segunda-feira, 28 de março de 2005

Devaneios poéticos # 2

“Nestes dias de chuva, cinzentos e molhados, em que o nevoeiro nos impede de ver outros horizontes, seria muito fácil, para qualquer um de nós, fazer poesia com esta invernia tardia. O desafio é soltar a imaginação em torno de uma estatueta vermelha de um gato com a cauda maior que o corpo... Fica o desafio...”

Ass: Gattaca

Sem comentários: