sexta-feira, 29 de julho de 2005

As férias - Parte 3

Eis que chegamos a segunda-feira, 18 de Julho.

Sei que fui duas vezes ao cinema (ver "Cruel" e "Crime Ferpeito"), fui ao ginásio, fui às compras, fui a casa da mãe, descongelei o congelador e à noite fui jantar com a Mipo. Aqui é que as coisas se complicaram... O que era suposto ser um serão pacífico, tornou-se numa noite super complicada. Feitas as contas bebi 5 shots (de diversas nacionalidades), 5 imperiais, uma cerveja japonesa, meia garrafa de vinho tinto, 1 morangoska... e acho que foi só.
Resultado apanhei das piores bebedeiras da minha vida. Sei que acabei a noite a pedir ajuda ao JP e ao seu moço. Os dois lá me apanham no bairro a chorar nos braços da Mipo. (Cena deprimente). Depois acho que foram momentos hilariantes nos quais fui a personagem central. Sobre eles o JP poderá falar bem melhor que eu. Não me lembro de quase nada. Dormi em casa do casal.

Terça-feira acordo com uns pingos a caírem-me no braço. Havia uma infiltração no tecto. LOL. Estava super agoniado e afins, como seria de esperar. Lá consigo falar e começo a tentar reagir. Perto das 13h (acho) estou em minha casa. Adormeço e acordo às 18h. Fiquei-me por casa.

Com isto já foram dois dias de praia perdidos.

Quarta e Quinta fui para a praia. MECO!!!!!

E depois de dois dias de descanso volta a alucinação. Nas noites de quinta e sexta houve uma festa especial no Toyota Box. Na primeira noite fomos assistir à actuação do Tom Stephan aka Superchumbo, DJ Vibe e Rob Di Stefano. Essa saída foi precedida com um maravilhoso jantar em casa de Dou, no qual também estava uma amiga dele. Fomos o trio maravilha. Parecia que o Cosmo nos queria agradar e proporcionar uma das melhores noites das nossas vidas. Tudo foi giro, divertido e estupidamente excessivo de uma forma saudável.
Dessa noite ficaram várias histórias, como aquela do senhor do bar que se meteu comigo e dizia que me conhecia. Eu não fazia ideia! No dia seguinte lembrei-me! E sim, já tinha jantado com ele...
Também ficou o momento da rapariga que nos foi vender MD, ou ainda do casal de Coimbra que conhecemos e que nos convidou para irmos ao Vinyl assistir à actuação do Vibe.
Foi uma noite muito gira e com bom ambiente. As pessoas quando querem sabem ser boas e generosas. E grande maioria do pessoal que gosta de música de dança é assim: simpática, generosa, bem disposta e boa onda.
E dançamos tantos os 3! Tanto tanto! Rimos, falámos, divertimo-nos, bebemos, fomos imensas vezes às casa de banho... FOI TÃO BOM!!!! Acabou perto das 06h30, quando era suposto ter terminado às 4h

Na sexta mais um dia de praia perdido... Mas tudo porque tive de dar boleia ao meu primo até Alcochete (acho). Fiquei 4 horas dentro do carro à espera dele...
À noite foi a vez de ir com a tribo da passagem de ano assistir às actuações de DJ Al, Gilles Petterson e François Kevorkian no mesmo local. O Toyota Box estava mais vazio ainda. O que foi algo estranho e intimidante, porque o espaço era muito grande. De resto foi uma noite muito divertida. Nós fomos a festa. A amiga do Dou também repetiu a dose. Foi comigo e fez sucesso na tribo!!! Perto das 6h já não aguentava mais e tive de ir para casa. Fisicamente os 30 começam a pesar. E certo é que na véspera só tinha dormido 2 horas. Ressacas e compromissos familiares!

Sábado morri definitivamente em casa. Outro dia de praia perdido. Acordei eram 14h e fiquei morto na cama. Durante mais de 15 minutos fiquei a olhar para a parede branca em frente à minha cama. O telemóvel toca. No visor a palavra "pai". Atendo. Ele pede-me para ligar ao meu avô e ir lá a casa dar-lhe apoio.
Estava no auge da minha ressaca de dois dias de algumas substancias algo ilícitas e onde temos de ter algum cuidado para não entrarmos em depressão. Que me pedem? Para ir para o local onde morreu a minha avó e dar força ao meu avô que não parava de chorar. Era mesmo disto que estava a precisar...
Lá fui até Benfica. Lá estive 3 horas a ouvir o meu avó a desabafar. Perto das 20h saio de casa e vou jantar com o M ao bairro. Só que obviamente não estava com as melhores das disposições. No Frágil pedem-me dinheiro para entrar... Era era!!!

Domingo... Praia com a amiga do Dou. Meco. Um jantar no Mequinhus com o Efe e regresso a Lisboa.

E foram assim as minhas férias...

Ass: Gattaca

PS - Zoick... Perdoa-me... Mesmo!!! Mas esta cabeça já não dá para tudo. Resta saber como me consegui lembrar de tudo isto!

Sem comentários: