sábado, 11 de setembro de 2004

NY

(Dia 11 de Setembro de 2004, a três anos dos atentados terroristas em Nova Iorque)

Há dias em que me apetecia viver em Nova Iorque.
Não vamos analisar a nação a que a cidade pertence, nem quem a comanda.
Nova Iorque é do mundo. Nova Iorque é o mundo.
Pensava nisto enquanto estava empatada, invariavelmente, na segunda circular ao final do dia em Lisboa. O crepúsculo começava a espalhar-se pelo céu. E ali íamos a passo de caracol para nos enfiarmos em casa. Perguntei-me: porquê, para quê?
Esta cidade, Lisboa, não é mais nem menos que Nova Iorque. Mas do outro lado do Oceano parece que tudo tem mais razão de ser ou outra razão de ser. Em Nova Iorque pode enfrentar-se o trânsito, girar-se vários quarteirões para encontrar um lugar para estacionar, cruzarmo-nos aos encontrões com centenas de pessoas com a única razão de viver em Nova Iorque.
Nova Iorque tem todos os porquês e para quês. Os bons e os maus.
Maybe I'll live there some day...

Beijos
Ziggy, viajando

PS: A rodar esta noite (porque hoje não me apetece sair)... "New York, New York", versão de Frank Sinatra!

PS2: Poupem-me os discursos patrióticos. Thx!

Sem comentários: