terça-feira, 29 de novembro de 2005

Bem-vindos!

E pronto… Temos mais locais onde o vosso cartão de sócio é válido. São eles:

Musicology
Puta pouco Abragente

Agora façam o favor de se tornarem visitantes habituais destes blogs. Pode ser?


A Direcção:
Gattaca & Ziggy

Pensamentos, Dúvidas e Comentários # 32

- Fiquei furioso a última vez que passei pela Fnac. Então não é que foi editado uma caixa especial com os 4 primeiros filmes do Batman? É que “eles” não disseram nada.
E cada um dos filmes traz um CD só de extras? Já viram o que deve vir no “Batman 2”? Aquele que é um dos filmes da minha vida…
A caixa custa 50 euros, mas o que mais me custa é que já os tenho todos… E não me apetecia ficar com 2 exemplares de cada 1.
Ass: Gattaca

a pedido de várias famílias... a receita

Os petit-Gateau....
não se esqueçam das formas anti-aderentes... caso contrário acabam a noite a deitar as formas para o lixo!

Ingredientes:
açúcar: 3 colheres de sopa
chocolate para culinária: 50 gr
essência de baunilha: 2 gotas
farinha: 2 colheres de sopa
manteiga: 2 colheres de sopa
ovos: 1


Preparação:
Bata o açúcar e a gema na batedeira durante 2 minutos ou até formar um creme esbranquiçado. Acrescente a manteiga (reservando 1/2 colher de sopa) e bata durante mais 1 minuto. Junte a farinha, o chocolate derretido e a essência de baunilha e bata mais um pouco. Bata a clara em castelo e incorpore na massa delicadamente. Unte 2 forminhas de empadas com a manteiga reservada, e enfarinhe. Despeje a massa e leve ao forno forte, pré-aquecido, durante 5 minutos, ou até estar cozido. Desenforme e sirva com gelado ou calda de chocolate.



Beijos
Ziggy

PS: depois mandem os resultados, OK??!?!?

segunda-feira, 28 de novembro de 2005

Pensamentos, Dúvidas e Comentários # 31

Hoje não consigo escrever nada de jeito… Estou demasiado cansado… Só digo disparates… Olha aqui um:

- Viver dá-me gases… Levar no cu também!

Ass: Gattaca

domingo, 27 de novembro de 2005

sábado, 26 de novembro de 2005

1...2...3...SMILE!

UMMMMM - ahahahahahahahah


DOIIISSSS - ehehehehehehe


TRÊEEESSSSSS - Agora sérios, finalmente!


Galhofada depois do jantar... que teve direito a petit gateau e como vêem, na parte de trás, a muito vinho!!!
Gattaca, Ziggy e Gazuza!

Beijos e abraços!

sexta-feira, 25 de novembro de 2005

Quero… #2

Não acho que esteja a pedir o impossível, nem que esteja à procura da pessoa perfeita. Sei muito bem que essa pessoa não existe, se sei... Mas uma aproximação gosto de acreditar que existe. Não quero viver num mundo de perfeição nem uma relação de romances de cordel. Não seria capaz. Sou tudo menos perfeito para exigir o mesmo dos outros. Isso sei que não faço.

Não creio que seja assim tão fácil dizer “eu quero”… Será que sabemos assim tão bem o que queremos? Ou apenas sabemos o que não queremos quando confrontados com uma situação real?

Não creio que esteja a ser egoísta. Mesmo nada. Será egoísta da minha parte desejar uma relação como aquela que vi em “9 Canções”? Para mim essa é quase a relação “perfeita” e, para quem viu o filme, sabe bem que está longe de ser a ideal e duradoura. Não me parece que esteja a pedir tudo… Reparar que sou realista ao ponto de não querer aquele namoro tipo “Sensibilidade e Bom Senso”. Ainda assim não sonho com a relação de “Happy Together”

De resto acho mesmo que a idade estraga tudo e quanto mais “velhos” vamos ficando tornamo-nos menos inocentes e ingénuos. E não acho que essa dificuldade seja por uma questão de espaço, mas sim por medo de voltar a errar ou mesmo por olharmos para determinadas situações e perceber que algo pode estar errado. Por isso arriscar se torna mais difícil. Muito mais difícil. Quem é que gosta de bater nas paredes? Eu não.

As minhas confusões e indecisões surgem de tudo isto. Saber o que gostava de ter, mas saber que a realidade é bem diferente. E em todos os campos, não apenas no sentimental. De que me vale continuar a acreditar que um dia vou ter “aquela” casa, quando sei que nunca vai acontecer? E não culpo terceiros ou o mundo, sempre me culpei a mim. Os erros sempre foram meus, não dos outros.

Acho que os principais culpados somos sempre nós. Sei tudo aquilo que quero, mas não é fácil de encontrar. E mesmo quando chegamos a encontrar existem uma série de outros factores que podem desgraçar tudo. A mim um simples cheiro pode estragar… Um gesto. Um toque. Uma postura. A voz… Tanta coisa… Lá fica mais um sonho desfeito! Venha o próximo…

E no meio de tudo isto, sei que quero o que todos querem…


Ass: Gattaca

Imagens # 25

O concerto que não vi…

Image hosted by Photobucket.com


Luz, obrigado pela foto.

Ass: Gattaca

Very cold... play.

Já que desta vez tenho outro tipo de liberdade para escrever sobre o assunto, aqui vai: não gostei do que vi no concerto dos Coldplay.
Já os tinha visto em 2003 e, nessa altura, considerei o concerto fabuloso.
Desta vez levava as expectativas muito elevadas e acabei por ficar decepcionada. O início prometia, quando Chris Martin aparece no meio de enormes números projectados no ecrã metálico ao fundo do palco. Mas a grandiosidade ficou por aí.



O início prometia... mas ficou quase por aqui!

Em termos musicais, os Coldplay não falharam em nada. O alinhamento de canções foi o correcto, a presença em palco foi semelhante à sua anterior actuação no mesmo espaço, o mesmo cuidado.
A grande diferença estava nos termos visuais do concerto.
Em 2003, o palco era composto por telas que projectava todos os ângulos do palco, permitindo que o público conseguisse sempre ver o que se estava a passar.
Em 2005, os Colplay substituiram o anel por um grande ecrã metálico, que podiam ter utilizado para mostrar o que se passava em palco para todo o pavilhão. Em vez disso, recorreram ao grande ecrã para mostrar apenas alguns efeitos de luzes, para mostrar algumas imagens alteradas dos músicos, sem nunca seguir a rigor a actuação.
Outra coisa que achei estupidamente idiota: o facto de terem saído do palco, atravessado o recinto e terem ido cantar para o lado oposto do pavilhão. A ideia teria sido engraçada, se quem deixou de os ver à frente acompanhasse a corrida até ao outro lado com imagens reais... lá está, vai dar tudo ao mesmo... à falta de imagens no ecrã gigante.




Das poucas imagens que mostraram do palco no grande ecrã.



Se têm aquele monstro no palco, porque é que não aproveitam?
Quando o vocalista, Chris Martin, se atirava para o chão e se esponjava como um cão com pulgas... quem é que o estava a ver? o balcão 2... só pode!
Não me levem a mal. Eu gostei do concerto em si e gosto dos Coldplay, mas acho que subaproveitaram um mega-acessório que podia ter dado outra dimensão ao concerto e sobrepor-se ao de 2003.






Olhem o gajo de pernas para o ar!


Confesso ainda que acho que o Chris Martin está a entrar num delírio esquizofrénico. Está lá no seu mundinho das estrelas e das luzes interplanetárias... e de vez em quando vem cá abaixo. Ora pois senão vejam: canta de pernas para o ar, empoleirado num dos suportes das luzes; canta deitado no chão; canta aos saltos no banco do piano como se tivesse alfinetes a picarem-lhe o rabo... artistas!

Beijos
Ziggy

quinta-feira, 24 de novembro de 2005

Quero…

É curioso… Não há fome que não dê em fartura…

Actualmente atravesso um período bizarro na minha vida sentimental. Muito mesmo.

Sinto que tenho de tomar uma decisão mas tenho bastante medo. A questão é que nenhuma das possibilidades que tenho me enche as medidas a 100% nem a 80%. Pensando racionalmente, o que estraga sempre tudo, todas têm grandes brechas e falhas. Não me apetecia queimar novamente. Só que já sei ler nas entrelinhas e vejo sarilhos. No entanto o pior de tudo é que me estou a deixar ir...

Não entendo porque não consigo atrair pessoas mais semelhantes a mim, com gostos mais parecidos e com a mesma vontade de viver que tenho. E não me venham com a treta de que os opostos se atraem-se. Isso é muito giro nos filmes, mas na vida real as coisas são diferentes. E temos de ser práticos!

O problema é que a situação presente me está a desequilibrar muito… Só me apetece atirar tudo ao ar e cagar no assunto. Só que não posso passar a vida toda a fazer isso…

Não quero um outro JP, nem um outro Oxy, nem nenhum dos meus exs.

Quero alguém que goste de atirar tudo ao ar e faça loucuras por estar apaixonado.
Quero alguém que me faça sentir desejado.
Quero alguém que não se preocupe com as horas.
Quero alguém que não se importe de mudar a sua rotina por mim.
Quero alguém que goste de ir sair e dançar.
Quero alguém com quem possa falar sobre tudo e nada…
Quero alguém com quem possa rir muito…
Quero alguém com quem não tenha de fazer teatro…
Quero alguém que seja excessivo sem se exceder…
Quero alguém que me estimule intelectualmente…
Quero alguém que me faça sentir protegido…
Quero alguém que me entenda…
Quero alguém que se esforce por me entender…
Quero alguém que me faça sentir especial...
Quero...

Garanto que em retorno dou exactamente o mesmo…


Ass: Gattaca

Forbidden Love

Image hosted by Photobucket.com


A minha música preferida de todo o álbum...

“Just one kiss on my lips
Was all it took to seal the future
Just one look from your eyes
Was like a certain kind of torture

Once upon a time
There was a boy
There was a girl

Just one touch from your hands
Was all it took to make me falter

[Chorus]
Forbidden love
Are we supposed to be together
Forbidden love
Forbidden love
Forbidden love
We seal the destiny forever
Forbidden love
Forbidden love

Just one smile on your face
Was all it took to change my fortune
Just one word from your mouth
Was all I needed to be certain

Once upon a time
There was a boy
There was a girl
Hearts that intertwine
They lived in a different kind of world

Just one kiss
Just one touch
Just one look”


E podem dar os parabéns à moça. Ela entrou directamente para o 1º lugar em 19 países e em Portugal já é dupla platina.

Ass: Gattaca

quarta-feira, 23 de novembro de 2005

Elizabethtown

“Vanilla Sky”. “Almoust Famous” e “Jerry Maguire” são alguns dos grandes filmes realizados por Cameron Crowe (curiosamente os últimos). Eu gostei de todos eles… Cada um à sua forma marcou-me. “Elizabethtown” é a sua última aventura… Mais uma marca que me foi posta na passada terça-feira.



É tudo perfeito… A história, os actores, as interpretações, a edição das imagens, as músicas escolhidas para a banda sonora (um dos grandes trunfos do senhor Crowe), a fotografia, as piadas, os clichés, tudo, tudo, tudo…



A premissa do filme até pode parecer algo pirosa: um rapaz recentemente despedido vai ter de viajar até ao interior dos Estados Unidos para ir buscar o cadáver do pai, que mal conhecia. Este rapaz está a passar um mau bocado e conhece uma hospedeira, senhora de si, super inteligente e com as ideias bem organizadas. O que eu dava para conhecer uma pessoa assim! Certo é que os dois se apaixonam…



Se não fosse Cameron Crowe tudo morria aqui. Só que este senhor é um mestre e conseguiu fazer um dos melhores filmes do ano. Ele sabe trabalhar as emoções humanas sem nunca cair em clichés, embora recorra bastante vezes a eles.



Outro dos seus trunfos é são os elencos que utiliza nos seus filmes. Neste tem nos principais papeis Kirsten Dunst (fabulosa e a merecer uma nomeação para um óscar), Susan Sarandon (de arrepiar), Orlando Bloom (que se aguenta muito bem sem recorrer a extremos desnecessários) e um inchadito Alec Baldwin (longe vão os tempos ao lado de Kim Bassinger). No entanto toda a história está povoada de personagens secundárias super bem “construídas”.



Nunca me vou esquecer do não beijo entre as duas personagens principais… Da teoria dos últimos olhares... Da declaração de amor silenciosa de Kristen… Da reunião familiar… Do casamento no hotel… Na pomba a arder… Do mapa de viagem… Das músicas… Da mania de Kristen tirar fotos imaginárias… Do comentário “passamo-nos ao telefone não foi?”…



E no fim saímos da sala de cinema com um sentimento de nostalgia que até assusta. E saímos pensadores… E saímos a desejar viver o mesmo: ir num avião e conhecer uma Kristen Dunst…



Não percam...

Ass: Gattaca

Conversas #4

Diz um amigo meu:

“pois q eu agora vou abrir uma clinica de desintoxicação para gajas loiras altas magras e muto antipaticas e muito ricas. lhe chamarei "anoretic bitxe - clinica de desintoxicaçao para gajasloias ricas magras e muito altas e antipaticas."

Eu desejo-lhe boa sorte...

Ass: Gattaca

Coldplay...ing!

You and me are floating on a tidal wave... together
You and me are drifting into outer space... and singing

Beijos
Ziggy

Disco Fever #2

Como sabem fui ao Pavilhão Atlântico participar naquela que era anunciada como a grande festa do Disco Sound. Como previa as actuações não foram nada de especial nem vão ficar na memória. Já o ambiente vivido dentro do recinto surpreendeu-me bastante. Há muito tempo que não me divertia tanto e via as pessoas à minha volta super divertidas também.

Image hosted by Photobucket.com


Como seria de esperar havia muito gay na audiência. Mas felizmente nada de bichinhas infantis ou bichinhas Berska, que normalmente têm sempre menos de 21 anos não é? Alias, a media de idade naquela noite era mesmo os 30 anos. Senti-me em casa… Também existiam muitos casais e muitas mulheres e raparigas bem giras e boa onda… E talvez por tudo isto o ambiente era descontraído e com pouca carga sexual no ar. Há muito que não via uma noite onde o sexo não era o único objectivo. Se calhar também muita coisa me passou ao lado. Ainda assim, acho que as pessoas foram lá mesmo para dançar, ouvir as músicas e recordar bons velhos tempos.
Outro aspecto que ajudou bastante à festa foi o mega-grupo que se juntou: Ziggy, Pedro, Gazuza, Xlr8, Fred, Dudu, Cocó, Kikas e seu respectivo, Lagartixa mais uma amiga, Galopim mais 2 amigos, JP mais Ray mais mãe mais irmão e acho que me estou a esquecer de alguém. Foi um festival…

Image hosted by Photobucket.com


Nunca fui grande fã dos Village People, por isso o grupo que mais queria ver eram os Boney M. Refira-se que da formação original não estava ninguém. Mas quem se importa com isso? Eu! LOL.
Mesmo assim ainda foram os melhores da noite, embora seja uma coisa algo discutível.
Gostei bastantes das pretas maravilhosas e dos seus vestidos. Gostei também do jogo de cintura do vocalista!! Vozes é que não eram das melhores e os feedbacks foram muitos. De qualquer forma sei que dancei e saltei. E que ouvi o meu tão amado “By The Rivers of Babylon” e o “Rasputin”. Fiquei feliz.

Quanto aos Village People foram, mais ou menos, o que esperava… Nada de especial. Estão velhos e acabados. No entanto gostei das coreografias… O pior foi mesmo quando um deles, com perto de 70 anos, decidiu abrir a camisa. A imagem foi horrível: peles moles e banhas… Será que ninguém tem noção?? Outro mau momento foi o índio a falar castelhano. Lá se acabou mais um mito infantil… LOL…

Mas a parte mais animada da noite foi quando no final dos concertos um DJ, do qual não me lembro do nome, ficou a animar as hostes com músicas do disco sound original. Até direito ao “Gimme Gimme Gimme” dos Abba tivemos (sim amigos foi o original que tocou e não o “Hung Up” da Madonna – como já li em algums blogs. Nos anos 70 a senhora ainda não existia ok?). Dentro do “baile” ainda houve alguma cerveja, cigarros franceses, conversas bem dispostas, red-bull e muita alegria…

Image hosted by Photobucket.com

Em suma: foi uma noite diferente e muito bem passada…

Nota para os próximos eventos, festas e concertos: não posso dançar tanto para ver se consigo não transpirar para não aparecer às manchas nas fotos. É que depois tenho vergonha de as mostrar. Vejam o resultado:

Image hosted by Photobucket.com


Não é uma vergonha? Enfim… Como diz uma amiga minha, a querer ser simpática, é algo especial e exclusivo meu. Só gostava de saber de onde vem tanta água…

Ass: Gattaca

terça-feira, 22 de novembro de 2005

As vacas…

Pois diz que Lisboa vai ser invadida por vacas de todas as cores possíveis e imaginárias… Senhoras e Senhoras: É a Cow Parade

Image hosted by Photobucket.com


Image hosted by Photobucket.com


Mais novidades em breve…

Ass: Gattaca

segunda-feira, 21 de novembro de 2005

Disco Fever #1

Mensagens recebidas na passada noite de sexta-feira enquanto estava Pavilhão Atlântico… Não digo é os remetentes por questão de confidencialidade… E foram recebidas no meu 96!! Os erros são da responsabilidade dos remetentes...

21h15
“N te eskeças: tonight “Shake it like a polaroid Picture”

21h37
“Kolmi – O número XXXXXXX pede para lhe ligar”

21h37
“Ao pé do bar que fica do lado esquerdo de quem tá de frente pró palco… Vamos colados a uma plateia que ta no chão…”

21h45
“Estamos com o XXXX”

22h10
“A preta é maravilhosa mas desafinada”

22h22
“Onde estás?”

22h28
“Estou mesmo frente!”

22h32
“Cade você? Lado esq do palco..”

22h34
“Já cá estou”

22h42
“E eu estou no bar”

22h59
“Solta a franga”

23h08
“Estamos todos ma frente a esquerda junto ar colunas”

23h09
“Ondandas?”

23h10
“Virado de costas para o palco do lado direito”


Recebi mais umas quantas no meu 91, mas que foram apagadas… Sorry

Ass: Gattaca

domingo, 20 de novembro de 2005

mais um dia, mais um ano...

Digamos que este não foi o aniversário mais fantástico que tive...
Em poucas horas os planos que tinha para os festejos, que não eram nada de especial, foram pelo cano abaixo pelos motivos que mencionei no post anterior.
Nunca imaginei, e que saibam que a minha cabeça imagina coisas muito estranhas, que passasse um dia de aniversário num funeral. Mas lá estive, enquanto no meio de choros e lamentações me davam os parabéns "parabéns e sentimentos".
Levei alguns elementos da família, e um "outsider" (coitado!), a comer um petit-gateau.
Fomos a uma loja de mobiliário.
Fomos fazer uma prova de vinhos.
Fomos ver a árvore de Natal gigante na praça do Comércio, que acabei por não ver porque tinha de ir jantar.
Encontrei uma nota de 50 euros (que vai reverter a favor de um jantar).
Só me deram um dos presentes que tinha posto na lista - uns chinelos, que já têm um buraco da autoria de madame Pucca.
Fui jantar à Casa México.
Fui para casa, demorei horas a regressar, estava um pandemónio na cidade.
Só queria dormir.

Passou mais um dia... e eu mais um ano. É só isso.
Só tenho de me lembrar de para o ano não fazer planos.

Entre os presentes, que eu não tinha pedido a ninguém, saiu-me a Pop Pucca! Creio que é uma mensagem subliminar da minha mãe, que diz "levas o quadro, mas não a levas a ela que eu não deixo"!

Beijos
Ziggy


sexta-feira, 18 de novembro de 2005

a vida... e a morte

Hoje o dia não começou muito bem.
Estava em minha casa e ouvi nas notícias que tinha morrido um militar português no Afeganistão. Vi na TV. Nada de especial. Notícias destas recebemos todos os dias, principalmente porque no Sítio do Picapau Cinzento estas é que são as verdadeiras notícias.
Mesmo assim fiquei com um nó no estômago, apenas porque três dos meus colegas tinham regressado do Afeganistão, em reportagem, na quarta-feira, exactamente depois de acompanhar esta coluna portuguesa em Cabul.
Saí de casa. Segui para o Sítio do Picapau Cinzento.
A confusão, o stress... o mais normal num dia em que morre alguém nestas condições. A vida de jornalista.
Rapidamente nos apercebemos que o militar que morreu, tinha sido entrevistado na passada segunda-feira pelos jornalistas da casa.
O stress e a pressão aumentam.
O senhor está dentro da televisão a dizer o nome... mas entretanto está desfeito em pedaços algures em Cabul.
Um arrepio na espinha.
Entretanto, recebo a notícia de que morreu a mãe de uma amiga minha, praticamente família, como uma avó para mim, daquelas pessoas que estão presentes em tudo: aniversários, casamentos, baptizados, visitas, jantaradas de família.
Outro arrepio na espinha.

Amanhã faço anos.
Cancelei tudo, parece que tenho um funeral.
Há manhãs dificeis de digerir.

Beijos
Ziggy

quinta-feira, 17 de novembro de 2005

Velhas de molho…

Consegui, eu consegui ganhar às velhas…

A semana passada elas roubaram-me as senhas, mas desta vez consegui a minha senha!!!!!! Àh pois é… NINGUEM PÁRA O GATTACA, NINGUÉM PÁRA O GATTACA, NINGUÉM PÁRA O GATTACA OU É OUUUU!!!!

E a vingança serve-se fria… Hoje só fazia ondas e atirava água para cima delas, mas sempre sem ser de propósito. Sim, porque sou um santo, entenda-se. Depois fazia aquele sorriso de bebé envergonhado e elas perdoavam… Sim, porque ser o único gajo com menos de 60 anos dentro da piscina tem as suas vantagens! Sou o mais desejado… LOLOL.

De resto acho incrível a má educação daquela gente. Primeiro quando estava a chegar, estava a entrar um grupo para aí com umas 15 velhas. Todas aos gritos, histéricas, cheias de brincos, colares e cabelos armados. Convém não esquecer os sacos do ginásio. E faltavam 25 minutos para a aula começar, é normal que 10 antes já não houvessem senhas disponíveis. De resto imagino o galinheiro em que se deve ter transformado aquele balneário.

Já na aula, não respeitavam a professora, não se mexiam nem deixam mexer quem queria e depois umas quantas saíram a meio da aula. E isto sim chateia-me muito!! Sempre estão a tirar o lugar a pessoas que se calhar querem fazer a aula toda. Mas pronto. Quem sou eu para dizer alguma coisa?


Ass: Gattaca

Ziggy e a máquina de lavar roupa

Uma vez, quando ainda andava só a namorar a minha casa, disseram-me que as máquinas que lá estavam deviam ser muito muito simples porque tinham poucos botões.
Olhem que mentira! De facto, don't judge a book by its cover.
Ontem foi a minha primeira aventura com a máquina de lavar roupa. É que até hoje, as poucas vezes que pus a máquina a lavar, foi com instruções da minha mãe: roda o botão da direita, clica no botão X, gira o botão Y.
A minha ignorância com a máquina da roupa é TÃO grande... que nem sabia em que compartimento se metia o detergente.
Estive a ler as instruções... e fiz a primeira lavagem. Até aqui tudo bem. Agora tenho de lavar as primeiras roupas... quero ver o que vai sair dali. Mais 2 horas a ler as instruções para estudar os programas.
Não, vou convidar a minha mãe para ir lá jantar!!!

Beijos
Ziggy

PS: não se preocupem, que com a máquina da loiça eu sou uma expert!!!!!!
PS2: o jantar é fondue... tão fácil de fazer!

quarta-feira, 16 de novembro de 2005

Conversas #3

“mas cada seg ctg vale milhões”

Terei chegado ao céu?


Ass: Gattaca

Eu e a minha Bola de Espelhos

Acho que é do conhecimento geral que tenho um especial fascínio por bolas de espelhos. De tal forma que o ano passado comprei uma mini-bola na loja dos 300. Agora que falo disto, lembro-me que foi precisamente no dia da festa do meu 30º aniversário que a comprei. Feitas as contas tenho a bola há 1 ano! PARABÉNS BOLA!!!

Tudo isto para vos apresentar a próxima sequência de fotos. Foi tirada na minha festa, sim as fotos do Xlr8 já chegaram e vão vos ser apresentadas em versão foto-novela.

Hum… a coisa não está a funcionar muito bem… Que se pode fazer para arranjar isto?


Image hosted by Photobucket.com


Será que com umas palmadas isto lá vai?


Image hosted by Photobucket.com


E não é que já dá mais luz? De qualquer forma, aqui vão mais umas palmadas… Bola má, bola má…


Image hosted by Photobucket.com


Opá… Coisa mais linda… Palminhas, palminhas à minha bola linda!!!


Image hosted by Photobucket.com


Viste? Viste que coisa mais Linda? Viste como consegui arranjar isto? Estás contente? Estás feliz? Queres dançar?


Image hosted by Photobucket.com


Ass: Gattaca

terça-feira, 15 de novembro de 2005

O meu jantar dos 31 anos!

Conforme tinha dito aqui no Clube decidi organizar um jantar de aniversário em minha casa no passado sábado 12 de Novembro.

A preparação deste jantar foi algo atribulada e confusa. O mais complicado foi decidir o que fazer e depois quem convidar… Foi um stress desgraçado.
Depois destas decisões tomadas começaram outras confusões.! Várias idas ao supermercado, diversas chamadas telefónicas para pedir conselhos. Também tive de faltar à rádio para limpar e a arrumar a casa e por aí fora… Isto para que tudo estivesse ok na data prevista. E acho que esteve!

O próprio dia foi sempre a correr.
Acordei, tomei banho, lavei os dentes, vesti-me, bebi café, preparei o saco do ginásio e fui para o Call-Center. Depois das 16h foi para o ginásio com o PM e um outro amigo meu (máquinas e Attack). Só que até chegarmos ao ginásio ainda aconteceram umas quantas histórias giras. Primeiro chegamos todos atrasados à pála daquela procissão da Virgem Maria (desculpem se estou a dar algum erro, mas religião não é mesmo comigo). Chegados ao ginásio foi a galhofa geral: já não haviam senhas, depois perdi-me nos balneários, não sabia funcionar com as máquinas dos pesos e não me conseguia calar… Estava ligado à corrente. No final de toda a confusão até nos balneários meteram conversa connosco. O sucesso!! O sucesso!!!

No fim de toda esta correria, casota, não sem antes passar mais alguns minutos no trânsito. Quando cheguei a casa faltavam 30 minutos para a chegada das pessoas e já tinha o JP à minha espera na rua. Ele mais o seu carro novo!!!!!

Todos para casa… Haviam de ver 4 gajos a tentar organizar uma festa… De rir. Certo é que a coisa funcionou. Desde colocar a mesa, preparar as entradas, os queijos, as tostas e os aperitivos foi tudo feito em 30 minutos.

Entretanto começo a receber algumas chamadas de pessoal a desistir. Paciência, quem perdeu foram eles.

Na cozinha já tinha começado a fazer o jantar (carne de porco assada com castanhas, cenouras, batatas pequenas e arroz). As saladas foram feitas pelo PM que mais parecia um pintor enquanto as preparava. De rir. Só o via a, literalmente, atirar os ingredientes para dentro saladeiras. Pois que tinha: rucula, nozes, alface, milho, tomate, cebola, “croutons”, salsa e mouzarella. Se calhar estou-me a esquecer de algo e pelo meio dei uns erros ortográficos…

Quanto à festa em si, foi bem mais calma que a do ano passado. Eu gostei, a Ziggy nem por isso. O resto do pessoal acho que se divertiu. Houve música, muito vinho, muita caipirinha e caipirosca, coca-cola, cigarros franceses, comida e conversa.

Para mim o balanço final foi super positivo.

Esta festa deu também origem a uma pilha imensa de louça para lavar. O pior é que a minha máquina é daquelas pequenas e com meia dúzia de “merdas” já está cheia. Conclusão, ainda hoje faço máquinas com a louça da festa!! Sim,

Um dos momentos alto da noite foi mesmo a carne assada… Pois que os meus cálculos foram mal feitos e só depois das 23h é que conseguimos começar a comer a dita. Já ouvia piadinhas a torto e a direito. Começava a ficar com medo de a carne ficar uma grande porcaria. MAS NÃO!!! Estava óptima!!! E todos ficaram admirados. Até eu… LOL. Consegui assim salvar a minha reputação de cozinheiro.

Quanto ao bolo de aniversário foi de morangos e chantilly do “Fruta Almeida”. Outro sucesso! O bolo É TÃO BOM!!!!

Frase da noite: “Rucula Má!!! Rucula Má!!! ”

Às 3 da manhã os últimos resistentes foram-se embora. Eu arrumei a casa, não fossem as gatas fazer porcaria e deitei-me. No dia seguinte trabalhava!!!

A todos os que foram a minha casa no sábado MUITO OBRIGADO. Vocês são especiais para mim!!!

Ass: Gattaca

PS – O fotógrafo da noite foi o Xlr8. Estou à espera que ele me envie as fotos para colocar aqui algumas.

Um devaneio…

E agora preparem-se para algo completamente diferente…

Image hosted by Photobucket.com


Olha um peixe!!! Ou será uma peixa???

Ass: Gattaca

sábado, 12 de novembro de 2005

disco fever

Sim senhores, é verdade. Esta semana falei com um dos representantes dos Village People. Alex Briley, o militar, da mítica banda da disco fever.
Não há ouvido neste mundo, à excepção dos mais pequenos, que não conheça pelo menos o refrão. e foi disso que falei com o Alex, da história, das dias da disco fever e do regresso da música disco ao mainstream - Madonna, por exemplo.
O que é que eles andam a fazer? Nada, só a cantar o que cantam desde 1977. Não escreveram nada de novo, nem mudaram de personagens. Continuam a bombar para quem os quiser ver.
O que é que eles cá vêm fazer? Fazer-nos abanar o capacete. Ele pediu, explicitamente, que as pessoas fossem vestidas com roupas confortáveis para dançar durante a festa de sexta-feira, dia 18, no Pavilhão Atlântico.
Porque é que são uma banda gay? Porque as suas primeiras músicas foram testadas em discotecas gay de Nova Iorque e a partir daí cresceram os êxitos disco, como os Village People, os Boney M, Donna Summer, Gloria Gaynor e tantos outros; era a prática entre os produtores no final da década de 70.
Porque desapareceram os Village People? Na realidade andaram sempre por aí. Estiveram em vários palcos, em diversas partes do mundo, vão uma vez por ano à Austrália e finalmente aparecem, pela primeira vez, em Portugal.

