quinta-feira, 20 de janeiro de 2005

A minha noite de ontem

Estou com a telha! E é das grandes.

Desde manhã que estou com uma dor de dentes descomunal. E não parece que vá passar tão depressa… Mas também porque não vou eu arrancar a merda dos cisos?? Sério. Fico irritado comigo próprio por não ser homem suficiente e perder o medo que tenho do dentista. Traumas de criança é o que é!

Fica também definitivamente provado que preciso de dormir as minhas 7 horinhas diárias ou fico com mau feitio.

Ontem fui assistir à ante-estreia do “A Feira das Vaidades” ao Corte Inglês. Fui com a Mipo e depois, conheci finalmente consegui conhecer o Zoick. Quanto ao filme já falo num outro texto.

Depois do cinema fui para o Bairro com a Mipo. Estava vazio, mas é mesmo assim que gosto dele. Cada vez tenho menos pachorra para grandes aglomerados de pessoas e grandes confusões. As ruas do Bairro estavam vazias, mas ainda assim haviam bares abertos. Fomos às Primas tentar jogar matraquilhos. Não conseguimos. Depois fomos ao Portas Largas tentar jogar o Trivial electrónico. Só que eles mudaram as máquinas e o jogo desapareceu e foi substituído por outras máquinas parvas. Ainda assim jogámos uma espécie de “Roda da Sorte” e o “Bubble”. Só que faltava saciar a sede pelo nosso clássico Trivial. Num laivo de inteligência lembrei-me que o Frágil ainda tinha a máquina que queríamos. E lá fomos nós.

Toco à campanhia e passados alguns minutos lá nos abrem a porta. Entrámos e… estava completamente vazio. Às moscas. Foi de rir. Éramos nós os 2, mais os dois empregados dos bares, o DJ (o Rui Murka), o segurança e a porteira. Mais ninguém… Nunca me tinha acontecido isto. ERA TUDO NOSSO!!! Atenção: fartei-me de tirar fotos que depois podem provar o que estou a dizer. Só que como sabem continuo sem computador para onde passar as fotos. Certo é que já tenho mais de 230 fotos no telemóvel…

Voltanto ao Frágil… Lá fomos buscar as nossas bebidas, e fomos para a tão desejada máquina. Moeda nas mãos, copos numa mesa que está ao lado da máquina, casacos, cachecóis e afins também e começamos a jogar… À terceira tentativa lá conseguimos ficar em 7º lugar e deixar o nosso nome da tabela. Entretanto com tanta excitação e loucura a Mipo entorna o meu copo que estava cheio…

E estivemos a jogar durante uns bons 45 minutos. Obviamente que entretanto foram entrando algumas pessoas. Só que no máximo só estiveram ao mesmo tempo 9 clientes. Eu contei. Só mesmo no final da noite é que o pessoal do Baliza foi todo para lá e a coisa encheu. Só que já eram perto das 03h30.

After-jogo decidimos invadir a pista. E que cheia que ela estava… LOLOL. Era tudo nosso. E sim, resistimos à tentação de agarrarmo-nos às históricas colunas, porque isso não é coisa que se faça. Temos de manter a aparência. Já nos chegava o facto de apenas estarmos nós os dois e mais um casal a dançar. A dada altura o casal começa-se a entusiasmar e mais pareciam que estavam numa dança do acasalamento. Nós continuamos na nossa.

Quanto ao Murka, fez um set muito bom. Seguro, apenas com uma passagem péssima (coisa que acho que nunca o tinha ouvido fazer), e cheio de ritmos de hip-hop, sul-americanos, vozes femininas, jazz e para terminar reagge. Sim, porque na quinta-feira da próxima semana o Rui Murka vai invadir a cabine do Jamaica. Por isso tinha de ensaiar…

Já sabem então onde me podem encontrar na próxima quinta. JAMAICA MAN!!!

Com tudo isto chego a casa perto das 4h. Algo bêbado descubro que tinha uma inundação na casa-de-banho. Pois é, o termo-acumulador lembrou-se de começar a pingar violentamente. Já tentei falar com a senhoria mas ela não atende. A sorte é que dá para tomar banho de água quente. Depois de atirar diversas toalhas para o chão para ensopar a água, fecho a porta e vou para a sala ver televisão. Para minha sorte, ou azar, no “People & Arts” estava a dar o segundo episódio do “The Block”, um concurso australiano em que 4 casais (um deles gay – como seria de esperar) têm de renovar um edifício de 4 apartamentos. É giro. O problema é que dura uma hora. Ou seja: só me deitei perto das 5h e tal.

Tudo isto para vos explicar o porquê do meu cansaço e má disposição…

Ass: Gattaca


Sem comentários: