quinta-feira, 31 de março de 2005

Viva o Sol!!!!

E que bem que soube o dia de hoje... Calorzinho bom. Sei que é fora de época e que ainda precisamos de chuva. Mas como cartão de apresentação do Verão 2005, soube mesmo muito bem. E esta noite Bairro Alto!!!!!

Giro também foi ver o pessoal todo a colocar fotos de praia no messenger. Era malta deitada na areia, era pessoal nas esplanadas, eram escaldões, eram ondas, era areia...

Ass: Gattaca

Oxigénio # 2

“Me Cuesta Tanto Olvidarte”

“Entre el cielo y el suelo hay algo
con tendencia a quedarse calvo
de tanto recordar
y ese algo que soy yo mismo
es un cuadro de bifrontismo
que solo da una faz
la vara vista es un anuncio de signal
la cara oculta es la resulta
de mi idea genial de echarte
me cuesta tanto olvidarte
me cuesta tanto olvidarte
me cuesta tanto...

Olvidar quince mil encantos es
mucha sensatez
y no se si sere sensato
lo que se es que me cuesta un rato
hacer las cosas sin querer
y aunque fui yo quien decidio
que ya no mas
y no me canse de jurarte
que no habra segunda parte
me cuesta tanto olvidarte
me cuesta tanto olvidarte
me cuesta tanto...”

(by Mecano)

Oxy, esta é para ti. Não gosto de saber que não estás grande coisa... Por isso ânimo. Bale? Já sabes que o pessoal anda por aqui! E como vês existe uma banda espanhola chamada Mecano que um dia escreveu algo que sentes...

Ass: Gattaca

ESC 2005 # 2

E diz que somos o terceiro país a actuar na semi final do ESC.



Ass Gattaca

Devaneios poéticos # 4

“Já temos andorinhas!!!”

Ass: Gattaca

quarta-feira, 30 de março de 2005

ESC 2005 # 1

E aqui está uma das fotos oficiais dos representantes de Portugal no Eurovision Song Contest de 2005. É o Rui e a Luciana. Prazer!



Este ano a cerimónia vai acontecer em Kiev, na Ucrânia.

Ass: Gattaca

Anúncios

Neste momento existem 3 anúncios televisivos dos quais eu gosto bastante e que a meu ver estão carregados de bons sentimentos. Passo a classifica-los por ordem decrescente:

3 – “Tmn 5 Milhões” – A culpa é da música. Acho a música deste anúncio simplesmente linda. Super nostálgica, mas ao mesmo tempo esperançosa. Além do mais a fotografia é fabulosa e cuidada. Não sei porquê, mas costumo gostar da maioria dos anúncios da 3 operadoras móveis nacionais.

2 – “Coca-Cola” – Este é aquele anúncio em que a filha telefona para a mãe a inventar uma desculpa escolar para passar tempo com o seu novo amor. O GAJO É PODRE. E depois gosto muito da conversa entre a mãe e a filha. Em poucos minutos percebemos que existe uma grande empatia e cumplicidade entre as duas. As imagens e os momentos filmados estão muito bem escolhidos e produzidos. E tudo em apenas 30 segundos.

1 – “Pedigree – Somos pelos Cães” – É este que me faz chorar... Mesmo. Sempre que o vejo fico com o coração muito pequenino. O texto é fabuloso, assim como as imagens dos cães. Lembro-me sempre do Black e da inocência destes animais.

Ass: Gattaca

Devaneios poéticos # 3

“O vento já sopra de sul e brevemente, as andorinhas voltam aos seus ninhos... Que querido que é este país da revista e da casa do artista... Na pontinha!!!”

Ass: Gattaca

terça-feira, 29 de março de 2005

“Everybody's Free (to wear sunscreen)”

“Ladies and Gentlemen of the class of ’99

If I could offer you only one tip for the future, sunscreen would be it. The long-term benefits of sunscreen have been proved by scientists, whereas the rest of my advice has no basis more reliable than my own meandering experience. I will dispense this advice now.

Enjoy the power and beauty of your youth. Oh, never mind. You will not understand the power and beauty of your youth until they've faded. But trust me, in 20 years, you'll look back at photos of yourself and recall in a way you can't grasp now how much possibility lay before you and how fabulous you really looked. You are not as fat as you imagine.

Don't worry about the future. Or worry, but know that worrying is as effective as trying to solve an algebra equation by chewing bubble gum. The real troubles in your life are apt to be things that never crossed your worried mind, the kind that blindside you at 4 p.m. on some idle Tuesday.

Do one thing every day that scares you.

Sing.

Don't be reckless with other people's hearts. Don't put up with people who are reckless with yours.

Floss.

Don't waste your time on jealousy. Sometimes you're ahead, sometimes you're behind. The race is long and, in the end, it's only with yourself.

Remember compliments you receive. Forget the insults. If you succeed in doing this, tell me how.

Keep your old love letters. Throw away your old bank statements.

Stretch.

Don't feel guilty if you don't know what you want to do with your life. The most interesting people I know didn't know at 22 what they wanted to do with their lives. Some of the most interesting 40-year-olds I know still don't.

Get plenty of calcium. Be kind to your knees. You'll miss them when they're gone.

Maybe you'll marry, maybe you won't. Maybe you'll have children, maybe you won't. Maybe you'll divorce at 40, maybe you'll dance the funky chicken on your 75th wedding anniversary. Whatever you do, don't congratulate yourself too much, or berate yourself either. Your choices are half chance. So are everybody else's.
Enjoy your body. Use it every way you can. Don't be afraid of it or of what other people think of it. It's the greatest instrument you'll ever own.

Dance, even if you have nowhere to do it but your living room.

Read the directions, even if you don't follow them.

Do not read beauty magazines. They will only make you feel ugly.

Get to know your parents. You never know when they'll be gone for good. Be nice to your siblings. They're your best link to your past and the people most likely to stick with you in the future.

Understand that friends come and go, but with a precious few you should hold on. Work hard to bridge the gaps in geography and lifestyle, because the older you get, the more you need the people who knew you when you were young.

Live in New York City once, but leave before it makes you hard. Live in Northern California once, but leave before it makes you soft. Travel.

Accept certain inalienable truths: Prices will rise. Politicians will philander. You, too, will get old. And when you do, you'll fantasize that when you were young, prices were reasonable, politicians were noble and children respected their elders.

Respect your elders.

Don't expect anyone else to support you. Maybe you have a trust fund. Maybe you'll have a wealthy spouse. But you never know when either one might run out.

Don't mess too much with your hair or by the time you're 40 it will look 85.

Be careful whose advice you buy, but be patient with those who supply it. Advice is a form of nostalgia. Dispensing it is a way of fishing the past from the disposal, wiping it off, painting over the ugly parts and recycling it for more than it's worth.

But trust me on the sunscreen.”

Pois é... Não deixam de ser clichés, mas que me dizem muito dizem! E muitos deste conselhos também podem ser dirigidos a muitas pessoas que conheço!

Ass: Gattaca

PS - Site Oficial: www.bazmark.com

segunda-feira, 28 de março de 2005

Pensamentos, Dúvidas e Comentários # 11

- Acho que finalmente consegui descobrir o que me está a afectar tanto e a transformar-me numa pessoa triste triste e cinzenta. Pela primeira vez na vida sinto-me incapaz de amar e acreditar nas pessoas. E desta vez é diferente. Não é a questão de no presente momento não ter ninguém. Nada disso. Também não quero. Mesmo. É a acumulação de erros e de momentos falhados.

Neste momento não consigo acreditar... É tão simples quanto isto

Ass: Gattaca

Devaneios poéticos # 2

“Nestes dias de chuva, cinzentos e molhados, em que o nevoeiro nos impede de ver outros horizontes, seria muito fácil, para qualquer um de nós, fazer poesia com esta invernia tardia. O desafio é soltar a imaginação em torno de uma estatueta vermelha de um gato com a cauda maior que o corpo... Fica o desafio...”

Ass: Gattaca

escrever blogs...?

Não sei bem quando é que começou esta reflexão sobre a existência dos blogs, mas há umas semanas que não me sai da cabeça uma frase que se comentou aqui na minha "tasca da cultura": "escrever blogs? Eu só escrevo se me pagarem! Era o que mais faltava estar a escrever blogs".
Sei que este comentário tem por base uma crónica de uma revista brasileira em que o jornalista dizia que não escreveria num blog, simplesmente porque só escreve por dinheiro.
Alguns dias depois ouvi, de raspão na SIC Mulher, alguém dizer que vivia para "escrever" e que tinha ideias em qualquer sítio e às vezes sentada num café aproveitava as toalhas de mesa de papel para anotar algumas das suas ideias para desenvolver mais tarde.
Escrever é um exercício da mente. Quem escreve, escreve à mão, num computador ou numa máquina de escrever antiga. Quem tem gosto por fazê-lo. Quem tem ideias a fervilhar. Há quem o faça por gostar de exposição pública, para apresentar justificar opiniões e posições… e muitos para ganhar dinheiro. Claro que todo o jornalista escreve para ganhar dinheiro. Alguns vão mais além e dedicam-se a obras literárias.

Mas voltando à minha reflexão…
Eu escrevo um blog, quase todos os dias, tal como escrevia crónicas quando tinha prazos para cumprir. Não pude deixar de ficar alerta com aquela frase. "Blog… por dinheiro"? Não vou comentar a crónica que esteve na base deste comentário, porque não a li… mas comento este comentário…
Que comentário ridículo! Tens a cabeça preguiçosa para escrever? Escreves sempre sobre assuntos que te rendem tostões? Ou apenas não sabes o que escrever e escondes-te atrás destes comentários? De ti poucas linhas li, é certo, e o que li não gostei. Se calhar a tua melhor terapia seria escrever para aprender. A teoria é muito bonita, mas também convém ter a prática. Não sei quem daria os tostões pelas tuas sábias palavras.

Eu sou blogólica assumida e não tolero comentários de gente preguiçosa. Eu sei que há pessoas que nasceram para fazer contas e não tem jeito para as letras... mas alguém que está ligado à escrita de alguma maneira jamais poderá fazer um comentário destes.

Eu estou sempre a pensar sobre assuntos. Às vezes não escrevo por não ter tempo ou não publico os textos por achar que os assuntos não são adequados ao blog, porque podem ser ofensivos, porque podem ser permissivos. Há textos que estão em papel, textos em formato digital, tópicos de ideias escritos na parte de trás da conta do supermercado, na última folha de um livro, pelos mais diversos formatos. Há textos que são uma imagem, há imagens que se transformam em texto. Há dias inspirados, há dias sem inspiração nenhuma, que são apenas reticências.
Esta é a liberdade do blog. Escrever quando apetece, sobre o que apetece, sem limites ou fronteiras. Pode ser um diário, um universo alternativo, um esconderijo, um relatório das nossas ideias. O que quisermos!

Beijos
Ziggy

Santo fim-de-semana

Que santo fim-de-semana! Confesso, um bocado encharcado e assim, e cheio de amêndoas de chocolate (que tão bem fazem aos dentes e ao colesterol)!!!

O fim-de-semana soube bem porque:

1) estive fora do ambiente de trabalho durante três dias! Que alívio! faço minhas as palavras do Gattaca... isto está cheio de vibrações negativas... começo a achar que é por estar ligado ao Estado!

2) fui ao Freeport, eu e mais umas centenas de pessoas, comprar coisinhas giras a metade do preço! Nada de coisas fúteis. coisas úteis para a casinha!

3) formatei o meu computador… coitadinho! Foi atacado por uma daquelas doenças de spyware e nunca mais recuperou. Matei-o e voltei a dar-lhe vida. Fresquinho que nem uma alface na sexta-feira. No sábado teve uma recaída. Tive de o reanimar e tudo. Voltou a viver! Aleluia irmãos… aleluia! Cantemos todos! (ai ké isto?!)

4) o meu pai fez a sua lista de anos… embora finalmente tivéssemos (eu e a minha mãe) encontrado o presente que ele tanto queria – um engraxador de sapatos automático como aqueles dos hotéis (ahahah, o senhor é fino!) –, sr. Papi acrescentou umas coisinhas à sua lista: um berbequim Bosch, uma rebarbadora Bosch (sei lá o que isso é!), um auricular (que já tem mas não sabe onde!) e finalmente o BMW, peça que faz sempre parte da lista, mas só será possível no dia em que eu tenha um emprego novo de sonho e que lho possa dar.

5) vi todos os episódios que me restavam da 3ª série de “Alias”, recheados de cenas com o Michael Vartan… (esta é de pirracinha!)

6) fiz montes de asneiras: comi as amêndoas, bebi um capuccino, comi uma pizza… e mais amêndoas.

Assim, tudo somado não parece grande coisa… mas até soube bem!

Beijos
Ziggy

quarta-feira, 23 de março de 2005

Pensamentos, Dúvidas e Comentários # 10

É por estas e por outras que eu deliro com o Eurofestival da Canção. Eis o que se lê na explicação do palco deste ano:

“Imagine a ‘leafy clearing by a river bank in the morning’. Because the stage will be more than a place on which the artists to perform their songs. It will become a Garden of Eden with mystical plants and animal life where growth, wealth, colours, beauty, creativity and light are the order the day – and a day that will be completely new, symbolizing the dawn of a new age for both the Song Contest and the Ukraine itself”.

LOLOL. Depois o drogado sou eu.

Ass: Gattaca

Pensamentos, Dúvidas e Comentários # 9

- SOCORRO!!! Um dos meus amigos mais antigos vai casar este ano. Acho mesmo que 2005 vai ser o ano dos casamentos: este meu amigo, o meu irmão e um colega aqui da rádio. Quando ao R, conhecemo-nos quando andávamos no 10º ano na Esc. Secundária Maria Amália Vaz de Carvalho. Nem quero fazer as contas. Na altura já tinha o bichinho da rádio e trabalhava na rádio local. Tinha 2 horas diárias. E o R. ia sempre comigo.
Agora por causa do casamento ele pediu-me para eu fazer de DJ... Fiquei de pensar e dar lhe uma resposta... AAAAAIIII !!!

Ass: Gattaca

Manual para quem sai à noite # 10

"Sintoma: O teu pai parece chateado e os teus irmãos olham para ti como se não soubessem quem tu és.
Causa: Ups! Casa Errada!!!.
Solução: Pergunta se sabem onde fica a tua."

Ass: Gattaca

PS - Esta foi a última sugestão do manual!!!

Bem-Vindos!

Caros sócios, o nosso Clube não pára de aumentar. É com uma especial alegria que damos as boas-vindas a mais dois novos blogs na nossa lista de Clubes Amigos. São eles

Karmatoon
Joxices

Agora façam o favor de se tornarem visitantes habituais destes dois locais. E já agora: SEJAM FELIZES!!! LOLOL

A Direcção:
Gattaca & Ziggy

Primavera...


Há já alguns dias vos queria desejar uma boa Primavera!
O equinócio da Primavera celebrou-se no domingo, dia 20 de Março, às 12:34, a minha hora preferida, porque tem a sequência de números directa.
A Primavera dá-nos mais energia, intensidade e persistência. É na Primavera que tentamos ver o mundo com outros olhos, quando desejamos abrir novas fontes de criatividade, ser mais optimistas, observadores, apaixonados ou determinados.
A Primavera ajuda-nos a encontrar a verdade, observar a verdade, descortinar a verdade.
A Primavera dá-nos um novo alento. Estou a ver o bom caminho. O verdadeiro renascer. Dar um abraço ao mundo e seguir em frente com determinação e vontade de levar todos os nossos objectivos a bom porto. Os nossos objectivos sempre altruístas, pensando no próximo e não apenas no nosso umbigo.

Beijos
Ziggy

terça-feira, 22 de março de 2005

Pensamentos, Dúvidas e Comentários # 8

Hoje sem esperar fiquei completamente desarmado numa pequena conversa com a Tia. Tive de guardar as palavras que ela me escreveu. E passadas horas ainda começo a chorar cada vez que as leio.
Acho que à pouco tempo escrevi aqui algo sobre a Tia, creio que na data do seu aniversário, e realmente é uma pessoa super importante para mim. É bem curioso pensar nas mudanças que os dois já vivemos em conjunto.

Respondendo as suas palavras: Não consigo ver-me dessa forma. Não consigo fazer o que me propõe. Estou demasiado amargurado. Não consigo acreditar que as pessoas me vejam dessa forma. Mas gostava de me conseguir ver assim. Só que não foi educado para isso. E acho que é uma questão de pilares. E as fundações foram mal feitas. Logo agora é tarde...

Só consigo é agradecer o facto de ter como amigos pessoas como a Tia. E mais uma vez sou obrigado a pensar no Porto e rir-me quando vejo a importância que ao longo dos anos essa cidade tem na minha vida. E muito antes do JP aparecer. E sem saber conheço a Tia em Lisboa nas nossas saudosas noite no Bairro, mais precisamente no Frágil, e meses mais tarde venho a descobrir que vai morar no Porto.

Obrigado Tia

Ass: Gattaca

Manual para quem sai à noite # 9

"Sintoma: A discoteca mexe-se muito, toda a gente está vestida de branco e a música já começa a ser repetitiva.
Causa: Estás numa ambulância.
Solução: Não te mexas; possível coma alcoólico."

Ass: Gattaca

Água Também é Mar

Image hosted by Photobucket.com


“Água também é mar
E aqui na praia também é margem
Já que não é urgente
Aguente e sente aguarde o temporal

Chuva também é água do mar lavada
O céu imagem
Há que tirar o sapato e pisar
Com tacto nesse litoral

Gire a torneira, perigas ver
Inunda o mundo, o barco é você

Na distância, há de sonhar
Há de estancar
Gotas tantas não demora
Sede estranha”

De Marisa Monte, Carlinhos Brown, Arnaldo Antunes

Sempre gostei desta música cantada pela Marisa Monte. Não é dos Tribalista, mas sim do álbum a solo da Deusa, "Memórias, Crônicas e Declarações de Amor". Durante o dia cinzento e chuvoso de ontem, foi ouvida umas quantas vezes enquanto guiava.

Ass: Gattaca

Devaneios poéticos # 1

“Vale a pena lembrar que todos os dias, milhões de peixes desovam e muitos outros milhares procuram esconder-se atrás da alga mais próxima... Mas Deus sabe que eles estão lá!”

Ass: Gattaca

segunda-feira, 21 de março de 2005

Temptation

Queria contar-vos o meu fim-de-semana mas não consigo. Prometo que amanhã cá deixo o texto. Hoje fica a letra de uma das músicas que mais me acompanhou estes 3 dias. Chama-se “Temptation” e está no novo álbum do Moby. Não acho o disco nada de especial, mas é bonito. Nada mais! Já o segundo CD, o “ambient” é uma verdadeira porcaria. Só que sempre gostei do moço...

“Heaven
A gateway to hope
Just like a feeling
I need, it's no joke

And though it hurts me
To see you this way
They traded by words
I'd never heard
To hard to say them

Up, down, turn around; please don't let me hit the ground
Tonight I think I walk alone to find my soul desire to go home
[2x]

Oh it's the last time, it's the last time
Oh it's the last time, it's the last time

Each way I turn
I know I'll always try
To break the circle
That has been placed round me

From time to time
I find our lost
Semeaning
That was urgent

To myself
I don't believe

Oh, up, down, turn around; please don't let me hit the ground
Tonight I think I walk alone to find my soul desire to go home
[2x]

Oh it's the last time, it's the last time
Oh it's the last time, it's the last time

And I have never met anyone quite like you before
And I've never met anyone quite like you before
[2x]

And I've never met anyone quite like you before
Oh, up, down, turn around; please don't let me hit the ground
Tonight I think I walk alone, to find my soul desire to go home

And I never met anyone quite like you before
Up, down, turn around; please don't let me hit the ground
Tonight I think I walk alone, to find my soul desire to go home

Up, down, turn around; please don't let me hit the ground
Tonight I think I walk alone to find my soul desire to go home
[2x]”

E esta letra até pode ser um resumo do que senti no fim-de-semana...

Ass: Gattaca

Manual para quem sai à noite # 8

"Sintoma: Ouves as pessoas a falar com um estranho eco.
Causa: Tens o copo na orelha.
Solução: Pára de te armar em parvo."

Ass: Gattaca

polivalência ?

Lamento, lamento a minha ausência. Desculpem caros sócios! Mas pela primeira vez em um ano consegui que no sítio onde trabalho atribuíssem e explorassem a polivalência de um funcionário... EU!
Há um ano que aqui trabalho, como jornalista, e não se contava nenhuma notícia, peça, crónica, artigo ou qualquer outro “item” jornalístico escritos por mim! Ofereci-me então para escrever sobre o Grande Prémio de Fórmula 1. Não sou uma expert, mas acho que todos os jornalistas têm capacidade para escrever sobre tudo, desde que arranjem o background necessário para desenvolver sobre determinado assunto.
Estudei, estudei, estudei… passei uma semana dedicada aos carros de fórmula 1, às equipas, às cores, ao circuito, às peças que tinham sido escritas, à ordem das notícias, aos verbos que se utilizam no desporto em questão. Não podia dizer que estava “por preparar”. Este é sempre o meu método de trabalho.
Compreendi tudo, acompanhei os treinos e a corrida até às tantas da madrugada. Vi os meus pais deitar e levantar… e eu sempre a escrever.
Assim contado ao de leve até parece que correu às mil maravilhas… à excepção de um pormenor: a falta de colaboração da tecnologia.
Durante a primeira noite… perdi todos os textos que escrevi, tendo de escrevê-los todos outra vez, esquecendo-me de alguns detalhes sobre os treinos. Mas tinha alguém a rever-me os textos que os acrescentou. Menos 10 pontos para mim, porque quem corrigiu deve pensar que eu não percebia era nada do assunto. E ainda por cima era aquele gajo giro, que eu até gostaria de impressionar… BOLAS!
Na segunda noite, já não fui em conversas e gravei sempre os textos em vários formatos não fosse o diabo tecê-las. Mas o sistema teimou em encravar, não me deixando colocar os textos e desta vez sem ninguém deste lado para dar cobro ao meu desespero. Acabei por colocá-los com alguns erros e a ter de mandar correcções.
Para adocicar isto tudo, ainda tive a sorte de uma das agências internacionais mais conceituada se ter enganado nas classificações e eu ter repetido o erro, tendo mais uma vez de mandar uma correcção.
A certa altura da noite já nem tinha a certeza de como se escreviam certas palavras... e a dislexia atacou-me de uma forma valente!
Somadas as duas noites, a olho nú, eu fico a parecer uma burrinha e desleixada. Mas juro que a culpa não foi minha.
Cheguei à conclusão que provar a polivalência só vai dar alívio à minha consciência e lustro ao meu ego, já que nenhum dos chefes o reconhece. E não sei se duas noites em branco valem o esforço. Estará na altura de me sentar nesta sala de espera e viver no estado de graça dos funcionários da função pública?
Eu continuo a achar que não e a gostar de viver no limite… mas mesmo assim não sei se vale o esforço.

Beijos
Ziggy

sexta-feira, 18 de março de 2005

Manual para quem sai à noite # 7

”Sintoma: Reflexo de caras a olhar para ti através da água.
Causa: Estás no lavatório a tentar ir ao gregório.
Solução: Mete o dedo (na garganta)”

Ass: Gattaca

Duran Duran

Olha vejam quem vem a Portugal e na formação original: Simon Lebon, Nick Rhodes, John Taylor, Andy Taylor e Roger Taylor.

Image hosted by Photobucket.com


Acho que no dia 24 de Maio todos os caminhos vão dar ao Coliseu dos Recreios.

Bilhetes:
Plateia/Geral/Galeria: 25,00 Euros
Camarotes 1.ª (Frente, Lado): 25,00 Euros
Camarotes 2.ª(Frente, Lado): 25,00 Euros

Abertura das Portas: 20h
Início do espectáculo: 21h

Ass: Gattaca

Palavras que não existem no Microsoft Word #7

incontornáveis, lavadinho, flatulências, escatológicos

Ass: Gattaca

Manual para quem sai à noite # 6

"Sintoma: O chão está a mexer-se.
Causa: Estás a ser arrastado.
Solução: Pergunta ao menos para onde é que te estão a levar, caso seja para outro bar está tudo bem, no caso contrário, manifesta-te!"

Ass: Gattaca

quinta-feira, 17 de março de 2005

Toma lá...um murro na tromba

Sócios e amigos,
Recomendo-vos que comecem a preparar uns maços de tabaco para me levarem à prisão!
Hoje voltaram a ameaçar-me com uma ordem de despejo do meu posto de trabalho - o físico, onde está o computador e o teclado e essas ninharias que um jornalista nem sequer precisa para trabalhar.
Do fundo da minha calma, que não estava de todo calma mas sim a borbulhar de ódio, perguntei: "eu só quero saber quando é que tenho de sair daqui. ainda ninguém me disse".
Não tive direito a resposta, porque há pessoas que ou tratam os outros abaixo de cão ou simplesmente não falam. Na realidade, a pessoa em causa não me afecta minimamente, mas o facto de esconder o meu arreganhar de dente atrás de um sorriso amarelo está a revoltar-me o estômago. E já não é a primeira nem a segunda vez que estou para lhe dar uma bela murraça na tromba. Isto é um bocadinho brega e um golpe baixo, mas já não há paciência para aturar gajas com crises existenciais.
A violência nunca foi o meu mote. Mas isto está a acumular-se há demasiado e tempo e está prestes a estoirar.
Disseram-me para contar até 30... eu já contei até 30 mil. Não vejo resultados práticos.

Beijos
Ziggy

PS: Obrigada Zoick pelo passatempo! Adorei!!!

Uma noite...

Image hosted by Photobucket.com


Esta foto foi tirada por volta das 6 da manhã no sábado dia 20 de Fevereiro. Foi uma das noites mais especiais da minha vida. Por um simples motivo: finalmente consegui sair à noite com a pessoa com quem namorava na altura. E não tive problemas em ser “eu”. Isto porque, curiosamente todos os meus exs nunca curtiram sair à noite quando namoravam comigo. Logo quando saía era sempre com amigos e às vezes sentia-me algo sozinho.

Não sendo meu namorado oficial o Oxy foi bastante importante para mim. E ele sempre aceitou as minhas coisas. Nesta noite em particular, a minha relação com as drogas. Foi uma noite como eu sempre sonhei durante muito tempo. Bebi o que quis, tomei o que quis, dancei o que quis e tinha o Oxy a tomar conta de mim sem sentir-me a ser julgado ou criticado. Também podem ficar descansados que não sou um gajo de excessos e por isso não fiz figuras tristes ou deploráveis. Mas pela primeira vez tive alguém a tomar conta de mim... E isso não vou esquecer nunca. A sensação de conforto e segurança que senti foram mágicas...

Esta foto é a maçaneta da casa de banho do Lux. Foi tirada com o meu telemóvel. Depois rumamos ao Kremlin onde ficamos até perto das 09h.

Oxy obrigado por essa noite!!! Sabes o quanto foi importante para mim. E curiosamente era eu que estava renitente em ir ao Kremlin!!! Lol

Ass: Gattaca

Manual para quem sai à noite # 5

"Sintoma: O chão está desfocado.
Causa: Estás a olhar através de um copo vazio.
Solução: Enche o copo!!!"

Ass: Gattaca

quarta-feira, 16 de março de 2005

bbzzttttt

bzzztttt... zttttttt.... zoinksssss.... zttttt....
failure...
fatal error...
zttttttt...
shutting down connection...
ztttt...

isto sou eu!

Beijos
Ziggy

terça-feira, 15 de março de 2005

Choose

É assim mesmo que me ando a sentir...

“Choose life. Choose a job. Choose a career. Choose a family. Choose a fucking big television. Choose washing machines, cars, compact dic players and electrical tin openers... choose DIY and wondering who the fuck you are on a Sunday morning. Choose sitting on that couch watching mind-numbing, spirit crushing games shows, stuffing junk food into your mouth. Choose rotting away at the end of it all, pishing your last in a miserable home, nothing more than a embarrassment to the selfish, fucked up brats you spawned to replace yourself. Choose you future. Choose life...

I choose not to choose”

Se quiserem a versão alongada...



Ass: Gattaca

Oxigénio...

“Sei que para lá de ti,
há outros rios, outros sóis, outras marés,
que eu não aprendi.

Mas quero-te, apesar daquilo que não és.
Sei que para lá de ti,
há castelos com tesouros que não mereço,
um céu que ri.
E amo-te ainda, por aquilo que desconheço.

Sei que para lá de ti,
espreitam negruras e carreiros de solidão,
que já percorri.
Partir, será ainda solução?”

de Manuel Filipe

Encontrei este poema de Manuel Filipe há umas semanas no blog da Pandora que por sua vez o encontrou no blog da Luna. Não resisti. É simplesmente maravilhoso. Só que agora se calhar já é tarde... No entanto não podia deixar de o colocar aqui no Clube.

Ass: Gattaca

Cinema

Eu sempre gostei de cinema. Desde adolescente. Até faço colecção de todos os bilhetes de cinema dos filmes que vi desde 1989. Estão lá todos guardados e protegidos, naquelas folhas especiais para fotografias. A maioria das pessoas goza comigo, mas é algo de muito especial que tenho. Acho que nunca vou conseguir desfazer-me do dossier. Ir ao cinema é a forma de viajar mais barata que conheço. De visitar novos locais, conhecer pessoas diferentes, aprender, ouvir músicas novas, observar através do olhar de outras pessoas...

E não sou daqueles que tem problemas em ir sozinho ao cinema. Nada mesmo! Só tenho pena de depois não ter ninguém com quem conversar sobre o filme. Não se pode ter tudo né?

Isto tudo para vos falar dos filmes que vi nas minhas férias. A única constante nestas férias foram mesmo a idas ao cinema. Entre Lisboa e Porto passei algumas horas em salas de cinema. Aqui fica a lista e os meus comentários

Domingo – “Sideways” – Não gostei. Não achei qualquer piada, embora me tenha esforçado.

Segunda-feira – “Constantine” – Ao contrário do que esperava este filme é consistente e nada pretensioso. Bons efeitos especiais, uma história interessante e um Keanu Reeves lindo de morrer.

Terça-feira – “Saw – Enigma Mortal” – Não vale a pena. O argumento é bem interessante, mas tudo o resto é uma merda (argumento, actores, realização).

Quinta-feira – “Million Dollar Baby” – Lamento mas não gostei nem um bocado. Nada. Muitos clichés e bem chatinho.

Sexta-feira – “O Segredo dos Punhais Voadores” – Hum!! Visualmente fabuloso e deslumbrante, mas com um enredo fraquito. Já em “Heróis” (o anterior filme do realizador Zhang Zimou) a coisa era assim, mas mesmo assim é bem melhor que estes Punhais. O senhor é demasiado contido nas emoções...

Sábado – “Mar Adentro” – Finalmente ganhei coragem para o ir ver. Fiquei de rastos. De qualquer forma o Javier enervou-me. Mas isto deve ser o meu mau feitio no seu auge

Domingo – “Garden State” – A NÃO PERDER!!!

Ass: Gattaca

Manual para quem sai à noite # 4

"Sintoma: Tens a boca cheia de beatas de cigarros.
Causa: Caíste com a fronha dentro do cinzeiro.
Solução: Cospe e enxagua com um bom gin tónico."

Ass: Gattaca

Bagunçada

A cada mudança de Governo há bagunçada no sítio em que trabalho. Um dia saem uns para assessores. No dia seguinte saem outros. Com certeza, mais dois anos, e voltam a entrar aqueles que saíram esta semana, para voltarem os outros que se sentaram nestas cadeiras ontem. Mas isso agora não interessa nada.

Interessa que mais uma vez, com a bagunçada desta casa, quem vai jogar o jogo das cadeiras sou eu. Não há um lugar onde eu possa assentar arraiais e dizer “este é meu”.
Há um ano cheguei aqui, sentei-me num posto de trabalho que foi meu durante 4 meses. Mudei-me para outro piso, para uma sala provisória, com umas cadeiras do mais inconfortável que pode haver. Ao fim de 2 meses consegui uma sala só minha… que paraíso. Durou mais 2 meses, até que fui transferida novamente para o meio da bagunçada, onde teria de arranjar um computador para o fim da manhã e outro para a tarde do qual seria expulsa às 18.00 horas, tendo aí de voltar a procurar outro posto de trabalho. Ao todo, num único dia, somaria 3 lugares de trabalho. Percebem porque é que aqui o trabalho rende?!
Encontrei um computador vazio, onde me estacionei até hoje. O computador estava à beira da morte cerebral. Tratei dele como se fosse "lá de casa". Dei-lhe todos os remédios necessários para o reanimar. Ele voltou a trabalhar lindamente, recebendo-me todos os dias com um sorriso saudável!
HOJE com muita diplomacia, aliás algo que reina nesta casa de “camaradas”, disseram-me “é melhor ires pensando em mudar de casa porque vamos precisar desta mesa”. Ao qual eu respondi: “outra vez?”. Que eu saiba ainda não é para mudar de funções, mas tenho de procurar outro lugar para me estacionar. Com tanta volta já ninguém sabe qual é a minha extensão de telefone. Tão pouco devem saber se eu existo.
Isto parece presunção. Mas chateia-me tanta reviravolta sem objectivos.
Não entendem que uma pessoa tem de criar laços emocionais com o seu local de trabalho, nem que seja apenas um mísero metro quadrado?
E principalmente chateia-me a maneira como alguma “desta gente” trata as outras pessoas. E não há ninguém que venha por ordem nesta casa. Caramba.

Beijos
Ziggy, no reino da bagunça e da má educação

segunda-feira, 14 de março de 2005

Fui...

É o regresso... Realmente aqui no emprego o ambiente é para lá de negativo. Este edifício está cheio de energias negativas. Só espero ter forças para aguentar isto.

Quanto às minhas férias, não há muito mais a contar. Os meus últimos dias têm sido muito pouco movimentados. Tudo muito calmo.

Estive no Porto até Quarta-feira. Fui todos os dias ao cinema. Fui também muito ao ginásio. Fui à psicóloga. Fui almoçar com o meu pai. Fui almoçar com a minha mãe. Fiquei em casa. Fumei cigarros franceses. Bebi vodka. Fui ao Baliza e ao Frágil. Ouvi boa música. Arrumei a casa. Fiz uma selecção dos CDs que tinha em casa e queria despachar. Pensei muito e em muitas coisas. Fiquei até tarde na cama. Andei no metro do Porto. Pensei na vida. Fui comprar comida para ter em casa. Fui conhecer o Lusitano (no Porto). Andei de Alfa. Dancei. Chorei muito. Ri algumas vezes. Conversei bastante. Passei alguns dias sozinho. Olhei o sol. Senti o vento. Respirei.

Acho que não há muito mais a contar...

De qualquer forma estes dias de férias souberam-me muito bem. Precisei mesmo de parar. Adorei estar no Porto. Fez-me muito bem!!! Tenho pessoas muito especiais nesta cidade e que tenho a sorte de fazerem parte da minha vida. E realmente os amigos, não são tudo, mas são grande parte da nossa felicidade.

De resto continuo super baralho e revoltado com tanta coisa. Já percebi que não posso fazer nada para alterar isto. É uma fase. E realmente terei de me tornar num gajo mais frio para conseguir sobreviver a tudo isto. Hei-de conseguir!

Ass: Gattaca

PS - Ziggy, obrigado por teres ido tomar conta das gatitas!!!

“Garden State”

Para mim este é, até ao momento, o melhor filme do ano. Não o percam. Está lá tudo na medida certa: humor inteligente, problemas existenciais, pessoas normais, amigos, drogas, cumplicidade, amor, personagens irreais e uma vontade imensa de acreditar num futuro.



Este filme foi realizado de forma magistral por Zach Braff (que também é o actor principal do filme) e tem apenas 29 anos... Menos 1 que eu... Está assim explicada também a brilhante banda sonora. Convém também não esquecer a fantástica Natalie Portman que mais uma vez nos deslumbra com o seu desempenho.



O mote: “Andrew Largeman shuffled through life in a lithium-induced coma until his mother's death inspired a vacation from the pills to see what might happen. A moderately successful TV actor living in Los Angeles, "Large" hasn't been home to the Garden State in nine years. But even with 3,000 miles between them, he's been unable to escape his domineering father Gideon and the silencing effect he's had on his son from afar. Stunned to find himself in his hometown after such a long absence, Large finds old acquaintances around every corner living quite unique lives as gravediggers, fast food knights and the panderers of pyramid schemes. Meanwhile, at home, he does his best to avoid a long-simmering but inevitable confrontation with his father. By a twist of fate, Large meets Sam, a girl who is everything he isn't. A blast of color, hope and quirks, Sam becomes a sidekick who refuses to ride in his sidecar. Her warmth and fearlessness give Large the courage to open his heart to the joy and pain of the infinite abyss that is life.”



Site oficial: http://www2.foxsearchlight.com/gardenstate

Ass: Gattaca

Pensamentos, Dúvidas e Comentários # 7

- Porque será que os senhores que fazem as embalagens dos supermercados não pensam nos solteiros? Hum? Porquê???Eu não preciso, nem quero, comprar 1 quilo de batatas. Eu não preciso de uma saca de cebolas. Metade da comida que comprei vai-se estragar. E não dá para congelar.

- Gosto mesmo de andar de comboio. São momentos mágicos onde pensamos na nossa vida e acreditamos que quando chegarmos ao destino tudo é possível e mais bonito. E durante a viagem esse sentimento dá-nos algum conforto. Além disso todos na carruagem somos pessoa anónimas. Além disso podemos ser quem quisermos... Não me consigo explicar melhor...

Ass: Gattaca

Manual para quem sai à noite # 3

"Sintoma: A parede à tua frente está cheia de luzes.
Causa: Caíste de costas.
Solução: Posiciona o teu corpo 90º em relação ao chão."

Ass: Gattaca

PS - Esta é uma das minhas favoritas de toda a lista!!!

Novidades...?

Gostava muito de ter novidades para vos contar... mas não tenho!

O fim-de-semana passou num ápice sem rendimento.
No sábado eu, o Mindtrap e o M. decidimos fazer uma pequena excursão à Almirante Reis para ver móveis para as nossas casas novas guiados pela “mãe” (que é minha, mas eu emprestei temporariamente para dar conselhos aos rapazes!).

“Esse sofá é fundo demais”, “esta cama tem umas bordas muito grandes”, “esse sofá é fundo demais”, “esta cadeira é dura”. Duas horas e meia depois terminámos o nosso périplo com as ideias baralhadas, sem saber qual o sofá que mais gostávamos, nem qual a cama ideal. Passámos numa casa de atoalhados e trouxemos cada um, um jogo de lençóis da Don Algodon a metade do preço, já que a “mãe” disse que era melhor aproveitar a oportunidade.

Quanto à mobília, acho mesmo que vamos à Habitat e ao Ikea encontrar as nossas soluções.

No domingo dediquei-me novamente às tarefas domésticas e a ver algumas séries que se amontoavam na minha lista. Fiz um excelente almoço (um crepe com recheio de frango, ervilhas, cebola e cogumelos) seguido de uma gelatina.

E assim passou o fim-de-semana sem nada de relevante além de uns lençóis.

Beijos
Ziggy

sexta-feira, 11 de março de 2005

Five minutes of everything


Hoje em memória de nuestros hermanos.
Porque pensar nos outros é importante.
Porque a solidariedade é importante.
Porque a ajuda é importante.
Nem que seja só por cinco minutos.

Beijos
Ziggy

PS: Lamento sócios, mas ontem o Blogger não me deixou postar... e após quatro posts falhados e perdidos... desisti!
PS2: OOOOPPPSSSS parece que os posts de ontem apareceram todos hoje!

quinta-feira, 10 de março de 2005

quarta-feira, 9 de março de 2005

ufaaaaaa!

Poxa... que dia!
Cheguei a casa... e passei 30 minutos na casa de banho para compensar a falta dela durante o dia.
Agora sei o que a minha pobre cadela passa durante o dia sem ir à rua!
ufaaaa!

Beijos
Ziggy

PS: que conversa de merda!

compreensão... da merda?

Hoje pediram-nos "compreensão" aqui no sítio onde eu trabalho, porque não vai haver água até às 18.00. Sabem o que são 300 marmelos a tentar ter "compreensão"? Não sabem!
Pedem-nos compreensão porque:
- o sistema de gestão em que trabalhamos vai abaixo
- a Internet está com um problema
- os computadores encravam
- as impressoras não imprimem
- o papel higiénico acabou
- o papel das mãos acabou
- o sabão "abrasivo" para lavar as mãos acabou

... e ainda nos pedem compreensão para não termos água até ao final do dia? Por tudo o que vivemos aqui dentro... cortam-nos um direito básico que é utilizar a casa de banho?
Não devia haver planos de crise para estas situações? Sei lá, um contentor no telhado?

Será que há casas de banho públicas no Estádio da Luz? É que eu já bebi uns litros de chá!
E onde é que eu vou dormir a minha sesta? Nas casas de banho mal cheirosas?


Beijos
Ziggy

terça-feira, 8 de março de 2005

Alguem conhece...

... um bom pai-de-santo?
Eu cheira-me que vêm aí mais umas quantas reviravoltas na minha vida. E não sei se tenho estômago para as aguentar. Há mais de um ano que não tenho um minuto de sossego em que possa dizer "porreiro, agora vou dedicar-me a isto e não me preocupar com mais nada".

O que posso eu fazer? Se já nem os comprimidos me matam a ansiedade, o melhor mesmo é consultar alguém que me guie o espírito, uma vez que o corpo já está perdido!

Beijos
Ziggy, a roer as unhas...

Férias # 1

ESTOU VIVO!!!

Sim... E consegui arranjar um tempinho para vir aqui dar notícias minhas. Pois o primeiro fim-de-semana das minhas férias não correu da melhor forma. Alias saíram-me mesmo vários tiros pela colatra!! Acabei por não ir ver os Plaza ao vivo, acabei por não ir ao Baile dos Vampiros e as "coisas" entre mim e o Oxy terminaram. Segundo me constou até parece que nunca começaram mesmo... Sou mesmo tótó!

E pronto, o Oxy é assim a primeira personagem "Sexo e a Cidade" da minha vida. Sobre esta definição, escrevo quando voltar de férias!

Portanto como devem imaginar não estou a ter as melhores férias da minha vida. Mais uma vez só posso agradecer aos meus amigos do Porto pelos bons momentos que tenho passado por aqui. Acho que tenho muito azar nos meus possiveis namorados, mas nos amigos tenho o inverso: MUITA SORTE!!!!

Por tudo isso GRANDES beijos e abraços ao Je_Bois, ao Karmatoon e sua esposa, à Tia, ao Gazuza. Pode parecer estranho, mas também tenho de agradecer ao Oxy pelo fim-de-semana e por me ter mostrado sítios novos aqui no Porto. De resto também lhe vou puder agradecer a depressão que se advinha nos próximos dias. Só que a culpa também é muito minha... Quem me manda entregar assim? Porque não tenho eu mais calma? Muitas outras questões tenho neste momento na minha cabeça, mas não vos quero chatear...

Agora é regressar a Lisboa e como me escreveu um dia o Oxy numa sms, "voltar às nossas vidas"! O problema é que não gostamos dessa vida!!! Enfim... ainda tenho alguns dias de férias para alterar alguma coisa. Apostas: muito cinema e ginásio!!!

Ass: Gattaca

PS - Já vi que a Ziggy está a conseguir manter o clube bem vivo e movimentado. Fico contente com isso!!!

COMENTÁRIOS APÓS O SEXO, SEGUNDO O SIGNO...

Image Hosted by ImageShack.usCarneiro: "Ok, vamos fazê-lo outra vez!"
Touro: "Estou com fome - passa-me a pizza."
Gémeos: "Viste o comando da televisão?"
Caranguejo: "Quando é que casamos?"
Leão: "Não fui fantástico?"
Virgem: "Preciso de lavar os lençóis."
Balança: "Eu gostei se tu gostaste."
Escorpião: "Talvez seja melhor eu desamarrar-te."
Sagitário: "Não me telefones - Eu telefono-te."
Capricórnio: "Tens um cartão de visita?"
Aquário: "Vamos tentar agora sem roupas!"
Peixes: "Como é que disseste que te chamavas?"

Não resisti em partilhar isto convosco... revejo algumas situações nestes comentários!!!!

Beijos
Ziggy

hoje...

... ganhei uma flor!
Aqui, no sítio onde trabalho, gostam destas datas especiais. Lembro-me que no ano passado, quando cheguei já não havia flores.
Como todos os outros dias especiais, este também pouco me diz. Não necessitam de me oferecer flores. É um gesto bonito se surgisse do nada. Mas só porque é um dia especial, não serve de muito.
Obrigada de qualquer forma.

Beijos
Ziggy

segunda-feira, 7 de março de 2005

Entendimentos!



Beijos
Ziggy

conversas absurdas parte 2?

Mais um doce aqui do meu posto de trabalho...
"Tenho as mãos todas gordurosas. Pus o creme e agora estão todas gordurosas", diz aquela senhora que se senta ao meu lado.
Ora naturalmente que se pôs o creme, tem as mãos gordurosas. Ainda por cima um creme Nívea.
"As minhas mãos podem arear os tachos", continuou.
Então põe o creme e fica com as mãos gordurosas. Ou vai para casa arear tachos.

Realmente, eu não fui talhada para ser um "bom ouvido"!
ESTA GENTE CANSA-ME A BELEZA!

Beijos
Ziggy

O jantar das francesinhas...

Caros sócios,
como correu o vosso fim de semana?!
O meu foi cansativo.
Sábado
Comecei logo de manhã de sábado a fazer um gelado de Oreos (receita do Dr. Gazuza).
Passei a parte da tarde a procurar o sofá para a minha casa... algumas cadeiras... camas... já nem sei! Procurei tudo.
Fui ao supermercado.
Depois corri para casa do Gattaca para fazer o meu papel de "cat-sitter". Não levem isto a mal... eu adoro fazer de cat-sitter. Aliás... "animal-sitter", porque eu fico com todos os animais sem problemas.
Estavam óptimas, embora a Docas estivesse muito amuada com a ausência do dono. Já a Meg estava uma ternura.
Corri para casa para esmagar os morangos para levar para o jantar das francesinhas do JP.
Olhem, que vos diga aqui, o JP é um cozinheiro e peras... fez 10 francesinhas em uma hora. E que boas que estavam!!!
Ora, o meu colesterol disparou até ao céu, mas o que está feito, está feito... e não se chora sobre leite derramado... já comecei a beber mais Benecol durante o dia.
O jantar foi muito agradável, como todas as noites que passamos em casa do JP. Um jantar de amigos, uma noite bem passada, bem regada e com a minha excelente sobremesa... para não falar das minhas morangoskas. Nham Nham!
Reminder para o próximo jantar: comprar mais morangos!
Depois de conversa alongada até às tantas, decidimos levantar as nossas barrigas cheias para a noite de Lisboa.
QUE ERRO! QUE ERRO! Aprendam com os nossos erros. Eu passei uma noite a ouvir "vou-te espancar tanto que nem vais saber como te chamas", dizia-me o Space Cake.
Eu estou velha para estas coisas.
Fomos ao Fama. Simplesmente porque nos disseram que estava pejadinho de Personal Trainers do Holmes Place.
Certo, estavam lá. Também estavam as meninas da recepção. Todos menos o Jorge, o meu Deus Grego... ou o seu assistente, o João.
Portanto, por sermos tontinhas, eu e a Sushi (já que o DouDou e o Space Cake limitaram-se a acompanhar-nos), enfiamo-nos num espaço horroroso, populado por aquele público-alvo que em tempos frequentava a Kapital, veste Timberland e Ralph Lauren, que faz fila para entrar, fila para sair, fila para cravar um cigarro. Além destes, algumas novas vedetas da televisão, que vibram a ouvir O-Zone. Realmente, para onde caminhamos nós.
Um hora de tortura depois, decidimos ir embora... e chegar à conclusão que nunca mais lá voltamos.

Balanço final:
1)Bebidas - algumas mas só ao jantar;
2)Calorias consumidas durante a noite - ZILIÕES, mas o jantar estava óptimo... e quero mais;
3)Cigarros fumados - dez? quinze?
4)Droga - zero;
5)Gajos giros hetero sem tendência a abetalhar - zero;
6)Melões - UM GRANDE MELÃO.

Domingo
Dona de Casa... mudar a cama, limpar o pó, aspirar, mudar a gaiola da coelha, ir a casa do Gattaca ver as gatinhas (a Docas continuava amuada e a Meg feliz da vida!!)
Nada de interessante para contar sobre esta parte do fim de semana.
Nem vos devia contar que arrumei com o resto do gelado de Oreos que tinha ficado no meu frigorífico... Mas tenho de admitir, para publicamente me humilhar e esperar que vocês me dêem nas orelhas!

E vocês, que têm para contar ao clube?
Beijos
Ziggy

PS: O Gattaca manda cumprimentos.

sexta-feira, 4 de março de 2005

Which Cartoon Character Are You?

You are Tweety.

You are cute, and everyone loves you. You are a best friend that
no one takes the chance of losing. You never hurt feelings and
seldom have your own feelings hurt. Life is a breeze. You are
witty, and calm most of the time. Just keep clear of back stabbers,
and you are worry-free.


Beijos
Ziggy

deves... deves

Como somos na maioria escorpiões por aqui... eis a previsão desta semana para os assuntos do Coração!

Mais sonhador do que o habitual, vai dar por si a sonhar com o príncipe encantado. Saia do sonho e não receie a realidade, quem sabe se ele não está ai, mesmo ao seu lado. Lute pela sua felicidade. Clix

Olhem amigos, eu estou farta de olhar, olhar, olhar, olhar, olhar, (estou a ficar tonta) e não vejo nenhum príncipe encantado ao meu lado.
Sou só eu ou isto está a acontecer a mais algum escorpião?!
Isto dos astrólogos é como os políticos... prometem, prometem, mas depois cumprir tá quieto ó bicho!

Beijos
Ziggy

a loucura

Não posso acreditar em mim própria... cometi a loucura da semana.
COMI UM CROQUETE...
Ando a cumprir a minha dieta do coleterol com tanto empenho e assim de repente em cinco segundos... puftttt... como o pior que há para o colesterol... um frito!
Eu não sou nada fundamentalista com a história das dietas. Aliás nunca olho ao que como, desde que ouvi dois ralhetes por causa do colesterol. É verdade, é muito elevado para os meus míseros 28 anos.
Mas apetecia-me tanto um croquete e eles a olhar para mim e a piscar-me o olho.
Vou espancar-me (mas ao menos estou de barriga cheia!!!!)

Beijos
Ziggy

quinta-feira, 3 de março de 2005

Manual para quem sai à noite # 2

"Sintoma: Pés quentes e molhados.
Causa: Já te mijaste.
Solução: Procura a casa de banho mais próxima e seca-te."

Ass: Gattaca

Aí vou eu...

PORTO AÍ VOU!!! E FÉRIAS TAMBÉM!!! Prometo que depois conto tudo... Ziggy, toma conta do Clube. Sócios, não maltratem a nossa directora!!!

Bjos e Abraços a todos!!!

Ass: Gattaca

estado de choque

Finalmente esclareceram as minhas dúvidas (ou uma ínfima parte delas)... sobre os choques que eu tenho andado a apanhar. Em tudo o que tocava bzzzzzzzztttttt. Dou choque em todo o lado, em pessoas e em cães, e todas as manhãs vou de casa ao trabalho com o cabelo em pé, electrificado pelo pano do tecto do carro.
Tinha de fechar a porta do carro com o pé para não apanhar choque nas portas e apanhava inclusive choque quando punha a chave na ignição.
A situação não me estava a preocupar. Quero lá saber se dou choque ou não, mesmo que comecem a aparecer faíscas. É só um bocado chato chegar ao pé de alguém que vamos cumprimentar e de repente bzzzzzzzztttttt.
A ocorrência mais constante destes choques deve-se à falta de humidade. Os choques são habituais e constantes, caso o ar não esteja tão seco, e nem sequer damos por eles. Com o presente estado de tempo, acrescentando os aquecimentos e os ares condicionados, isolamos em nós toda a carga e quando tocamos em materiais ou pessoas com carga diferente… bzzzzzzzztttttt.
Eu tenho a sensação que qualquer dia consigo acender uma lâmpada, mas parece que não me mata.

Beijos
Ziggy, bzzzzzzzztttttt

Recadinho público a Gattaca: dizias tu que eu era viciada no Gerard Butler (e por acaso não nego a minha fixação), mas a tua fixação com o Michael Vartan vai a milhas de distância da minha... ele é lindo e assim e tudo e tudo e tudo, mas tenho a tromba dele a sair-me do ecrã do computador de 15 em 15 posts.

quarta-feira, 2 de março de 2005

Michael Vartan

Só mesmo para lavar os olhos e dar alguma alegria a alguns dos sócios deste Clube...





Será que posso pedir este senhor ao Pai Natal? Ou aos meus amigos como presente de aniversário? Ou melhor ainda, como presente de novo emprego?

É tão bom sonhar!!!


Ass: Gattaca

Baile dos Vampiros 2005

Fiquei assaz admirado (bonita expressão) quando descobri aqui no Clube que muitos não sabem o que é o Baile dos Vampiros... Ainda mais admirado fiquei quando uma dessas pessoas é do Porto, cidade onde acontece há 25 anos o dito Baile!!!!



Convocados principais deste ano são os portugueses The Gift (ao vivo) e o DJ Ricardo Villalobos, pela primeira vez em Portugal, a ditar batidas techno e house. Vão também participar os Freshkitos e os DJ Serginho e Ai! Ai! (aka J. Dorminsky). Local da festa: Teatro Sá da Bandeira, onde nunca entrei. Por tudo isto não podia deixar escapar esta oportunidade. Como é? Quem quer vir mais?

Espero divertir-me muito... E bailar bailar bailar bailar, até ficar sem uma pinga de sangue no corpo.

Vou também aproveitar este fim-de-semana para rever os meus amigos todos do Porto... E espero que desta vez tenham mais pedalada para mim. Já ouvi foi falar de uma baixa, mas até lá pode ser que fique melhor!!!!

Aproveito também para avisar todos os sócios que a partir de sexta-feira, inclusive, estou de FÉRIAS!!!! Isso mesmo: UMA SEMANA DE FÉRIAS!! Isto porque como já não estou na revista e tinha dias do ano passado aqui na rádio para gozar, vou aproveitar enquanto não tenho o tal segundo emprego!!! Porque de resto acho que este ano, e se tudo correr bem, só vou ter férias em Setembro!!!!

Ass: Gattaca

PS - Se calhar o próprio do Baile não tem 25 anos! Agora não sei. Quem faz 25 anos é o Fantasporto!!!

Jantar de Idiotas

“Imagine-se um grande editor de romances que tem o curioso hábito de, não só publicar os melhores textos que há no mercado, como também o de conquistar as respectivas autoras.
Imagine-se, também, um modesto funcionário público cujas principais ocupações são fazer maquetas com fósforos e espalhar disparates à sua volta, com a inocência própria dos grandes desastrados.
O destino junta-os devido ao passatempo do primeiro e seus amigos de, semanalmente, se reunirem num jantar em que cada um leva alguém... alguém excêntrico, de estranhos hábitos e hobbies. Vence o que apresentar o mais IDIOTA!!!”



Este é o mote da peça que fui ver, com a Mipo, ontem à noite no Teatro Villaret. Acho que devo ter sido dos poucos que não achei grande piada à peça. É que o sucessão tem sido tão grande que os senhores já a representaram por mais de 100 vezes.
O momento alto da noite foi mesmo no intervalo conversar com a Mipo e perguntar-lhe se ela estava a gostar. Resposta pronta: “estou.me a esforçar para rir”... Acho que este comentário dela explica tudo. E logo nós os dois que adoramos rir... A segunda parte da peça foi feita de momentos em que nos esforçamos para rir e com momentos sem esforço e sisudos.

Quanto aos actores só gostei mesmo do Miguel Guilherme e da Rita Lello. Já quando ao João Lagarto, sem qualquer interesse. A sua actuação é demasiado forçada e falsa. De qualquer forma foi o meu regresso ao teatro. Já sentia saudades... E como estamos a falar de teatro nacional aqui fica a ficha técnica da peça:

Encenação António Feio
Autor Francis Veber
Tradução e Adaptação Ana Sampaio
Interpretação Miguel Guilherme, João Lagarto, António Feio, Rita Lello, Helena Isabel, Jorge Mourato, José Eduardo
Assist. Encenação Sónia Aragão
Cenário Eric Costa
Desenho de Luz João Paulo Xavier
Figurinos Barbara Feio
Música Alexandre Manaia

O texto original chama-se “Le Dîner de cons" e é da autoria do francês Francis Veber. Este texto já foi adaptado para o cinema em 1998. Um colega meu da rádio emprestou-me o DVD deste filme. Segundo ele é bem melhor que a peça que ambos já fomos ver. Tenho muita curiosidade! Depois conto

O que acabou por salvar a noite foi a nossa ida, after-peça, a um dos bares irlandeses que existem no Cais do Sodré. Já tinha saudades das sandes de salmão!!!! E lá foram 3 Guiness para cada um e duas sandes para mim. Não sei que raio se passa comigo, mas ando esfomeado... MIPO THANKS PELA COMPANHIA e como sempre pela conversa!!!! Os 30 já pesam não é verdade?

Ass: Gattaca

Manual para quem sai à noite # 1

E aqui começa mais uma série... Recebi por mail... Hilariante!!!!

"Sintoma: Pés húmidos e frios.
Causa: Estás a agarrar o copo com um ângulo incorrecto.
Solução: Vai virando o copo até a parte aberta ficar virada para cima."

Ass: Gattaca

gone crazy and depressed

O elevado consumo de anti-depressivos em Portugal deve ser considerado um problema de saúde pública. A ideia é defendida pelo vice-presidente do Infarmed. Já a Ordem dos Médicos e a dos Farmacêuticos diz que o problema não está no controlo mas sim noutras situações que devem ser melhoradas. (TSF)

É por estas e por outras semelhantes que o nosso país não sai da cepa torta. Prendem-se com discussões de ninharia e os grandes problemas saltam de mão em mão sem serem resolvidos.
Ora estava eu na santa paz do senhor no local de trabalho quando ouvi esta reportagem sobre o consumo de anti-depressivos, calmantes e drogas legais afins...
Há senhores muito preocupados com o crescimento do consumo de anti-depressivos em Portugal... porra olhem pela janela e vejam lá fora o que se passa. Qual a estabilidade do país? Qual a estabilidade da economia? Vivemos num país que muda de governo de dois em dois anos. Vamos ter um primeiro-ministro preocupado com a tecnologia, a ciência, o cartão único, entre outras barbaridades que não sustentam o dia-a-dia de um país.
Estas não são razões mais do que suficientes para estarmos todos deprimidos?

Lisboa, onde alguns dos nossos caros sócios vivem e trabalham, é a 33ª cidade mais cara do mundo... será possível? No país mais pobre da Europa? Nós, os primeiros da lista do fim para o princípio? A qualidade de vida mais cara para os salários mais pobres?
Não será também suficiente para estarmos deprimidos?
Somos todos malucos ou simplesmente deprimidos crónicos?
Há aqui qualquer coisa que não bate certo.
Ser deprimido, stressado, nervoso, ansioso é um problema dos cidadãos de países desenvolvidos, coisa que Portugal cada vez parece menos. Mas nós com a mania das grandezas já herdámos estas “doenças” todas dos tempos modernos.
Pobres e deprimidos acham que vamos ao médico para ter uma “conversinha” e no final ouvir que “há que ser positivo” ou “o seu melhor remédio é o optimismo”?
É isto que estes senhores bastonários querem que se faça? Com bolos se enganam os tolos.
Com o estado de espírito deprimido como é que as pessoas dão rendimento ao país? Como se criam as bases para o crescimento económico? Com um país à beira de um ataque de nervos, querem que as pessoas se curem com aspirinas e caldos Knorr?
Cresçam e apareçam. Vão mas é para casa coser os buracos das vossas meias e não nos chateiem mais… deixem-nos tomar os comprimidos que quisermos para nos tornarmos pessoas minimamente equilibradas para dar conta do país no futuro depois de vocês terem dado cabo dele!

Beijos
Ziggy

terça-feira, 1 de março de 2005

puzzle

Image Hosted by ImageShack.usPicture this...
Eu andava a fazer um pequeno puzzle com a minha vida.
Pensei na imagem ideal - realista, claro - e comecei a dar uma ordem às peças do puzzle que ia dar vida à imagem que eu tinha idealizado.
As bordas estavam contruídas, dando base e estrutura à minha ideia. O puzzle iria rapidamente compor-se. Tudo o que viesse a seguir só podiam ser peças para um novo puzzle, que iria organizar com outra imagem de base.
Tinhas duas ou três metas fixadas no tempo para cumprir por forma a ter o puzzle completo. E ficava feliz. Aproveitaria o momento. Fixaria outras metas.
De repente o meu puzzle descoordenou-se. Tenho a imagem, mas as peças são diferentes. Não encaixam. Ficou tudo baralhado. Não consigo por ordem nisto. A minha cabeça baralhou-se também. Não tem ordem. Está a viver para o consumo do dia e a esquecer o amanhã. Sem horizonte. Vai-se construindo sem saber naquilo que vai resultar. Sem plano. Algo completamente contrário à minha existência, que é sempre programada. Tal como um puzzle. Basta ter a ideia... e caminhar para lá.
Lembram-se do Anjo... eu sou assim "certinha". Caminho pelos trajectos que tracei, que sei que me levam onde quero chegar. Agora tenho a meta idealizada, mas para lá chegar tenho vários labirintos pelo caminho.
Na vida nada é como um puzzle... porque tudo pode dar uma volta de 180º graus, para o lado bom ou mau. E nada sai como a imagem que definimos para o nosso puzzle!
I am puzzled... what shall I do?

Beijos
Ziggy