Primeira pergunta que o Alex me fez?: como está o tempo aí em Lisboa? - É segunda vez que esta semana uma banda americana me pergunta isto!
Segunda pergunta que o Alex me fez? podemos comprar discos em Lisboa? - Será que eles pensam que isto é o fim do mundo?

Simpático! Convidou-me para um gathering depois do concerto.
Oh... se fosse o Robbie Williams...

Beijos
Ziggy

sexta-feira, 11 de novembro de 2005

Pensamentos, Dúvidas e Comentários # 29

- Caralho para os velhos que vão para o ginásio. Faltavam 10 minutos para a aula de hidro começar e já não haviam senhas para dar. ELES NÃO TÊM DIREITO AO GINÁSIO!!!
Depois passei pela piscina e vi uma quantidade sem fim de cabelos brancos e peles flácidas a boiar na água. NOJENTO. E para ajudar à bela imagem, todos aos saltos em cima daquele chouriço amarelo que a nossa Ziggy tanto gosta.

- By the way... A Ziggy entrevistou os Village People. Perguntem-lhe como foi... Eu também quero saber!?!

Ass: Gattaca

Provérbios... corrigidos #2

"Gato escaldado..................morre, naturalmente! Ou não...."

Ass: Gattaca

quarta-feira, 9 de novembro de 2005

It’s My Party…

Pois que a festa de ontem em casa da minha mãe foi fabulosa… Há muito tempo que já não me ria tanto lá em casa.
Muito ajudaram as duas garrafas de Monte Velho. Uma de tinto para mim e outra de branco para a minha irmã. Quem não achou grande piada foi a minha mãe.

De qualquer forma foi muito bom mesmo e finalmente consegui passar um bom serão lá em casa, sem o sentimento de ser o irmão mais velho e responsável por aquelas 3 moças. Sei que pode parecer disparate, mas é assim que me sinto em relação às minhas irmãs e mãe. Mas isso é outra história.

O próprio dia de Aniversário de 2005 foi um bom dia… Fiz tudo o que quis e me apeteceu.

00h30 – Fui ao Alvaláxia com o XLR8 ver “A Lenda de Zorro”. Era isto mesmo que me apetecia. Não pensar. Tivemos direito a pipocas e coca-cola. Fizemos a verdadeira ida ao cinema americana. E não faltou o cigarro francês para ajudar à festa.

03h00 – Em casa dormir.

12h25 – Aula de Body Attack… E que me soube muito bem…

14h00 – Almoço mmmuuuuuiioiiiitttoooo especial num restaurante mexicano ao pé do rio. Primeiro presente

16h00 – Fui ao call-center dar um GRANDE beijo à minha ex-formadora e que agora está a tornar-se numa boa amiga.
Aproveitei para ir ao Vasco da Gama comprar um presente para dar à minha mãe. Comprei também um brinquedo para o meu sobrinho, e as duas garrafas de vinho Monte Velho.

17h00 – Rádio… Parabéns parabéns… Beijo beijo… “Aí que não parece nada que tenhas os 31”… Obrigado obrigado… Palminhas palminhas… “Não estava nada à espera disto e quando era nova vendia limões!”

19h15 – Saí da rádio para ir jantar a casa da minha mãe.

19h45 – Estaciono o carro. Entro em casa e começa a confusão e o caos entre os irmãos. Esta família não consegue ser normal. Aqui recebo o meu segundo, terceiro e quarto presentes. Até ao momento foram os únicos que recebi. E gostei de ambos

22h45 – Volto para Lisboa… Tinha um grande presente à minha espera à porta de casa!!!!!!


Ass: Gattaca

PS – A festa está marcada para este sábado. Ao contrário do ano passado decidi fazer uma coisa mais pequena. Mesmo assim promete animação!! Depois conto tudo…

Provérbios... corrigidos #1

- "Mais vale um pássaro na mão que ......duas cagadelas na cabeça"

Ass: Gattaca

segunda-feira, 7 de novembro de 2005

Pensamentos, Dúvidas e Comentários # 28

- Estou quase a fazer ano e estou num stress doido. O dia de hoje foi para esquecer... Só quero fugir e acho que não vou conseguir tão depressa... SOCORRO...

- Agora tenho um serial killer atrás de mim.

- Definitivamente o meu pai é doido...

Ass: Gattaca

PS - Continuo sem net em casa. A Ziggy não passou por lá

sexta-feira, 4 de novembro de 2005

Imagens # 24

GATINHA!!!! GATINHA!!!!

Image hosted by Photobucket.com


Esta é a minha gata Docas! É ou não é linda?

Ass: Gattaca

Pensamentos, Dúvidas e Comentários # 27

E pronto, aqui o menino já fez merda no seu "portátel". Já não consigo aceder à net. Tudo porque coloquei uma password no meu computador e desde então deixei de conseguir entrar na wireless do meu vizinho simpático!!

É por estas e por outras que não gosto de mexer no que não percebo...

ZIGGY!!!! AJUDA-ME!!!

Ass: Gattaca

Se conduzir, não beba... água!

Se 23% dos acidentes de trânsito são provocados pelo consumo de álcool, isto significa que 77% dos acidentes são causados por pessoas que bebem água.
Perigosos, esses gajos que bebem água...


AMEI!
Beijos
Ziggy.

quinta-feira, 3 de novembro de 2005

MTV Europe Music Awards 2005

Pois acho que todos já sabem o óbvio sobre estes prémios que vão ser entregues hoje à noite no Pavilhão Atlântico em Lisboa...

Se quiserem saber tudo, mas mesmo tudo sobre os EMA e saberem o que vou estar a fazer nas próximas horas, passem por aqui

Até já...

Ass: Gattaca

quarta-feira, 2 de novembro de 2005

Pensamentos, Dúvidas e Comentários # 26

- As gajas só podem estar loucas… Ou cegas… Pois recentemente, uma das minhas colegas do novo emprego, declarou-se. Foi um momento surreal! Mesmo…
Ela dizia que estava farta de me dar sinais de interesse. Eu não reparei em nenhum. Mesmo.
Serei assim tão cego? Até costumo prestar alguma atenção a estas coisas, para depois não me ver em situações complicadas. Odeio. Mesmo
De qualquer forma não entendo uma coisa: porque faço tanto sucesso com as mulheres e com os homens zero? Não dá para entender. Mesmo
Será que tenho de virar hetero? É que não me apetecia mesmo nada…

Ass: Gattaca

Palavras que não existem no Microsoft Word #8

Patanisca, otários, foder
Ass: Gattaca

Imagens # 23

Vá... Uma foto agora para pessoas inteligentes, cultas e que sabem francês. Esta placa está num restaurante do Bairro Alto. Reparem na frase em francês!!!!!

Image hosted by Photobucket.com


É lindo não é???

Ass: Gattaca

PS - Segundo a minha formadora do novo emprego (de quem falarei noutra ocasião) a frase alemã também está mal escrita...

terça-feira, 1 de novembro de 2005

Desabafo

É tão estranho quando certas palavras deixam de fazer sentido e ficam totalmente vazias...

“e realmente estava-me a saber muito bem mesmo”

E assim o presente e um possível futuro passou a passado!

Ass: Gattaca

Padre Amaro

Depois do meu dilema resolvido da véspera, fui dormir. Domingo acordei e fui ao ginásio. Mais uma aula de hidro, mas desta vez sem a Ziggy. Correu bem. Aquilo é mesmo difícil e puxado... Mas sobre as minhas aulas de hidro logo falo.
A seguir ao ginásio fui almoçar a casa da minha mãe. O meu sobrinho estava com uma birra doida, logo fiquei pouco tempo. Sei que é feio dizer isto, mas não tenho mesmo grande pachorra para crianças a chorar e a gritar por nada!

Perto das 16h pego no carro e vou para Lisboa. Quero cinema muito. Ligo à AV e lá combinamos o ponto de encontro. Ia ser o nosso primeiro encontro de carne e osso. Já nos falamos na net há algumas semanas mas nunca nos tínhamos visto ao vivo, apenas em fotos. Meu amigos, se eu fosse hetero teria ficado bastante interessado em algo mais. Além de uma cara linda, a nossa AV tem um sorriso fabuloso...

“O Crime do Padre Amaro” foi o filme escolhido. Tudo por culpa do Jorge Corrula, que faz do próprio do Padre Amaro. O cabrão é mesmo bonito. Muito mesmo. Sempre lhe achei bastante piada e ainda mais quando o vi na festa de aniversário do Lux. Estive ao lado dele. Creio que o André (allofme) deve lembrar-se deste meu encontro. Pelo menos ainda hoje em dia o Dudu goza comigo por ter ficado a olhar para o Corrula fixamente. Era difícil desviar os olhos. Tal como foi difícil desviar os olhos cada vez que o moço surgia no ecran...

Quanto ao filme: gostei. Nada de especial ou intenso, mas visualmente bem agradável. De qualquer forma está filmada de uma forma demasiadamente parecida com os telefilmes da SIC. Nada de estranhar não é?
Algo que me irritou solenemente: o uso e abuso das músicas da banda sonora. Sim senhor que temos de apoiar o que é nacional, mas não desta forma.... São músicas atrás de músicas... Ter muitas músicas não quer dizer que o filme seja moderno. É isso e as sequencias de 15 segundos, que não deixam definir as personalidades das personagens. É tudo muito plano e sem qualquer profundidade.
Mas voltando às música, destaque para a presença de Sam The Kid.

Quanto às representações dividem-se entra as muito boas, as boas e as más. Certo é que o elenco é de luxo. Senão reparem nos actores que participam: Ruy de Carvalho, Nicolau Breyner, Rogério Samora, José Wallenstein, Lurdes Norberto, Maria Emília Correia, Ricardo Pereira, Pedro Granger e Nuno Mello, João Lagarto, Rui Unas, Ana Bustorff, Margarida Miranda e Paula Guedes fazem parte do elenco. Não esqueçamos o podre do Jorge Corrula... Ainda para mais o realizador sabia muito bem o que ali tinha e coloco o pobre do moço diversas vezes nu... O cabrão tem um corpo, vai lá vai... A este corpo juntem uma cara linda e temos um pecado em pessoa.

Para mim os melhores momentos são conseguidos com a dupla gay Rui Unas e Diogo Morgado. Também gostei bastante do desempenho de Nuno Mello e da principiante Soraia Chaves. Achei que a moça tinha garra..

E pronto, não sendo nenhuma obra prima, é simpático.

Agora que o Eça de Queirós está a dar voltas no tumulo é que já não sei. Depende do espírito dele...

Ass: Gattaca