quinta-feira, 28 de abril de 2005

Munch

Hoje foi um dia bizarro e cheio de notícias estranhas que me tocaram bastante. De umas posso falar, de outras não. Acho que isto vai desmoronar novamente. O pior é que ainda não tive tempo para tratar convenientemente das fundações...

Esta é uma que me tocou muito e pode ser falada. Desculpem se vos parecer algo fútil, mas a mim custou-me saber deste caso...

“«O Grito» e a «Madonna» de Munch podem ter sido queimados.

Os quadros «O Grito» e «A Madonna» do pintor expressionista norueguês Edvard Munch, roubados em Agosto do ano passado do museu do artista em Oslo, poderão ter sido queimados, noticia quinta-feira o diário Dagbladet.

O jornal cita fontes do mundo do crime norueguês, às quais dá credibilidade pois a informação coincide com rumores sobre uma informação policial secreta que também aponta para aquela possibilidade.
De acordo com o diário norueguês, os quadros poderão ter sido queimados para eliminar provas incriminatórias.
O inspector da polícia de Oslo que está a investigar o roubo, Iver Stensrud, disse desconhecer informações sobre a suposta queima dos quadros, segundo a cadeia de televisão Nrk.
A fonte citada pelo diário Dagbladet assegura que depois do roubo, que teve lugar no Museu Munch em Oslo a 22 de Agosto do ano passado, os quadros foram guardados durante um tempo numa casa de férias.
Três pessoas suspeitas de envolvimento no roubo estão presas preventivamente mas a polícia não consegue vinculá-los com nenhuma das provas materiais recolhidas.”
(in Diário Digital)

Image hosted by Photobucket.com


Image hosted by Photobucket.com


Espero que não seja verdade... Para bem da Humanidade.

Ass: Gattaca

Sem comentários: