sexta-feira, 28 de julho de 2006

Estrangeiro…

2006 está a tornar-se num ano estranho. São várias as pessoas minhas amigas e/ou conhecidas que até ao final do ano vão passar uma temporada (ou mais) ao estrangeiro.

O A. foi para Londres a semana passada.

O Jota deve ir para o outro lado do Atlântico em finais de Agosto.

O JP está a tentar sair do país até ao final do ano e ir estagiar para qualquer parte do mundo.

A Mipo vai um ano para África.

O PM anda doido à procura de emprego na Europa

A Rita está a tratar de tudo para ir para Espanha…

Num acto de puro egoísmo: não quero ficar sem amigos! Mesmo. É que alguns das iniciais aqui referidas são de pessoas muito importantes e próximas de mim. E preciso muito delas...

E realmente isto só prova a merda que está este país.

E realmente espero que todos eles consigam dar o salto e conseguir uma vida muito melhor lá fora.

Pena tenho de não ter a mesma coragem e sair daqui a largar tudo isto. Só que os laços familiares não facilitam nada. Além do mais já tenho demasiadas raízes por aqui.

Ass: Gattaca

PS - Mas como a vida são dois dias e não a podemos desperdiçar hoje à noite todos para o Lux. DJ VIBE IN THE HOUSE. É a festa de apresentação do "Global Grouves 3". Bora?

quinta-feira, 27 de julho de 2006

Scissor Sisters

Eles estão de volta…

Photobucket - Video and Image Hosting

Já ouvi o single de estreia do novo álbum (vai ter estreia mundial amanhã às 8h15 nas rádios e televisões). Chama-se “I Don’t Feel Like Dancin’” é caros sócios é simplesmente viciante e delirante. E neste tema eles contaram com a ajuda do próprio Elton John! Genial… Vai ser, sem qualquer dúvida, um dos temas do verão.

Quanto ao álbum chama-se “Ta-Dah”(sim, digam “Ta-Dah”!), e vai ser editado dia 18 de Setembro. LOUCURA!!!

Ass: Gattaca

Eurovision Song Contest 2006 #8

E porque não colocava fotos por aqui à algum tempo…
E porque acho que temos de animar o Clube…
E porque acho que de vez a vez também devemos ser fúteis…

Pois agora vos apresento um dos motivos de interesse dos Eurofestivais. Percebem qual é?

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image Hosting

São ou não são um bom motivo? LOL. E todos os anos existem motivos de interesses dentro deste calibre. É um lavar de olhos…

Ass: Gattaca

PS - Já agora, estas fotos são da actuação da representante turca. A meu ver foi a actuação mais elegante e com nível da noite. Desde a música, coreografia, luzes, projecções...

para os aborrecidos

Encontrei o site ideal para quem passa horas a olhar para o dia de ontem ... ou tem de cumprir horários!!!
www.i-am-bored.com é o sítio ideal para empatar o tempo.

Beijos
Ziggy

quarta-feira, 26 de julho de 2006

Pensamentos, Dúvidas e Comentários # 58

Pois o meu acesso à internet em casa é como os interruptores: ora para cima ora para baixo.

Agora estou outra vez numa fase em que não consigo aceder. Será que o caralho do vizinho foi de férias? Será que alguma vez voltarei a ter net?

Ass: Gattaca

Filmes

E finalmente consegui regressar às salas de cinema… De qualquer forma já perdi muitos filmes que queria ver. Mas realmente é giro como se não for eu a mexer para ir ao cinema, não vou lá. Não vale a pena tentar combinar com amigos, namorados ou familiares porque nunca acontece. Por isso nada como ir sozinho ao cinema.

Na quarta-feira fui à antestreia dos “Piratas das Caraíbas 2”. Hum... que dizer? Gostei, mas… É demasiadamente longo (mais de 2h15) e perdeu muita da piada e boa disposição do primeiro. Além do mais já é algo pretensioso, o que me irrita, e acho que muitos aspectos no argumento estão muito mal explicados e colocados à 3 pancadas.

Na sexta-feira saí da rádio e fui ver “A Lula e a Baleia”. Ia cheio de expectativa mas acabei por sair super desiludido da sala.

No sábado à noite foi a vez de “Finais Felizes”. Fui com o Jota. Só que o moço estava mal disposto (teve uma paragem de digestão) e tivemos de sair da sala passada 1 hora de filme. De qualquer forma também não estava pregado ao ecrã. A única coisa que me estava a encantar era mesmo um dos actores, de seu nome Jason Ritter. Era para o resto da vida gente… Também havia o David Sutcliffe. Um verdadeiro festival.

No domingo foi a vez de ir ver um daqueles filmes de verão (o primeiro deste ano). “Poseidon” foi o escolhido. Pois que gostei. Pelo menos consegui ficar com aquele nervoso no estômago. Quanto às cenas do acidente são simplesmente brilhantes.

Agora faltam 300 filmes para ver… No entanto graças ao Sam já sei que devo fugir a 7 pés do “Separados de Fresco”

Ass: Gattaca

PS – Agora vão lá fazer uma pesquisa ao google para ver as fotos dos actores… LOL!

terça-feira, 25 de julho de 2006

As análises

No meio de tanta confusão acabei por não vos contar os momentos irreais que vivi quando fui fazer as análises para a medicina de trabalho.

Sexta-feira, conforme o combinado com a senhora enfermeira lá foi eu em jejum e com o meu xixi dentro de um frasquinho às instalações médicas da rádio, onde também fazem analises. Cheguei às 09h30 e fui atendido passado uma hora. Já estava a desesperar e quase mentalizado que me teria de ir embora e voltar outro dia. Só que não queria nada porque no domingo seguinte ia a mais um “Chá das 5” e por isso ia-me encher de aditivos, que não convinha nada que dessem sinal de vida nas analises. Por isso pacientemente continuei à espera.

Finalmente chamam por mim. E lá vou eu. Entro no consultório e que vejo eu? Uma enfermeira para aí com uns 100 quilos, cabelos pelos olhos e com um óculos com uma lentes tipo fundo de garrafa. PANICO!!! Tive logo um pressentimento que a coisa não ia correr bem. ELA NÃO VIA UM BOI GENTE!!! Aquilo era uma assassina que se diverte a tirar sangue aos desgraçados dos empregados. Super simpática, é certo, mas vesga como tudo.

Certo é que a senhora teve de me furar os dois braços até conseguir tirar alguns litros de sangue… E isto nunca me tinha acontecido. Eu odeio ir tirar sangue, mas normalmente conseguem logo tirar do meu braço direito e pronto. Pela primeira vez na vida tive de ser furando nos dois braços… E depois ela ainda brincou com a agulha dentro do meu braço e carregava no meu braço com a outra mão para sair qualquer coisa das minhas veias.

Um verdadeiro filme.

Entretanto devo ter ficado tão branco que no final ela não queria que eu me fosse embora. Dizia que eu cada vez estava mais branco e que não podia sair dali. Eu bem tentava dizer que estava óptimo mas também não conseguia. LOL… Só via os minutos a passar e eu a precisar de ir para o Call-center!

ODEIO TIRAR SANGUE! Ponto

Ass: Gattaca

sexta-feira, 21 de julho de 2006

A Praia # 1

Olhar para o meu sobrinho com apenas 1 ou 2 horas de vida ao colo da minha irmã que estava deitada numa maca. Ele era a coisa mais feia deste mundo mas com uma energia fabulosa. E nesse momento tudo nos passa pela cabeça. Desde a fragilidade de tudo isto até à maldade das pessoas.

Ass: Gattaca

quarta-feira, 19 de julho de 2006

Delírio

Não sei o que me deu. Certo é que num destes dias quando entrei no msn desatei a enviar estas frases para várias pessoas:

Gattaca diz:
EU NASCI ASSIM
Gattaca diz:
EU SOU ASSIM
Gattaca diz:
GGGGGGAAAAAAAAAAABBBBBBBRRRRRRRIIIIIIIIIIIIIIIIEEEEEEEEEELLLLLLLLLAAAAAAAAAAA


Algumas reacções:


GURU diz:
er.... esta bem!

Lagartixa diz:
meu deus...................
Lagartixa diz:
oq ue é que se passa?
Lagartixa diz:
are you crazy??????????????

life can be so simple... diz:
deve ser um grande sofrimento, essas coisas
life can be so simple... diz:
tadinha

Pedro diz:
MARIBEEEEEEELLLLAAAAAA!
Pedro diz:
zzzz
Pedro diz:
sou uma abelha!

pedro diz:
offline...?!?!? e a berrar gabriela...?
pedro diz:
LoooooooooL

S@M diz:
LOL
S@M diz:
ta doida

Realmente deve ser preciso muita paciência para ser meu amigo…
Ass: Gattaca

terça-feira, 18 de julho de 2006

Pensamentos, Dúvidas e Comentários # 57

Chega a ser curioso ver como um texto num blog consegue ser interventivo e acelerar o desenrolar de certas situações. Pelo menos houve reacções… Boas ou más não faço ideia. Só mesmo o tempo o dirá!

Ass: Gattaca

Ps – Ainda não comprei as raquetes. Não tive coragem de parar nas tais barracas à beira da estrada. Acho que sou alérgico a toalhas de praia com imagens de gajas de mamas à mostra ou mesmo com tigres e golfinhos…

semana dos infernos

Depois de ler o animado fim de semana do Gattaca, tenho de partilhar os meus últimos dias, porque começo a achar que a minha existência é dolorosa. preciso exorcizar.

A semana passada não foi a melhor. Não sei se sabem, mas o meu núcleo familiar, além dos pais e das cadelas (e a coelha), são o meu avô e o casal de tios avós sem filhos, tudo já passado da casa dos 80 anos.
A minha tia-avó, a quem foi diagnosticada a doença de alzheimer, atingiu o seu pico na semana passada.
Não sabe quem é; não sabe quem somos, não sabe onde está.
Sai porta fora a dizer que não está em casa e que quer ir para casa.
Bate-nos a nós e ao marido e acha que somos todos mentirosos e gatunos.

Os meus pais e os meus tios moram no mesmo prédio. E é na casa dos meus pais que eu tenho ficado.
Não houve um dia na semana em que não me tivesse chamado logo de manhã para tirar um suposto senhor lá de casa que diz que não sabia quem era (é o marido, o meu tio).

Dia após dia, sempre a mesma coisa, a cabeça deixou de se lembrar das coisas. E nós, a tentar fazer o melhor para ajudar.
É uma doença difícil e ingrata para quem está a prestar os cuidados.
Nós, eu e os meus pais, estamos organizados em turnos para os ajudar.
Já procurámos ajuda. Veio mais uma empregada. Mais um restaurante que fornece o almoço.

Por num lar? Nem pensar. Não são só as aparências, mas acima de tudo é o valor que se tem de pagar ao fim do mês.
Os cuidados vão desde a alimentação até à escolha da roupa para os dois vestirem, porque caso contrário não se veste nem um nem outro.
São todos os mesmos cuidados que se tem de ter com uma criança, agravados pelo facto de um idoso ter vontade própria e achar que manda no mundo.

Na quinta-feira, eu cheguei ao meu ponto final. Deu-me um ataque de histeria. Não aguentei mais. Tive de começar a gritar... seguiu-se uma choradeira absurda. Até que a minha mãe me veio substituir. Tive de baixar a guarda, não dava mais. Eu não aguentava mais ouvir a minha tia a gritar por mim.
Liguei para uma linha de apoio a doenças deste tipo, onde ouvi uma senhora durante uma hora a dizer-me que é preciso ter "paciência".

Na sexta-feira e no sábado, fiquei a trabalhar até mais tarde. Assim era uma maneira de descansar.
Embora não goste deste Sítio do Picapau Cinzento, é melhor estar aqui, com ar condicionado, do que em casa.
O domingo voltou a ser o meu turno em casa. Muito calor. Queria ir para a praia. Queria ir ao ginásio. Mas não tinha forças.
Dei o almoço, dei o jantar.
À noite quando me vieram "render", peguei na trouxa e fui para minha (própria) casa, desconsolada.
Mas enfim sós!

Segunda-feira, a rotina voltou ao mesmo. Fui trabalhar, para mais uma semana de 6 dias. Mas qualquer stress no trabalho é insignificante. Não chegam sequer a ser problemas, porque eu encontro a solução em três tempos.
O pior está em casa. E não dá para virar os olhos e dizer "hoje não me apetece" e não pudemos pura e simplesmente fazer a mala e dizer "olha, fui, porque esta não é a minha história".
Ando desconcentrada. Esqueço-me de tudo. Estou cansada. Faço milhares de disparates. A conduzir, nem se fala. Vou a um concerto e fico em estado catatónico.

Todos acham que os seus problemas são os piores. Como não posso debandar e mudar-me para o outro lado do mundo... tenho de arranjar soluções dia a dia ou às vezes hora a hora.
E ir andando.

Beijos.
Ziggy.

segunda-feira, 17 de julho de 2006

Amigos, Calor, Música, Comida, Areia, Água, Sol, Ginásio, Noite...

Mais um fim-de-semana que passa. E este marcado, como todos se queixam por aí, por um calor insuportável. E cá vai o resumo:

Sexta-feira à noite saio da rádio e vou ao cinema sozinho ver a animação da Dreamworks “Pular a Cerca”. Não sei se foi do sono e da minha irritação/tristeza (mais uma vez o meu namorado não veio ter comigo e sem qualquer explicação plausível) mas não achei grande piada ao filme. Tem bons momentos e a animação está fabulosa, mas faltou-lhe qualquer coisa…

Quando estou a ir para casa, a tribo telefona-me para ir ter com eles ao Bairro pois estavam todos num bar que abriu recentemente. Chama-se “Rua”. Gostei. Boa onda, pessoal simpático, pequeno, bem decorado e com bebidas baratas. Fica na Rua da Barroca. Nessa noite também devia ter passado pelo Incógnito (um dos meus exs ia ser DJ nessa noite), mas não consegui lá ir.

Chego a casa, deito-me e tento dormir. Depois de várias voltas na cama lá adormeço mas passado alguma horas acordo. Era 12h20. TARDE!!! Perdi a aula de Attack que tinha começado 10 minutos antes. Não sei como isto aconteceu, mas certo é que jurava que tinha colocado os dois telemóveis para tocarem às 11h.

De qualquer forma calmamente tento acordar e preparar-me para ir para o Meco. PRAIA!!!!! Depois das peripécias habituais chego à casa alugada pela Mipo. Agarro nela e PRAIA!!!! Meus amigos: simplesmente genial. Estava tudo perfeito. Só foi pena a praia estar com pessoas a mais. Mas o que queria eu? Com um calor daqueles!

Perto das 18h o Jota (o gajo com quem ando. E sim, está na altura de tal ser assumido aqui no Clube e começar a dar nomes às coisas, sem medos) chega à praia. Começamos a jogar às cartas. Perto das 21 (ainda o jogo não tinha acabado) decidimos ir jantar. Fomos ao “Carlos”. Má ideia… Aquilo estava impossível. Ficamos numa mesa muita má. Certo é que devido às más energias e confusões, começo a ficar irritado. E depois a Mipo. Aparentemente apenas o Jota ficou calmo. Certo é que o ambiente estava tão mau, que a determinado momento tive de sair da mesa para ir arejar a cabeça. De qualquer forma a cereja no topo do bolo foi o isqueiro desaparecido da Mipo. Um filme.

Certo é que ainda assim conseguimos dar a volta e o jantar acabou por ser muito porreiro e ainda me diverti. Sol de pouca dura. Perto das 02h o Jota foi para casa dele (quando supostamente tinha ficado combinado ir dormir à minha – coisa que no último mês apenas aconteceu 1 vez). Ele supostamente estava com uma gastroentrite (e já vão entender o porquê do supostamente), só que decidiu comer uma cataplana. Dá para imaginar o resultado certo?
Eu fico no Meco porque tinha prometido a uma amiga ir ter com ela a um bar lá perto. Assim foi, não sem antes ter perguntado diversas vezes se o Jota precisava de ajuda ou companhia.

Perto das 03 e qualquer coisa estava a ir a caminho de casa, onde chego por volta das 4h. Isto não sem antes ter tido uma discussão ao telefone. Imaginem com quem?

Passando à frente, deito-me às 05h. Para mal dos meus pecados às 10h já estava acordado. Sério. Não consegui dormir mais. E ando podre de sono. Até faz impressão. E assim me levanto, arrumo a roupa, faço uma máquina de roupa, faço uma máquina de louça, arrumo a cozinha, arrumo uns papéis. Com tudo isto são 11h40. Estava na hora de rumar ao ginásio para ir a Combat. A esta não faltei.

Depois do ginásio ligo ao PM para irmos para a praia. Desta vez íamos para mais perto porque à noite tínhamos o jantar de aniversário do XLR8. O Jota também foi convidado para participar neste programa mas não alinhou.

Vou buscar o PM a casa, vamos ao Modelo comprar comida, vamos ao extra beber café e lá seguimos para a praia da Nato (na Costa).

Carro estacionado, caminhada de cerca de 15 minutos, areia, água: praia. Finalmente consegui fazer nudismo. Realmente é muito bom, embora continue a achar que esteticamente é algo muito feio. Horrível mesmo. Mas a sensação é muito boa e sempre ficamos sem as horríveis marcas dos fatos de banho. Eu de qualquer forma estou tão castanho que acho que já não vou conseguir “apagar” a marca, embora já me tenha lembrado de comprar um autobronzeador para ver se funciona. Estou a pensar no caso!

Perto das 19h vamos para a Praia da Cabana do Pescador, não sem antes ligar umas 500 vezes para a Carla para tentar perceber onde era o jantar e onde era a praia. O jantar estava marcado para 20h mas a essa hora o aniversariante ainda não tinha chegado. Ainda deu para vestir o fato de banho e dar novo mergulho. Meus amigos às 20h a água estava uma maravilha.

Depois jantar. Muita sangria branca, ameixoas cheias de areia e bifes de atum para todos. Foi um momento simpático. Perto das 22h30 todos para um bar na Praia de São João (Trafaria). Foi um filme irreal até lá chegar. Só sei que às tantas estava metido no meio de um parque de estacionamento. A nossa sorte é que estávamos no sítio errado. Não estão a ver o que são 5 carros carregados de gays no meio de um parque de campismo suburbano cheio de gente feia e horrível. Enfim. Um filme.

A meio do jantar recebi uma sms do Jota a dizer que estava no Hospital da Cuf e ia ser ficar internado nessa noite para fazer análises. Isto porque não se estava a sentir melhor e quando passou a tarde toda com o irmão esteve constantemente a vomitar. Como devem imaginar fiquei muito animado mas não podia fazer nada porque ele estava acompanhado pelos pais e por isso não podia aparecer. Fica aqui a indicação que ninguém sabe que o Jota é homossexual. Ou melhor sabem 3 ou 4 pessoas (que obviamente não inclui a família). E curiosamente mesmo dessas 3 ou 4 pessoas apenas 2 sabem da minha existência, o que me dá imenso espaço de manobra.

Regressando ao bar. Era noite com DJ Al. Fiquei lá até à 01h e qualquer coisa. Às duas já estava deitado a tentar dormir com a cabeça à mil à hora.

Não fossem as “coisas” com o Jota terem corrido tão mal e tinha sido um fim-de-semana impecável. Mas que se pode fazer?!

Ass. Gattaca

PS – Entretanto as análises ao Jota indicaram que ele está com uma intoxicação alimentar por causa de salmonelas! Será isto?

domingo, 16 de julho de 2006

Amor!

É assim tão difícil entender isto:


"When I was very young
Nothing really mattered to me
But making myself happy
I was the only one

Now that I am grown
Everything's changed
I'll never be the same
Because of you

Nothing really matters
Love is all we need
Everything I give you
All comes back to me

Looking at my life
It's very clear to me
I lived so selfishly
I was the only one

I realize
That nobody wins
Something is ending
And something begins

Nothing takes the past away
Like the future
Nothing makes the darkness go
Like the light

You're shelter from the storm
Give me comfort in your arms"

(de Madonna and Patrick Leonard)

Se eu já consegui entender, qual é a dificuldade em perceber?

E porque será que só me saem pessoas ainda mais complicadas do que eu e cheias de fantasmas para resolver na vida? Pior: porque não sou eu capaz de seguir em frente?

O poder de encaixe tem limites e a meu ver uma relação tem de ser alimentada e mais importante ainda, nunca ser tomada como certa.


Ass: Gattaca

PS - Estou farto deste calor... Isto não é humanamente suportável.

sexta-feira, 14 de julho de 2006

Pensamentos, Dúvidas e Comentários # 56

Ok... Tenho uma nova necessidade e desejo...

RAQUETES PARA JOGAR NA PRAIA!!!

Eu preciso urgentemente disto. Mas daquelas de madeiras... Amanhã a caminho do Meco ainda paro naqueles sitios à beira da estrada que vendem toalhas de praia, colchões de ar, cadeiras e todo o tipo de acessórios balneares...

Ass: Gattaca

vou mudar de casa



beijos.
Ziggy, melting down

Micróbio Midas

Revista Science noticia que investigadores australianos descobriram provas de que um pequeno micróbio poderá ter o poder de Midas da mitologia grega, por ser capaz de transformar pó em ouro.

Querido micróbio,
se puderes passar lá em minha casa... estás à vontade para passar quantos dias quiseres.

as cervejas estão no frigo!

beijos.
Ziggy

quinta-feira, 13 de julho de 2006

Pensamentos, Dúvidas e Comentários # 55

Acabei de chegar da rua. Saí a correr para ir ter com o Efe para lhe devolver as chaves da casa dele no Meco. É incrível a quantidade de vida que me passa ao lado enquanto estou fechado dentro das 4 paredes da rádio. É que não há uma única janela e por isso parece que vivo num micro ambiente hermético, completamente isolado do exterior.

Foi muito bom este pequeno passeio.

Ass. Gattaca

quarta-feira, 12 de julho de 2006

Sudoku...

Estou viciada em Sudoku.
Eu gosto muito dos livrinhos de palavras cruzadas e sopas de letras.
Nunca tinha feito um puzzle Sudoku... achava que se tinha de fazer muitas contas!!!!!!
Afinal... só é preciso contar de 1 a 9.

Estou absolutamente viciada nisto!!!!!!

Beijos.
Ziggy

A Praia

Já por diversas vezes aqui falei do livro “A Praia” de Alex Garland. É sem dúvida um dos livros da minha vida. Marcou-me imenso por diversas razões.

Uma das ideias “defendidas” pelo livro é que o Paraíso físico não existe, sendo antes um momento das nossas vidas. E que será a esses momentos que nos devemos agarrar para aguentar o dia-a-dia. Isto simplificando muito.

É com esta ideia que decidi começar a colocar aqui no Clube alguns desses momentos. Este é o primeiro texto de uma série. Não faço ideia se serão muitos ou não… Sei que são momentos de uma felicidade e realização imensa, por muito fúteis que essas situações possam ser.

Vai ser giro ver do que me lembro e do que realmente me marcou…

Pode ser que um dia quando olhar para todos eles me aperceba, ainda mais, do felizardo e sortudo que sou.

Ass: Gattaca

PS – Aconselho a leitura de “A Praia”. Imperdível.

terça-feira, 11 de julho de 2006

Bem-vindos! # 11

Mais umas voltas, mais umas quantas novidades… Já temos mais alguns links na nossa barra da esquerda.

Desta vez os sortudos foram:

From Nokia With Love
Gossip Lx
Doces Tempos

Entretanto como tudo o que é bom tem um fim, tivemos de retirar os seguintes links:

O meu lado esquerdo
Diário de Conchita
O outro lado da cama
Vi-vidas
Wanna B

E foram retirados porquê? Uns porque morreram, outros porque morreram mas ainda não sabem, que é como quem diz não são actualizados à vários meses…

Outro grande bem haja!

A Direcção:
Gattaca & Ziggy

segunda-feira, 10 de julho de 2006

O fim-de-semana

E aqui vai um texto à moda antiga para resumir o meu fim-de-semana.

Sexta-feira saio da rádio com um colega meu mais a sua namorada e vamos ao bairro onde estivemos perto de 4 horas. Andámos por vários bares, passeamos de carro, parámos em frente ao rio e conversámos imenso. Só sei que quando demos por nós estávamos a falar sobre música clássica e sobre o que destacava um bom músico clássico.

Chego a casa perto das 04h. Coloco o despertador para as 11h mas apenas consigo acordar às 11h30. Preparo os sacos (sim plural, porque numa outra vida devia ser nómada já que passo a vida a carregado de mochilas, sacos e afins) para ir ao ginásio e ir para a praia com o PM.

Após Attack saiu a correr para ir apanhar o PM a casa e seguimos para a praia. A fome era tanta que já em Alfarim vamos tentar comer uma belíssima sandes de carne assada, mas acabámos a comer um hambúrguer.

Perto das 15h finalmente conseguimos chegar à areia. Foram 5 horas de conversa intensa. É incrível como nunca falta assunto entre nós os dois. Alias com a Mipo acontece-me o mesmo. Muito se fala.
A conversa apenas foi interrompida durante alguns minutos para uma soneca. Houve ainda tempo para demonstrar ao PM as poses que a Paris Hilton faz no seu teledisco. LOLOL.. Muita areia entrou para o meu fato de banho e muito me esfreguei eu na areia à beira mar. Esfoliação corporal.

Consegui também aprender uma nova música. Aqui vai ela...

“Bzzzz!! Bzzzz!! Bzzz!! Sou uma abelha...
A saltar de flor em flor...
Sempre à procura de mel”

Depois ainda tentamos jogar às cartas mas não conseguimos escolher nenhum jogo. Uma paródia. E um dia de praia excepcional. Só faltou uma pessoa...

Saímos da praia e fomos comer tostas mista numa esplanada do Meco.

Depois rumo a Lisboa pois queríamos ir para o Hype@Tejo para ver os Hot Chip. E aqui começou a confusão. Tínhamos de juntar o seguinte grupo: Ziggy, Rai, Xlr8, Fred, Carla e seu irmão, Serginho, Marcelo, Thiago, Rita, Nuno, Sandra e PM. Eu tinha ficado de dar boleia a 6 pessoas. Convém referir que actualmente tenho um comercial, logo só posso dar boleia a 1 pessoa. Lembrei-me de ir trocar de carro com a minha mãe, mas ainda assim faltava um lugar. Como já saímos uma hora mais tarde do previsto da praia e perante a minha preocupação o PM diz: “Vamos todos de táxi”. Dito e feito. Confesso que odeio sair sem carro e ir de táxi, tenho sempre a impressão que sou enganado e gasto ainda mais dinheiro.

No meio deste caos o PM ainda tinha de ir a casa dele tomar banho e eu depois tinha de ir a minha casa fazer o mesmo. No meio de tudo isto ainda houve tempo para comprar frangos e jantar em 20 minutos: eu, PM, Rai, Xlr8 e Fred. Sim porque queria ver os Hot Chip e eram 23h20 e ainda estávamos em minha casa. Eles actuavam às 23h40.

Já dentro do Terrapleno de Santos, recinto do festival, deparo-me com um cenário desolador. No máximo estariam cerca de 2 mil pessoas. Foi algo estranho. Para ajudar à festa ainda vive alguns momentos de pânico à entrada quando recebo uma sms a dizer “Tem cuidado que vais ser todo revistado pela polícia”. E pânico porquê? Porque odeio ser revistado! LOLOL. De qualquer forma correu tudo bem.

Resumindo rapidamente a noite, consegui dançar ao som de Hot Chip, Buraka Sound System, Massiva Attack, DJ Malboro e Diplo. Obviamente o grupo foi diminuindo ao logo da noite e apenas eu, PM, Xlro 8 e o Fred ficámos até ao fim. Meus amigos: SOMOS OS MAIORES!! E dançámos que nos fartámos, rimos que foi uma coisa louca, transpirei imenso e basicamente foi uma noite bem passada.

Chego a casa perto das 7h mas apenas consigo adormecer perto das 08h30. às 11h30 acordo para ir a Combat com a Ziggy. E como doeu acordar... Mais doeu a aula. Nem saltar conseguia. Depois de um banho rápido, almoço com a minha mãe. O sobrinho fazia a sesta. Lá tenho um almoço calmo até que o sobrinho acorda. Não sei o que se passa com ele, mas quando me vê fica louco e suicida. Pois que o gajo adora dar-me cabeçadas e atirar-se para cima de mim. É a santa confusão.
Só que estava cheio de sono e acabei por adormecer. Quando acordo lancho e regresso a casa. Uma vez em casa volto a adormecer. Quando acordo dá-me uma de fadinha do lar: lavo roupa, faço 3 máquinas de lavar louça, limpo o pó, arrumo roupa, aspiro a casa, arrumo a cozinha e por aí fora...

Depois dormir outra vez... E eis que chego ao dia de hoje...

Meus amigos: estou velho. Durmo mal uma noite e meia e fico de rasto. Nem ao cinema consegui ir. Certo é que estou super contente porque estive com a minha tribo (embora não estivesse completa).


Ass: Gattaca

tenho sono... muito sono.


É triste vir aqui dizer apenas isto... mas tenho tanto sono.
Precisava mesmo de férias ... e nunca mais chegam.
Sniff.

Beijos.
Ziggy.

PS: tenho tido tanto trabalho que não tenho tempo de aparecer aqui!

sexta-feira, 7 de julho de 2006

Hype @ Tejo 2006

Amanhã!!! Amanhã!!! Amanhã!!!! Amanhã!!!!

Photobucket - Video and Image Hosting

Pois é aqui que o pessoal vai estar. O cartaz não é bom, mas festa é festa!!! LOL

Depois conto tudo.

Ass: Gattaca

quinta-feira, 6 de julho de 2006

Pensamentos, Dúvidas e Comentários # 54

Pânico!! Pânico!!! Estou mesmo preocupado comigo próprio (com direito a redundância e tudo). Por mais que tente de vez enquando o meu pé foge para o chinelo.

E não é que eu acho imensa piada à música da Paris Hilton. Chama-se "Stars Are Blind" e cheira a Verão que tresanda. Só que o pior é que ADORO a música. Mas tenho muita vergonha de gostar porque ainda por cima a música é tão mázinha tão mazinha que até mete dó... Além disso odeio a Paris Hilton! Acho-a feia como tudo, parva, fútil e por aí fora...

Sabem o que vos digo? CAGUEI. Já tenho idade para gostar do que gosto!

Ass: Gattaca

quarta-feira, 5 de julho de 2006

Imagens # 29

Image hosted by Photobucket.com


Alguém reconhece?

Chama-se Vertigo e fica no Chiado. Sinceramente não sou grande adepto deste espaço. Das 5 vezes que lá fui, apenas consegui arranjar lugar 2 vezes. Das outras fui-me embora. De resto acho os preços muito caros e a qualidade não compensa assim tanto. De qualquer forma deu uma foto gira…

Ass: Gattaca

Pensamentos, Dúvidas e Comentários # 53

Meu Deus! Meu Deus!!! O que vão fazer agora os portugueses às suas vidinhas?

Sim porque agora já não há futebol e eles vão ter de enfrentar as suas tristes e miseráveis vidas. O outro bem razão tinha quando dizia que o futebol é o opiu do povo!

Para que se esqueceu, Portugal está a passar por uma grave crise e dentro da Comunidade Europeia estamos nos últimos lugares de todas as tabelas. Será que isso importa? Eu defendo que sim e gostava tanto de ver todas as pessoas empenhadas a "levantar" este país tal como se mostravam interessadas no Mundial. Lírico não sou?

Ass: Gattaca

terça-feira, 4 de julho de 2006

Bem-vindos! # 10

Continuamos a crescer… Sem parar… Mais e mais... Cada vez mais longe...
Foram acrescentados mais sugestões de visita na nossa lista de Clubes Amigos.

Desta vez os sortudos foram:

Um Amigo Pop
The City Stories
Life from Inside

E o fotoblog:

frag[il]mentos

Um grande bem haja!

A Direcção:
Gattaca & Ziggy

Anjos e Demónios

No inicio do mês de Junho recebi um mail com o seguinte conteúdo:

“Afinal o Pio IX não tirou o pio a todos :-) Estes estão lá no museu do Vaticano

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image Hosting

Abraço, Vito “

Lembram-se do texto aqui do Clube que originou este mail, certo? E assim fica provado que afinal ainda existem pilas no Vaticano!
Ass: Gattaca


PS – Senhor Zoick e o seu blog? Hum? Que lhe aconteceu???

segunda-feira, 3 de julho de 2006

Férias 2006 # 7

É o regresso meus senhores é o regresso. E qual é a vontade? NENHUMA!!!

Diz que estava tão bem de férias e principalmente no Meco. Aquela aldeia é mesmo fabulosa. Posso não ter tido muita sorte com o tempo mas ainda assim apanhei uns dias de praia fantásticos.

Comi lindamente, diverti-me, estive ao lado da pessoa de quem gosto, ouvi música, li, vi todos os episódios da terceira série dos “7 Palmos de Terra”, apanhei sol, dormi até tarde, passeie, comprei revistas, comi bolos, gastei imenso dinheiro. Basicamente vivi um dia de cada vez. Coisa rara em mim, mas que desta vez aconteceu naturalmente.

Nos próximos dias espero colocar aqui algumas fotos destas férias.

Agora voltei à minha vidita de sempre. Uma miséria…

Do call-center saudades nenhumas. Aliás foi curioso hoje ter chegado lá e não me lembrar de nada. Mesmo. Nas primeiras chamadas que atendi fiquei completamente à nora porque não me lembrava de nada nem onde ir ver as informações. O meu cérebro não estava preparado para aquilo.

Rádio. Algumas novidas mas nada de muito alarmante ou preocupante. Ou então é mesmo o espírito das férias ainda a funcionar. LOL.

Ass: Gattaca

PS – Para os interessados: uma das caixas de preservativos foi aberta!!!