quarta-feira, 8 de fevereiro de 2006

Ser ou não ser...

Garanto que não entendo. Comecei a trabalhar no call-center em Outubro e desde então já tive duas situações complicadas com duas raparigas. Aparentemente as duas apaixonaram-se por mim. Será que elas não se apercebem? É que depois fico eu numa situação complicada e constrangedora porque não quero magoar ninguém. E nem faz bem ao ego. Só consigo este tipo de reacções em gajas... Está tudo ao contrário!

Também descobri recentemente que a minha orientação sexual é assunto de conversa na minha equipa. Já diversas pessoas foram perguntar às pessoas com quem eu falo mais lá se sabiam para onde pendiam os meus gostos. Será que não existe nada mais de interessante para fazerem na vida? Até a minha supervisora participa nesta aventura. Só que desta vez não vou mesmo dizer nada até me perguntarem directamente e mesmo assim...

Defendo que quando uma pessoa não comenta levanta ainda mais suspeitas e só os idiotas é que não percebem. Mas estou-me mesmo a cagar para o assunto... Não me importo de passar por tótó. Nesta situação noutras nem pensas.

Ass: Gattaca

Sem comentários: