domingo, 30 de outubro de 2005

Dilema... A conclusão

E pronto... Acabou-se! Fiquei em Lisboa. Acho que não me arrependo. Certo é que a esta hora estou sozinho em casa! O gajo teve de ir dormir a casa. Não entendi muito bem mas pronto. Que posso eu fazer? Estar a escrever aqui para o blog e a ouvir um set australiano fabuloso do Steve Lawler!

O encontro foi algo estranho ao início. Nenhum de nós sabia muito bem como reagir. Parecia o nosso primeiro encontro. Ele quando vem ter comigo está sempre algo tenso e pouco à vontade. Desta vez tinha decidido que não me ia esforçar muito para alterar esta situação. E assim foi. Ele esteve estranho imenso tempo e não decidia o que íamos fazer o resto da tarde, nem concordava com as minhas ideias. Durante um tempo não reagi nem disse nada. Só que às tantas saltou-me a tampa e lá me comecei a mexer. Tinha de ir à Fnac do Chiado comprar uns bilhetes para o concerto dos Devendra Banhart e não me apetecia ficar em casa.

- “Das duas uma: o vens comigo ou então não sei”, disse eu.

Ele veio... E aqui começou a parte mais divertida do nosso encontro. Fomos à Fnac, estivemos a ver os DVDs, livros, telemóveis, leitores de Mp3 e discos. Acabei por comprar o DVD do “Batman Returns” (que finalmente baixou para 10 euros) e um livro da Taschen sobre as fotografias do último século.

As ruas estavam cheias de pessoas, principalmente de espanhóis.

Depois a questão: onde vamos jantar? Eu sugeri o Mamma Rosa e felizmente foi lá que acabámos. Os restaurantes que ele queria estavam cheios. Posso adiantar que eram hipóteses pouco interessantes. E pronto. Venha a sangria. Ele dizia que não podia beber muito porque senão ficava com sono. O que acontece? Eu bebo o jarro grande todo... Acham que me importei? ZERO! Ainda para mais estava boa!!!!!

O jantar acabou por ser muito giro, porque só dizia disparates! Até lhe pedi em namoro!! Ele corou até à ponta dos cabelos. Depois estive a noite toda a meter-me com ele. O curioso é que finalmente soube certos aspectos da vida do moço e ele baixou a muralha.

Com os copos voltamos para casa! E sabem a que horas? Às 21h30. Sim é verdade, jantamos às 20h. Pergunto eu: que vejo neste gajo que é o oposto de mim? Bem comportado, janta cedo, deita-se cedo, é um pouco beto, entre outros aspectos. Nova pergunta minha: se isto alguma vez der em alguma coisa, será que tem alguma hipótese de ter futuro?

O resto não posso contar.

Só mesmo que ao contrário do que esperava, fiquei sozinho em casa e vou dormir sozinho. Sim, porque no fim de tudo somos só nós não é?

Ass: Gattaca

PS – Quanto ao João do Pacha, trocamos umas sms... Ele está bem!!!

Sem comentários: