terça-feira, 18 de abril de 2006

Viver sozinho

Estou assustado comigo!
Recentemente tive uma conversa com uma amiga onde a tentava animar por ir viver sozinha. Dizia eu entusiasmado: “finalmente vais ter a tua casa e o teu espaço. Isso é fabuloso!”
E de repente começam-me a sair os argumentos mais disparatados. Só que eles não me paravam de sair “dos dedos”. Passo a enumerar:

1 – “Vais ter aquela paz que querias”
2 – “agora é tudo teu”
3 – “és só tu nas tuas contas”
4 – “só tu é que dessarumas”
5 - “assusta um pouco, mas é muito bom”
6 – “podes andar nua pela casa”
7 – “peidares-te”
8 – “arrotar, e ninguém te vai dizer nada”
9 – “até podes fazer xixi onde quiseres”

Garanto que em casa não faço tudo isto. É óbvio e natural que lá dê um peido ou um arroto de vez enquando. Pois que assumo que o faço e que obtenho uma grande satisfação desses pequenos actos. Mas não por regra!
Já andar nu é mais no verão porque a casa é fria. E mesmo assim prefiro andar de boxers. A pila da tocar no sofá não é coisa que me deixe muito feliz ou mesmo higiénica.

Ass: Gattaca

Sem comentários: