Grey", que gostei muito, e acabei de ver a sexta temporada das "Gilmore Girls", que enjoam um bocado.

Aprendi a letra da canção da Floribella... e já consigo identificar três ou quatro personagens.

Um copinho de vinho ao jantar, faz sempre bem.

Aprendi o caminho de regresso a Lisboa, pela A8 via Sacavém, sem as placas que dizem Expo 98... complicado, porque várias dizem "Centro"!

Reciclar o lixo... dividir tudo em saquinhos e ir distribuir pelos vários contentores.

o que tive de fazer, mesmo sem vontade nenhuma

Regressar ao Sítio do Picapau Cinzento na segunda, terça e quarta-feira, por causa de reuniões onde era absolutamente necessária a minha presença.
OK, vou baldar-me a uma, que é na sexta-feira.


as grandes chatices

Ainda tive de voltar algumas vezes a Lisboa por causa dos tios-velhos-avós. O meu part-time de "enfermeira-chefe" não encerra para férias.

Acompanhar a Petzi, a minha cadela mais velha, que foi operada a uns tumores e ficou num estado lastimável... a casa parecia o cenário de um homicídio. Agora já está bem melhor!

Uma bela gastroenterite, como a do Gattaca, por causa de um único mexilhão. Senhores, que dias infernais com dores de estômago.

Os meus vizinhos.

As havaianas não me servem nos pés... ou são pequenas, ou são grandes... não há um meio termo. Tive de mudar de marca. Merda.

Partiu-se-me o cartão multibanco... nada simpático. Mas da conta continuaram a voar euros... como? não sei! Magia.

as conclusões a que cheguei neste Verão 2006

Os anos pesam amigos... para o ano preciso de um gajo que me ajude a trazer os sacos das compras, porque sozinha não consigo fazer tudo. É um quarto andar sem elevador... mas tem vista para o mar... claro!

Para o ano, não vou alugar um toldo. Caguei. É um metro e meio de praia para ouvir as conversas das tias do lado. Nem pensar.
Isto é uma decisão muito importante, porque aquele toldo é meu, provavelmente, desde que nasci.


Pronto.
E agora é fazer a mala e voltar para a cidade.
Avizinha-se uma semana cheia de reuniões, a começar às 09:30 até às 19:00, e com certeza alguns 1000 problemas que me arranjaram para resolver.

Beijos
Ziggy

quarta-feira, 30 de agosto de 2006

ESC 1999

E depois de muito disparate algo sério. No ESC de 1999 tinha 3 músicas favoritas: Holanda, Islândia e esta música...




Alemanha. Na tabela final ficaram no 3º lugar... Bem podia ter ganho!

Ass: Gattaca

terça-feira, 29 de agosto de 2006

Sestre

O ESC está cheio de diversas participações bizarras estranhas. Obviamente que a mais usual são as "trecas". Não preciso de explicar pois não?

Para mim a mais divertida e bem-disposta aconteceu em 2002 com as Sestre. Representavam a Eslovénia. O que eu amo a coreografia a brincar com as hospedeiras.




Ass: Gattaca

Ipod

Meus senhores e minhas senhoras: já cá canta…

Photobucket - Video and Image Hosting


E certo certo é que já tem quase 10G de música lá dentro… E ainda me diziam que 30G era muito G.. Eu acho é que vão ser poucos…

Agora não entendo é porque é que no meu não surgem as capinhas dos CDs. Acho que vou mesmo ter de ler as instruções… LOL… Já andei a espreitar os vários menus e não vejo lá nada.

MAS É LINDO !!!

E sim, comprei o preto. Ou melhor, dei o dinheiro ao Jota para me trazer do Canadá.

Ass: Gattaca

segunda-feira, 28 de agosto de 2006

Doce

E quem não se lembra? Acho que faz parte do imaginário infantil de muitos dos sócios deste Clube.
Estavamos em 1982...




Voces agora estão desgraçados... LOL

Ass: Gattaca

Pensamentos, Dúvidas e Comentários # 61

Afinal os senhores dos detergentes mentem-nos. Nos anúncios eles dizem que têm a formula para não gastar a cor das nossas roupas. Só que eu acho que não são os detergentes que as “comem” mas sim o sol. Sim porque descobri agora que o sol estragar as cor das roupas enquanto elas estão no estendal a secar.

Portanto meus amigos não deixem a roupa no estendal para além do período estritamente necessário. Sim, porque já cheguei ao cumulo de deixar roupa no estendal mais de 4 dias. Imaginem o que aconteceu quando as recolhi... Voltaram para dentro da máquina de lavar!

Ass: Gattaca

domingo, 27 de agosto de 2006

Amesterdão # 1

E já falta menos de uma semana para estar aqui…

Photobucket - Video and Image Hosting


E aqui…

Photobucket - Video and Image Hosting


E depois no dia 4 de Setembro à noite será aqui que espero pular e dançar muito…

Photobucket - Video and Image Hosting



Ass: Gattaca

sexta-feira, 25 de agosto de 2006

Baccara

Meu deus... Estou nervoso... Aqui vai a minha primeira tentativa de colocar aqui um vídeo do Youtube. Será que consigo?

Como não podia deixar de ser tinha de ser do ESC. 1978... Baccara. Duas espanholas a representar o Luxemburgo. O resultado é simplesmente genial... Vejam...




O que eu gosto disto... É tudo brilhante... A coreografia, a bolsinha para os microfones, o sotaque, a letra, os gemidos... AMO!!!

Para mim é uma das melhores canções de sempre do ESC.

Ass: Gattaca

Don’t Feel Like Dancing

É o cabrão do delírio…

Acabei de ver na MTV o teledisco do single “Don’t Feel Like Dancing” dos Scissor Sisters… É brilhante. Cheio de cor, glamour e boa disposição. Eu gosta!!!

Photobucket - Video and Image Hosting


O único senão é mesmo a cor do cabelo do Jake. Está igual à do Herman José… NOJO!!!

Ass: Gattaca

PS - Diz quem já ouviu o álbum que este até é dos temas mais fracos... Estou em pulgas!!!

Canadá...

Photobucket - Video and Image Hosting


Parabéns gajo… É mais que merecido!

Ass: Gattaca

Pensamentos, Dúvidas e Comentários # 60

Isto realmente é tudo muito estranho. É aquela velha história: preso por ter cão e preso por não ter...

Este fim-de-semana um GRANDE amigo meu estava a desabafar contigo. Esta conversa aconteceu nos balneários do ginásio quando regressávamos de mais uma aula de Attack.

Fazia menos de uma semana que o namoro dele tinha acabado. Estávamos a combinar a nossa noite de sábado. Íamos jantar em casa dele (que são sempre do melhor que há) e depois pensamos ir ao Lux.

A conversa termina quando ele diz que o lixado no final dos namoros é que depois não quer ir a certos sítios porque já se sabe que lá vai encontrar o ex, mas que ao mesmo tempo, não lhe apetece lá deixar de ir por isso. É o caso do Lux. E realmente é uma grande verdade!

Ao que lhe respondo: “olha aí está algo que não me vai acontecer quando a minha relação terminar. Eu e o Jota não frequentamos de todo os mesmo locais, o que fica complicado é manter o namoro. Mas o mais giro vai ser quando isto terminar começar a vê-lo em locais como o Lux. Sim porque quando as coisas terminam eles ficam sempre mais próximos daquilo que nós pedíamos na altura”.

Conclusão? Não chegámos a nenhuma. Se por um lado é lixado encontrar o ex nos espaço que nós gostamos de frequentar, também é lixado não frequentar os mesmo sítios enquanto somos namorados. Confuso não é? Assim até custa viver... lolol

E rimo-nos os dois feitos parvos.

Ass: Gattaca

quinta-feira, 24 de agosto de 2006

Bem-vindos! # 12

E por aqui o mês de Agosto não significa menos acção… Já temos mais alguns links na nossa barra da esquerda.

Desta vez são:

Huguismos
Breviário das Coisas Breves
Vira Vento

Desta vez não houve despromoções. Só contratações!

Grandes bem hajam para todos!

A Direcção:
Gattaca & Ziggy

Palavras que me enchem a boca # 1

Xanata
Ass: Gattaca

quarta-feira, 23 de agosto de 2006

Velório

Realmente não há nada na minha vida que corra de forma normal. Nada mesmo. Ontem aconteceu-me mais uma.

Na passada segunda-feira morreu a mãe de um colega meu aqui da rádio. O velório era ontem à noite. Visto estar a trabalhar o dia todo pensei lá ir ao final da noite. Chegado à rádio descobri que mais dois colegas (um menino e uma menina ) meus também queriam ir. Combinamos sair da rádio às 22h30. Claro que só conseguimos sair por voltas das 23h. Ainda tivemos de passar pelo Bairro para ir buscar um dos elementos (a menina).

Chegamos ao local do velório por volta das 23h30. A porta já estava fechada. Ligo ao meu colega e ele realmente confirma que já estava a caminho de casa visto estar super cansado.

E que fazemos nós os 3? Pasteis de Belém para beber café e comer um bolinho. Depois dos pastéis havia algo que ainda não estava saciado. A noite estava quente! E que tal uma cerveja ao Bairro Alto? Boa boa!!! A caminho surge a pergunta: “Quem é que tem cigarros franceses?”

Resposta “Eu tenho. Mas não tenho nem mortalhas, nem filtros, nem tabaco, nem isqueiro”… Lol

E eis que surge outra ideia. “E que tal passarmos por um extra comprar cervejas e irmos para tua casa?” Os 3 concordamos que seria a melhor ideia mesmo. E assim foi.

No Extra inicia-se mais um momento hilariante. Vou comprar as cervejas e trago umas que diziam “abertura fácil”. Fiquei louco porque queria experimentar a tal abertura fácil porque ando cansado de momentos difíceis. Todo contente pago. Chegamos a casa e quando vamos a tentar abrir a garrafa é exactamente igual as normais. E grito eu eu “mas dizia na embalagem! Dizia na embalagem!”. E realmente estava lá escrito “Abertura Fácil”. Até que um dos meus colegas (o menino), afirma “Ó minha abécula. Abertura fácil da embalagem de cartão. Não das garrafas!” Ao que eu respondo: “Mas desde quando é que era difícil rasgar o cartão?”

A partir daqui foi o descalabro… Conversa, cerveja, cigarros franceses, aperitivos de queijo, música, gargalhadas, disparates, conversa… Só sei que de repente eram 03h30 e estávamos no centro da cidade.

Lá fui a correr para casa pois tinha de acordar às 8h30. Sei que quando me deito fecho os olhos e tudo começa a andar à roda. Lá tive de abri-los e esperar uns minutos. Quando voltei a dar por mim quase que partia dos telemóveis que estavam a tocar o despertador.

Consigo acordar e lentamente consigo entrar na banheira…

Sei que andei o dia todo perdido de sono, mas super contente e feliz. Por alguns minutos saí daquela vidinha existencial sem qualquer piada. São momentos como os da noite passada que dão alegria e sentido a tudo isto…

Ass: Gattaca


PS – Sofá Man o meu pensamento esteve contigo o dia todo!!!

terça-feira, 22 de agosto de 2006

“Que Sorte a Minha!”

Para mim este é o filme da silly season de 2006.

O mote: “Uma mulher sortuda consegue tudo o que as pessoas normais dificilmente atingem. Por outro lado, um homem não tem sorte nenhuma e limita-se a sobreviver. O encontro ocasional constitui momento único na vida dos dois…”

O argumento sem ser brilhante não compromete nem se perde em parvoíces, tem bons momentos de humor onde as gargalhada são impossíveis de conter, o final é bem pensado, os cenários são bons, os desempenhos de todos os actores são certeiros, a realização é segura e acção decorre na velocidade certa sem momentos mortos. No final saímos da sala de cinema com o sorriso na cara.

Para além disto tudo o actor principal é lindo…E desta vez não vos vou obrigar a ir ao google pesquisar. Aqui fica a única foto de jeito que consegui arranjar, retirada do filme, do Chris Pine.

Photobucket - Video and Image Hosting


De qualquer forma se quiserem ver mais já sabem onde encontrar!

Ass: Gattaca

PS – Já agora em género de diário pessoal: fui ver o filme no passado domingo às 16h15 no Alvaláxia. À saída da sala de cinema encontrei o CG e o PM. Foi giro reencontra-los.

segunda-feira, 21 de agosto de 2006

Donas de Casa Desesperadas #4

“Fazer de conta é simples. Convencermo-nos a nós próprio também. Mas quem consegue fazer com que os outros acreditem nas suas mentiras… Ganha”
Ass: Gattaca

Mudam-se os Tempos

Já estava para ser colocado aqui no Clube há muito tempo... E agora não é tarde nem é cedo:

"Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades,
muda-se o ser, muda-se a confiança;
Todo o mundo é composto de mudança,
tomando sempre novas qualidades.

Continuamente vemos novidades,
diferentes em tudo da esperança;
Do mal ficam as mágoas na lembrança,
e do bem, se algum houve, as saudades.

O tempo cobre o chão de verde manto,
que já coberto foi de neve fria,
e a mim converte em choro o doce canto.

E, afora este mudar-se cada dia,
outra mudança faz de mor espanto:
Que não se muda já como soía."

de Luis Vaz de Camões

Ass: Gattaca

quinta-feira, 17 de agosto de 2006

"Karas"

Preparem-se para um momento delirante…

No call-center onde trabalho existe uma newsletter semanal com várias rubricas e secções. Uma delas chama-se “Karas” e apresenta vários dos funcionários da grande empresa onde trabalhamos. E imaginem que foi o convidado da semana passada? Isso mesmo: eu!!!

Acho que foi a minha primeira entrevista. Querem ver o que a senhora que me entrevistou escreveu?

Pois mesmo que não queiram aqui vai:

“O Paulo Castelo, de 31 anos, é uma caixa de surpresas. Apologista da utilização dos transportes (sempre dá para pôr as leituras em dia) o seu dia-a-dia é passado entre a Vodafone e a Antena 3, onde trabalha há 12 anos.

“Estou ligado à produção e basicamente tenho a meu cargo todas as tarefas que são preciso realizar para que a emissão corra bem. Isto passa por falar com os ouvintes, recolher informações de trânsito, pesquisar Cd’s, etc.”

Como é que começou esta aventura?
“Na altura abriu uma vaga para o período de férias de Verão e eu decidi concorrer. Depois fui ficando, fui ficando até que, numa mudança de “cor politica” foi decidido passar os colaboradores para os quadros e eu acabei por ir nessa leva”.

E é muito diferente o ambiente V… do ambiente Radiofónico?
“Sim e não. Em termos de ambiente a nível pessoal não senti grande diferença. Em termos de procedimento, aí sim. Na Rádio o contacto com o ouvinte é mais informal e muitas das vezes, quando nos ligam, é para saber o nome desta ou daquela música ou então para serem informados acerca de um determinado passatempo, por exemplo. Na Vodafone não, existem procedimentos já definidos para determinadas situações e estes têm que ser cumpridos, dentro da autonomia que nos é dada. Existe, por isso, um leque muito mais vasto de responsabilização. Na rádio, temos a possibilidade de ser mais criativos na resolução das reclamações dos ouvintes, embora também seja mais complicado surpreende-los com as soluções.”

Qual o segredo para conciliar estes dois mundos?
“Bem não existe propriamente um segredo, é mais uma questão de opções e gestão de prioridades. O curso (Comunicação Empresarial) que ainda pretendo terminar e a família são os mais penalizados. Aliás, o facto de ter começado a trabalhar na rádio acabou por se tornar numa situação ambígua: por um lado foi o curso que me deu essa possibilidade mas por outro lado, devido aos horários e esforço pessoal, tive que interromper a Faculdade. Era demasiado complicada e gestão das duas tarefas e o facto tempo não estica até onde queremos. Quanto á família, acabo por tentar compensar mas épocas festivas e nos almoços mensais.”

Viagens e momentos Kodak…
Nova Iorque, Paris, Londres (re-re-re-re-re-visitado), Dubai, Maldivas, Salvador da Bahia, Barcelona, Bilbão, Madrid. Confessou-nos que também visita, frequentemente, a invicta, aproveitando para rever amigos e deixando-se contagiar pela boa disposição e pelo magnetismo da cidade.

Tempos livres…
“Os poucos que tenho são distribuídos entre o Cinema, os amigos e as saídas à noite. No Verão, indiscutivelmente a praia e no Inverno o sair á noite e estar com os amigos são as prioridades. Depois, sempre que posso, as viagens são outra perdição. Espero este ano ainda conseguir dar um salto até Amesterdão. A ver vamos.”
Mas, porque o Verão já aí está e é preciso alimentar a alma em corpo são, consegue ainda frequentar o ginásio, com regularidade, onde pratica, body combat, body attack e body pump. Será uma forma de descarregar o stress e carregar baterias !

DJ’s preferidos…
Porque o que é Nacional é bom, o português DJ Vibe, Laurent Garnier, Superchumbo e Erik Morillo.

Animais de estimação …
“Duas gatas e um aquário, de tampa fechada! Se não tivesse o ritmo de vida que tenho, optaria por um cão, mas isso implica, pelo menos três passeios diários. Por acreditar que se queremos ter animais temos que lhes dar condições, preferi escolher os gatos, que são mais independentes e não exigem tanto acompanhamento”.

Leituras …
“As de circunstância … O motivo ? A falta de tempo. Acho que o máximo que consigo são duas ou três páginas sem adormecer” (risos)”.


Autor/Livro preferido …

Alex Garland, “A Praia”.

Ao Paulo, o nosso obrigada pela entrevista e por nos fazer lembrar que somos o que escolhemos ser e que isso por vezes implica decisões e redefinição de trilhos a seguir ! Não os consideres uma derrota mas uma opção de vida.

Fica bem ! Até para a semana !”

Não é fabuloso? LOL… Será que é desta que fico famoso?

Ass: Gattaca

PS – Giro giro (acho que não se consegue fazer qualquer trocadilho tipo “bom bom”) é que eu e a entrevistadora chegámos à conclusão que somos vizinhos. Ela mora na rua ao lado da minha.

quarta-feira, 16 de agosto de 2006

Telha partida

Finalmente consegui partir a telha que nas duas últimas semana me estava a mergulhar numa apatia parva. Estava difícil mas consegui. Sim, sou um gajo que costuma ter as suas telhas, umas mais fáceis que outras, mas até agora sempre ultrapassáveis. Só que esta estava complicada e apareceu sem aviso. Normalmente costumo ter uns sinais de aviso, mas desta vez nenhum. Só sei que dei por mim sem vontade de fazer nada e ficar fechado em casa (o que é bastante raro em mim). Foram duas semanas onde apenas fui trabalhar e dormir… Nada mais. Ao final da primeira semana já sentia uma falta doida de falar com os meus amigos, mas não conseguia tomar a acção nem estava com paciência. Confuso né?

Ontem de manhã lá consegui partir a telha. Fiquei a manhã toda na cama e no principio da tarde lá consegui. Assim, de repente.

Lá me comecei a mexer. Antes de vir para a rádio fui à fnac procurar um leitor de DVD para comprar já que o meu berrou à mais de 4 meses. Vim para a rádio lá trabalhei e como não sou um gajo rápido e despachado fiquei a matutar no leitor e lá voltei à Fnac para o comprar o que mais gostei. E é preto. Odeio o metalizado nas aparelhagens e afins.

Esta telha é a principal explicação do meu silêncio aqui no Clube. Para além disso estou atulhado em trabalho. Aqui na rádio estou a fazer o meu trabalho mais o de 2 pessoas. É complicado mas é feito. Logo é muito trabalho e muitas horas sem descanso. Acho que o cérebro fica mesmo completamente básico e sem qualquer criatividade

De qualquer forma tenho saudades dos dias em que estava sempre a sair. Acho que não tinha um verão tão pacifico desde 2003. Ainda na segunda-feira à noite me perguntaram se queria ir ao Frágil e disse que não me apetecia. Cinema sim, mas discotecas não.

Estarei a ficar velho?

Ass: Gattaca

PS1 – Também já comprei a passagem aérea para Amesterdão, assim como já tenho as reservas para 4 noites de hotel. Estou doido a contar os dias… Os bilhetes para o concerto continuam guardados na gaveta e o guia de viagem já está todo marcado.

PS2 – Tinha saudades de escrever!
PS3 - Mipo: obrigado pela conversa. Mesmo foi a martelada final na telha.

sexta-feira, 11 de agosto de 2006

Vou de férias... até Setembro!

Pois é! Chegou a minha vez. Finalmente!!!!
São férias de pobre, porque uma jovem proprietária não pode, nem tem, dinheiro para gastar.
Mas só o facto de ir curtir uns dias, longe daqui,
já é bem bom!!!
Contento-me com pouco... e nem sei bem se serão férias intermitentes... porque vou ter sempre de dar um salto a Lisboa.
Mas mudar de ares e de rotinas e de pessoas...
QUE BOM!
Por isso, despeço-me já... e pode ser que apareça para vos mostrar fotos da praia... e do mar... e da praia e do mar e da praia e do mar e da praia e do mar......................

splaaaaashhhh...
FUI!!!!

Beijos.
Ziggy

Eurovision Song Contest 2006 #9

E para animar aqui o Clube,

E na sequência dos motivos para se gostar do ESC, aqui ficam mais alguns…

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image Hosting

É ou não é um verdadeiro festival?
É ou não é uma grande animação?
É ou não é de rir?

Ele é plumas,
ele é luz,
ele é fogo de artifício,
ele é cores,
ele é brilho,
ele é penteados,
ele é sorrisos,
ele é alegria,
ele é vestidos mais ou menos compridos,
ele é gente pirosa,
ele é coreografias difíceis,
ele é cenografia encenada,
ele é…
ele é…

Ass: Gattaca

quarta-feira, 9 de agosto de 2006

Ipod

Sei que quero um Ipod. A partida devo conseguir comprar um nos últimos meses do ano. E que estou eu já a fazer? Passar imensos CDs meus para dentro do Itunes! LOL… Além disso também tenho pedido alguns CDs emprestados.

Mas o melhor de tudo isto é que certos CDs de serem tão ouvidos estão a ficar riscados. Alguns deles ainda conseguem ser salvos. E é isso que estou a fazer.

Depois quando tiver o meu Ipod é só colocar tudo lá para dentro. E depois também já vou ser uma pessoa fashion, trendy, casual, moderna, gira, interessante, bonita, urbana, conhecedora… E tudo isto porque? VOU TER UM IPOD. Mas tem de ser dos grandes… LOLOL

Sim porque estou farto de ver as pessoas a olharem para mim de lado quando saco do meu disk-man e do porta-CDs. Sim, porque isto de se usar um disk-man é algo do século passado que nos rotula logo de nerds, pobres, “demodés” e outras coisas menos simpáticas.

De qualquer forma o verdadeiro motivo para querer ter um Ipod é o aspecto prático. Ocupa muito menos espaço e tem mais música. E pronto.
Ass: Gattaca

Pensamentos, Dúvidas e Comentários # 59

Será que a Ziggy está viva??

Ass: Gattaca

terça-feira, 8 de agosto de 2006

The last Days…

Pois aparentemente a Ziggy não contou aqui no Clube nada sobre a festa hawaina. Será que ela ainda vive? Qualquer dia surge aqui a escrever umas míseras linhas a dizer que não tem tempo, não tempo… LOL

Eu estive lá tão pouco tempo que, muito sinceramente, não posso contar nada lolol… Foi quase entrar, estar lá 1 hora e sair… Além do mais para mim não fui muito animado porque não pude comer nada, nem beber álcool (sinónimo de antibiótico). Alias se não fosse eu a grelhar o meu próprio bife de peru bem podia morrer à fome.

No domingo lá se foi o Jota no seu avião para os Estates. Às 9h. Portanto dormi muito pouco. Depois do aeroporto aproveitei para ir para a praia com a minha mãe, irmã e sobrinho. Isto até perto das 11h30 porque depois o sol ia ficar perigoso para o puto. E fomos para Carcavelos. Eu não punha lá os pés à anos!!! Estão a ver Carcavelos a um domingo não estão? Pois eu digo-vos que não estão. Aquilo é o caos completo. Mesmo. Mas mesmo assim o ambiente é menos degradado do que imaginava.
Quanto ao puto é a santa alegria. Nas duas horas que estivemos na praia ele não parou. Zero. É dentro de água é areia é ondas é piscinas é castelos é baldes é pás… Uma canseira! Mas o cabrão cada vez está mais giro.

Hoje recebi esta sms da minha mãe (e como sempre toda escrita em maiúsculas que ela não deve saber mudar o formato):

“Ele anda como tu, em pequeno – aos pulos! Estamos na praia. Maré Baixa. Um gozo!”

Também no domingo tive um final de tarde fabuloso na esplanada da Bica do Sapato. Os senhores da Flur organizaram uma espécie de festa para o final de tarde princípio da noite. Começou por volta das 15h e terminou às 21h. Eu mais a Carla e o PM chegamos lá perto das 19h. Foi FABULOSO. Tudo 5 estrelas. Conversa boa, boa música, bom ambiente, um local lindo, um final de tarde maravilhoso e umas bebidas fantásticas a 2€. E meus amigos mais uma vez nada de álcool, apenas uma chá gelado orgásmicos. No final sabem o que vos digo? Fazem falta mais eventos deste tipo.

Depois, eu mais o PM, depois de horas a decidir o que eu poderia comer, fomos ver se existia lugar na esplanada do Deli Palace no Largo do Carmo. E não é que havia mesmo? E não é que consegui estacionar o carro perto? O que eu amo esta cidade em Agosto!!!!

De resto… Nada de especial

Ass: Gattaca

sábado, 5 de agosto de 2006

Hawain Party

Photobucket - Video and Image Hosting

Quando sair aqui da rádio (sim é sábado mas tive de fazer emissão especial por causa do Sudoeste) vou para esta festa de aniversário.

O JP fez anos na passada terça-feira e decidiu comemorar hoje. A ziggy também colaborou com a festa e faz parte da organização. Sim, ela ainda está viva!

Creio que agora que falei da festa ela depois vai ter todo o prazer em voz fazer o relato!!!

Ass: Gattaca

PS - Quanto ao meu dói dói da barriga, está melhor mais ainda não passou. Estou farto de comida sem graça e de merda. E depois não posso comer quase nada...

quinta-feira, 3 de agosto de 2006

Dói dói na barriga

É verdade… A minha ausência aqui no Clube deve-se à grande gastroenterite que nesta altura está instalada no meu estômago. E parece que o vómito é uma nova constante na minha vida. À dois fins-de-semana foi o Jota, este que passou fui eu.
Tudo começou no domingo num grande final de tarde numa esplanada. Ameixoas à bulhão pato fizeram parte do menu.

Segunda-feira de manhã acordo e tudo ok. Vou para o call-center e tudo ok. Eis que chega a hora do almoço e aqui começam os problemas. Antes de começar a comer começo a ficar com uma má disposição incrível. A partir daí foi o caos. Chego à rádio e cada vez estou pior: tonto, com náuseas, vontade de vomitar, mal disposto, mau feitio, fraqueza, o estômago aos saltos e por ai fora. Após várias tentativas lá consigo vomitar. Foi o momento que ditou a minha ida para casa. Já em casa deitei-me (que era a única maneira de estar confortável). Passados alguns minutos novamente sanita para vomitar. Uma festa.

Terça-feira fiquei em casa do Jota, que esteve pacientemente a tratar de mim. Quarta-feira não consegui ir ao call-center, mas tinha impreterivelmente de ir à rádio. E lá fui. Só que embora estivesse melhor nunca fiquei realmente bem.

Hoje. Volto a acordar agoniado. Muito mesmo. Decido que está na altura de ir ao médico. Consegui marcar consulta no médico da rádio. Saio do call-center e lá vou eu. Conclusão: gastroenterite.

Próximos dias: medicamentos e comida de merda… Aliás os próximos dias não se adivinham nada fáceis, mas depois falamos disso.

Giro foi reparar que nestes dias todos apenas os colegas dos empregos e a minha amiga Carla é que deram sinais de vida e estranharam a minha ausência dos locais habituais. De resto zero… É giro perceber certas situações. Dá sempre para analisarmos tanta coisa…

Ass: Gattaca

PS – Sabem o que vos digo? Acredito que seja o ex do Jota que nos tenha rogado um grande praga… Deverei ir à bruxa?