terça-feira, 9 de novembro de 2004

Paula Rego #2

Mais um viagem pelos meus blogs diários e eis que conheço um novo: O Diário de Conchita em diariodeconchita.blogspot.com. (esqueci-me dos comandos em html para fazer uma coisita bonita e não colocar aqui o endereço).
Num dos seus textos Conchita fala sobre a entrevista da pintura Paula Rego a Ana Sousa Dias. E transcreve alguns dos momentos.

” - Põe-se no lugar das personagens? Imagina-se lá, dentro da história?
- Então? Pois claro. A Maria era uma menina de escola, tinha 14 anos quando soube que ia ter um filho de Deus. Imagine como terá sido para ela. Deve ter sido um grande choque...

- Algumas crianças de Coimbra andaram a estudar o seu trabalho e chegaram a escrever-lhe cartas. Tem alguma recordação dessas crianças?
- Hum... não, não tenho. Não me lembro.

- Fica cansada com tanto trabalho?
- Não. Fico Exaltada.

- Quando sabe que um quadro está pronto?
- Então? Quando está cheio. :)”

Obrigado Conchita por este fabuloso momento de humor. Espero que a Conchita não fiquei furiosa/o comigo já que ela/e tem outra opinião de Paula Rego (“Foi uma revelação constatar que esta senhora é a pessoa mais pragmática e verdadeira que eu já vi. Deliciei-me a vê-la responder às questões como se estivesse a comentar a cor das margaridas, sem falsas pretensiosidades e com uma simpatia não construída, genuína”). Pois eu apenas me desato a rir quando a ouço a falar. Também confesso que pode ser ignorância da minha parte. Mas só me posso rir quando ouço a senhora a explicar que os Bolos que aparecem num dos seus quadros representam a Monárquia em Cascais!

Ass: Gattaca

PS – Quanto à festa de anos de ontem e respectivo presentes espero ainda hoje escrever algo

Sem comentários: